Mia Couto Quotes

Quotes tagged as "mia-couto" (showing 1-19 of 19)
Mia Couto
“Só há um modo de escapar de um lugar: é sairmos de nós. Só há um modo de sairmos de nós: é amarmos alguém.”
Mia Couto, A Confissão da Leoa

Mia Couto
“Afinal, em meio da vida sempre se faz a inexistente conta: temos mais ontens ou mais amanhãs?”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“A morte, afinal, é uma corda que nos amarra as veias. O nó está lá desde que nascemos. O tempo vai esticando as pontas da corda, nos estancando pouco a pouco.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“Porque esta guerra não foi feita para vos tirar do país mas para tirar o país de dentro de vós.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

“- Há mulheres que são chuva, outras cacimbo. Essa tal Farida deve ser uma que vale a pena a gente se despentear com ela.”
Mia Couto, Terra Sonâmbula

Mia Couto
“Aquele momento confirmava: o melhor da vida é o que não há-de vir.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“O pai faz abrir a mala do automóvel e de lá espreitam embrulhos e celofanes. São mais os enfeites que os conteúdos, mas não é assim mesmo a festa: feita de ilusão e brilhos maiores que as substâncias?”
Mia Couto, O Fio das Missangas

Mia Couto
“De repente, porém, olhei a Vida e assustei-me: era tão infinita e eu tão pequeno e tão só. Subitamente, pisei a Terra e encolhi-me: tão poucos eram os meus pés.”
Mia Couto, A Confissão da Leoa

Mia Couto
“Aqui só há outroras, isto é água riscando fósforos.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“Tudo o resto se passou em silêncio como se perto já não se escutassem. O amor que trocaram é assunto para duas vidas inteiras, abandonadas para sempre num barquito sem rumo.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“Cinzas, se nos olhos dela dormitavam, em brasas se acenderam.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“Não seria nunca capaz de me retirar, virar costas. Eu tinha a doença da baleia que morre na praia, com os olhos postos no mar.”
Mia Couto

Mia Couto
“Onde, nos outros, há lembranças, em mim apenas há mentiras e miragens.”
Mia Couto, A Confissão da Leoa

Mia Couto
“As mulheres, em instante, ficaram tema. Mulheres é bom quando não há amor, disse. Porque o amor é esquivadiço. A gente lhe monta casa, ele nasce no quintal. Vale a pena uma puta, miúdo. Gastamos o bolso, não o peito.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“Aquele lugar lhe deixava um frio interior. Afinal, todos queremos no peito o nó de um outro peito, o devolver da metade que perdemos ao nascer.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“E ao ouvir os sonhos de Tuahir, com os ruídos da guerra por trás, ele vai pensando: não inventaram ainda uma pólvora suave, maneirosa, capaz de explodir os homens sem lhes matar. Uma pólvora que, em avessos serviços, gerasse mais vida. E do homem explodido nascessem os infinitos homens que lhes estão por dentro.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“Agora, já o barquinho balouça. Aos poucos se vai tornando leve como mulher ao sabor da carícia e se solta do colo da terra, já livre, navegável.”
Mia Couto, Sleepwalking Land

Mia Couto
“Nas ondas estão escritas mil estórias, dessas de embalar as crianças do inteiro mundo.”
Mia Couto

Mia Couto
“Fui para o convés, molhado até dentro dos olhos.”
Mia Couto, Sleepwalking Land