Manuel Moreira's Reviews > Ser Espiritual

Ser Espiritual by Luís Portela
Rate this book
Clear rating

by
1970480
's review

did not like it
bookshelves: non-fiction, religion

Num livro que apresenta o subtítulo "Da evidência à ciência", é estranho que seja tão difícil encontrar qualquer "evidência" ou "ciência" nas suas páginas. O subtítulo deveria dizer "da teoria à pseudociência".

De uma maneira geral, o autor discorre sobre alguns conceitos interessantes, mas fá-lo de tal maneira que os torna absolutamente desinteressantes, não só pela maneira como escreve, como pela forma como defende as suas ideias: A lógica falaciosa que aplica regularmente; as referências vagas e recorrentes a "alguns estudos", "alguns autores", "alguns cientistas" para reforçar as suas teorias mal fundamentadas (o leitor atento perguntar-se-ia "quais estudos? Quais autores? Quais cientistas?"); a referência (nos raríssimos casos em que isso é feito) a estudos que são altamente questionáveis (por exemplo, "estudos" com recurso à hipnose e que o autor refere indirectamente como sendo um "método científico"...); o discurso em tom factual sobre questões para as quais não há quaisquer fundamento científico (reencarnação, recordações de vidas passadas, poderes extra-sensoriais, etc., etc.).

Acima de tudo, o meu maior problema com este livro é que se apresenta como sendo baseado em "evidência e ciência", mas cujo autor (médico e professor universitário, ainda por cima) parece não ter qualquer compreensão sobre o que são princípios científicos.

Se querem escrever sobre o "ser espiritual" de um ponto de vista científico, então, por favor, utilizem fundamentos científicos para o fazer.
3 likes · flag

Sign into Goodreads to see if any of your friends have read Ser Espiritual.
Sign In »

Reading Progress

Started Reading
December 9, 2013 – Shelved
December 9, 2013 – Shelved as: non-fiction
December 9, 2013 – Shelved as: religion
December 9, 2013 – Finished Reading

Comments Showing 1-1 of 1 (1 new)

dateDown arrow    newest »

Lucas Capelão Faço das suas palavras as minhas.
Do charlatanismo à pseudociência


back to top