Rute Canhoto's Reviews > Forsaken

Forsaken by Jana Oliver
Rate this book
Clear rating

by
5706229
's review
Nov 28, 2011

it was amazing

** spoiler alert ** Leitura concluída a 6 de Janeiro de 2012. Votação? 5 estrelas! Adorei este livro e mal posso esperar pela continuação para saber o que acontece a seguir!
Nesta história o cenário que nos é apresentado é o de uma Atlanta parcialmente destruída, em que as circunstâncias obrigaram a que tudo se adaptasse. Por exemplo, as escolas funcionam agora em antigas lojas ou outros edifícios abandonados. Gostava que a autora tivesse explicado um pouco melhor o que levou a este cenário caótico, em que imperam os mercados de rua e os demónios andam à solta.
É em Atlanta que conhecemos Riley, filha de Paul Blackthorne, um talentoso "apanhador" de demónios (esta é a tradução correcta de "trapper", dado que os "hunters" - caçadores - são outra categoria). A centelha de vida de Paul acaba por se extinguir, mas a morte nem sempre simboliza o fim. Congratulo a autora pela ideia dos necromantes, que foi muito boa. Estou bastante curiosa quanto ao que aconteceu a Paul e que deitou por terra as vigílias de Riley no cemitério.
Sem o seu pai por perto, Riley vai ter que fazer pela vida. Gostei que esta personagem se revelasse tão forte e capaz. Não se fica por meias palavras, é destemida, enfrenta os seus medos e simultaneamente revela maturidade em relação a certos assuntos. E uma rapariga com um trabalho numa área apenas de homens leva-me a aplaudi-la pelo seu esforço.
Beck fala de maneira esquisita, lol! O discurso das personagens é marcado pela oralidade, às vezes um pouco até demais. Pessoalmente, preferia que não fosse tão vincado este aspecto. De volta a Beck, era um rapaz sem rumo que se converteu num homem correcto, um bom exemplo que ensina ao leitor que, apesar das coisas más que tenham sucedido no passado, quem somos no presente depende de nós.
O Simon é o rapaz certinho que acaba por conquistar o coração de Riley. Bem, eu torço antes pelo Beck. Ok, ainda há o jeitoso do Ori, uma figura envolta em mistério sobre a qual pouco se descobre neste primeiro volume. Seja como for, Team Beck! =P Mas desengane-se quem pensa que este livro é mais um romance para adolescentes. Sim, tem uma pitada de calor para o coração, porém é mais sobre a aprendizagem de Riley, o seu processo de crescimento e os planos ocultos que o Inferno parece ter para ela.
Quanto ao final, acho que se precipitou um pouco. As coisas estavam a avançar a um ritmo pautado e, de súbito, cai o Carmo e a Trindade! Um pouco mais de desenvolvimento antes da reunião da corporação não fazia mal. De qualquer modo, gostei do pacto que a Riley fez no fim e pergunto-me se não se irá arrepender-se do mesmo.

-------------------------------------------------------

Reading completed on January 6, 2012. Rate? 5 stars! I loved this book and can't wait for the sequel to know what happens next!
In this story, the scenario presented to us is one of a partially destroyed Atlanta, where the circumstances forced everything to adapt. For example, classes are now run in former shops or other abandoned buildings. I wish the author had explained a little better what led to this chaotic picture, in which prevail the street markets and demons are loose.
It is in Atlanta we get to know Riley, the daughter of Paul Blackthorne, a talented demon trapper ("trapper", not "hunter" – that’s a different category). The spark of life of Paul extinguishes, but not always death symbolizes the end. I congratulate the author for the idea of necromancers, which was very good. I’m very curious about what happened to Paul and that made Riley’s vigils at the cemetery worthless.
Without her father around, Riley has to get back to her feet and will be on her own. I liked the fact that this character revealed so strong and capable. She acts instead of just talking, she’s fearless, faces her fears and simultaneously shows maturity in what comes to certain matters. And a girl with a job in an area of only men leads me to applaud her for her efforts.
Beck speaks in a weird way, lol! The characters’ dialogues are marked by orality, sometimes a little too much. I’d prefer that this wasn’t so pronounced. Back to Beck, he was a troubled boy who became a correct guy, a good example that teaches the reader that, despite the bad things that have happened in the past, who are in the present is up to us.
Simon is the nice guy who ends up winning Riley’s heart. Well, I prefer Beck. Okay, there's also the gorgeous Ori, a figure shrouded in mystery about who little can be discovered in this first volume. Anyway, Beck Team! =P But those who think that this book is just another novel for teenagers are mistaken. Yes, it has a hint of warmth to the heart, however it is mainly about Riley’s learning, her growth process and the hidden agenda that Hell seems to have for her.
As for the end, I think it was a little rushed. Things were moving at a steady pace and out of the blue there’s a huge disaster! A little more development before the meeting of the Guild wouldn’t hurt. Anyway, I like the pact Riley did in the end and I wonder if she won’t regret it.
flag

Sign into Goodreads to see if any of your friends have read Forsaken.
Sign In »

Reading Progress

November 28, 2011 – Shelved
December 27, 2011 – Started Reading
December 27, 2011 –
page 10
2.37%
December 28, 2011 –
page 30
7.11%
December 29, 2011 –
page 160
37.91%
January 1, 2012 –
page 218
51.66%
January 4, 2012 –
page 320
75.83%
January 4, 2012 –
page 320
75.83% "LOVING IT!!!"
January 5, 2012 –
page 336
79.62%
January 6, 2012 – Finished Reading

Comments (showing 1-5 of 5) (5 new)

dateDown arrow    newest »

message 1: by Mafi (new)

Mafi fico à espera, parece ser muito bom!


message 2: by Ne (new)

Ne e 2!


Rute Canhoto Daqui a meia hora já devo ter a crítica pronta. Eu adorei, mas se não gostarem de YA, então não devem gostar...


message 4: by Mafi (new)

Mafi eu adoro YA ;) desde que nao tenha aquelas tipicas indecisões amorosas..


Rute Canhoto Deves gostar então. É claro que os assuntos do coração não são deixados de fora, mas são secundários na história, por isso deves gostar =)


back to top