Portugal discussion

31 views
Discussões > Escritores de Teoria Musical e e-Books : é possível?

Comments Showing 1-3 of 3 (3 new)    post a comment »
dateDown arrow    newest »

message 1: by Marco (new)

Marco (maferra) | 2 comments Olá ao grupo de leitores,

Fiz o meu registo no GoodReads pela primeira vez ontem e ainda estou a explorar. Sejam gentis :-)

Desde 2014 que pensei em escrever um livro de não-ficção sobre Teoria Musical e terminei-o recentemente – nunca pensei ser um escritor, mas gostaria de partilhar convosco a minha experiência e pedir a vossa opinião.

Escrevi tudo de raiz: andei sempre com um bloco de notas atrás e com o Evernote para não perder ideias, desenhei a capa, escrevi todas as partituras, comprei o FLIP para corrigir erros ortográficos e semânticos, subescrevi uma conta nos servidores da Amazon (espero não me endividar muito!), registei um domínio, escrevi o código do site, coloquei o livro à venda em e-Book no Kindle, Kobo e Lulu (versão em PDF). Dei o nome Odisseia Musical ao projeto:

http://odisseiamusical.com/

Foi uma experiência extremamente enriquecedora, mas muito trabalhosa, e não sei se existirão leitores. Como vocês são leitores ávidos e informados as questões são estas:

1. Já escreveram algum livro? Se sim, como foi a experiência?
2. Eu tenho um Kindle e tenho alguma facilidade em ler no computador, mas, agora vendo em perspetiva acho que o mercado nacional não compra muitos e-books, ainda para mais de não-ficção. Qual é a vossa experiência?
3. Existem músicos entre vós? Se sim, que livros leem e em que formato? (em português ou noutra língua)

Boas leituras e escritas,
Obrigado,


message 2: by Ana (new)

Ana Castro | 183 comments Olá Marco

Gosto de pessoas aventureiras e trabalhadoras.
A sua empreitada pareceu-me dum enorme mérito .
Parabéns.
Sou já duma geração de avós mas, adaptada às novas tecnologias.
Sempre gostei de ler mas ultimamente custa-me ler livros em papel pois a maioria tem letra demasiado pequena para a minha vista .
Comprei há cerca de 1 ano um kobo na fnac e desde aí tenho lido imenso .
Adoro o tamanho da letra, a luz integrada, o preço dos livros e a facilidade da compra .
Até comecei a ler em inglês língua em que não me atrevia pois é a língua em que se encontram a maioria dos ebooks que me interessam .
Em relação ao seu livro , desejo -lhe o maior sucesso mas não estou muito interessada pois a minha cultura musical é muito pouca .
Gosto de ópera e acompanhei todos os programas do Ramon Gener.
Não tenho grande apetência para ler o seu livro mas desejo-lhe o maior sucesso .
Desculpe a sugestão mas não seria melhor contactar uma editora que se encarregasse da publicidade?
Felicidades
Ana


message 3: by Marco (new)

Marco (maferra) | 2 comments Olá Ana,

Obrigado pela partilha da sua experiência. Eu li sempre muitos livros em papel, e acho que tive uma experiência parecida com a sua - quando comprei o Kindle (parecido com o Kobo) a quantidade de livros que leio duplicou (ou triplicou!). É muito conveniente.

Entregar o livro a uma editora teria muitas vantagens - eles tratariam da publicidade, distribuição pelas lojas, impressão física em papel (entre outros), mas acho que perderia um pouco o controlo do «como», ou seja, sendo eu o escritor penso ser muito importante ter a última palavra desde a escrita até ao formato do livro. Para além disso, penso também que as editoras fazem aumentar muito o preço dos livros, porque valorizam muito o seu processo de marketing (e o custo do livro aumenta demasiado). É importante que o custo do livro seja o mínima e reflita mesmo o seu valor (e não qualquer margem da editora).

Sendo eu a controlo todo o processo é mais difícil, mas, talvez tenha sucesso (vamos ver).

Muito obrigado!


back to top