Justiça Quotes

Quotes tagged as "justiça" (showing 1-17 of 17)
Mario Benedetti
“Que os justos avancem
Avancem
Ainda que sejam imperfeitos
E estejam feridos”
Mario Benedetti

Filipe Russo
“Nunca quis, nem busquei, muito menos reivindiquei mais do que o que mereço.”
Filipe Russo, Caro Jovem Adulto

Millôr Fernandes
“A lei é uma forma ardilosa de burlar a Justiça.”
Millôr Fernandes

Na vida a injustiça me arruína, na arte eu faço justiça com as minhas próprias
“Na vida a injustiça me arruína, na arte eu faço justiça com as minhas próprias mãos.”
Filipe Russo, Caro Jovem Adulto

Kathleen E. Woodiwiss
“Existe a vingança e existe a justiça. Às vezes as duas são uma só.”
Kathleen E. Woodiwiss, Uma Rosa do Inverno

Anatole France
“Monsieur Bergeret, com o nariz num livro grosso, pronunciou lentamente estas palavras: "A liberdade não tinha em seu favor senão uma ínfima minoria de pessoas instruídas. Quase o clero inteiro, os generais, a plebe ignara e fanática queriam um senhor."
— Que está dizendo? – perguntou o senhor Mazure, agitado.
— Nada – respondeu monsieur Bergeret. — Leio um capítulo da história da Espanha. O quadro dos costumes públicos ao tempo da restauração de Fernando VII.”
Anatole France, The Amethyst Ring

Matilde Campilho
“Algumas vezes vão te empurrar e você vai empurrar de volta, provavelmente vai até querer pegar uma pedra para jogar no peito de quem te feriu. Isso não está certo, mas é humano.”
Matilde Campilho, Jóquei

Anatole France
“— Durante minha longa carreira de magistrado, jamais tive conhecimento de um erro judiciário.
— Eis aí uma declaração tranquilizadora - disse o senhor de Terremondre.
— E que a mim me gela de pavor - murmurou monsieur Bergeret.”
Anatole France, L'Orme du mail

“Os juízes que compõe o Supremo Tribunal Federal não conquistaram suas cadeiras por mérito, senão por indicação política, portanto, a decisão de cada um de seus membros ou do colegiado, devem sempre ser vistas com cautela”
Frederico Rochaferreira

Anatole France
“— Mas, sendo o Exército uma administração como a Agricultura, as Finanças ou a Instrução Pública, não se concebe como possa existir uma justiça militar, quando não existe uma justiça agrícola, nem justiça financeira, nem justiça universitária. Toda justiça privada está em oposição aos princípios do direito moderno.”
Anatole France, The Amethyst Ring

Anatole France
“— Mas se tocarem nos conselhos de guerra – exclamou o senhor de Terremondre –, será o fim do Exército, será o fim do país!
Monsieur Bergeret formulou esta resposta:
— Quando os padres e os grão-senhores foram privados do direito de enforcar os vilões, acreditou-se que era o fim de tudo. Mas, depressa, viu-se nascer uma nova ordem, superior à antiga. Falo em submeter o soldado, no tempo de paz, ao direito comum.”
Anatole France, The Amethyst Ring

Fabrício Carpinejar
“Não existe justiça no amor. O amor não é censo, não é matemática, não é senso de medida, não é socialismo. É o mais completo desequilíbrio. Ama-se logo quem a gente odiava, quem a gente provocava, de quem a gente debochava. Exatamente o nosso avesso, o nosso contrário, a nossa negação. O amor não é democrático, não é optar e gostar, não é promoção, não é prêmio de bom comportamento. O melhor para você é o pior. Aquele que você escolhe infelizmente não tem química, não dura nem uma hora. O pior para você é o melhor. Aquele de quem você quer distância é que se aproxima e não larga sua boca.”
Fabrício Carpinejar, Ai Meu Deus, Ai Meu Jesus - Crônicas de Amor e Sexo

Richard Bachman
“A vida inteira ele viveu perambulando, mandado embora de um lugar, assim que a "gente fina" comprava toda a maconha ou haxixe que quisesse, assim que houvesse perdido na roda da fortuna todas as moedas que queria. A vida inteira ele se ouviu sendo chamado de cigano sujo. A "gente fina" cria raízes; ele não tem nenhuma. Esse sujeito, Halleck, viu tendas de lona serem incendiadas por brincadeira, nos anos 30 e 40, e talvez houvesse bebês e velhos incendiados em algumas daquelas tendas. Ele viu suas filhas ou as filhas dos amigos serem atacadas, talvez violentadas, porque toda aquela "gente fina" sabe que ciganos trepam como coelhos e que um pouco mais não fará diferença — mas mesmo que faça, quem se importa? Ele talvez tenha visto seus filhos ou os filhos dos amigos serem surrados até quase a morte... e por quê? Porque os pais dos garotos que os surraram perderam algum dinheiro nos jogos de azar. É sempre a mesma coisa: você chega na cidade, a "gente fina" fica com o que quer e depois o manda embora. Às vezes, essa "gente fina" o condena a uma semana de trabalho na fazenda local de ervilhas ou um mês entre os trabalhadores da estrada local, como medida de ensinamento. E então, Halleck, para o cúmulo das coisas, vem o estalo final do chicote. O importante advogado de três queixos e bochechas de buldogue atropela e mata sua esposa na rua. Ela tem 70, 75 anos, é meio cega, talvez apenas se aventure no meio da rua depressa demais por querer voltar para sua gente antes de se mijar nas roupas — e ossos velhos quebram fácil, ossos velhos são como vidro, e você fica por ali, pensando que desta vez, apenas desta vez, haverá um pouco de justiça... um instante de justiça, como indenização por toda uma vida de miséria e...”
Richard Bachman, Thinner

Dulce Rodrigues
“O que para mim tem importância é viver numa sociedade em que todos tenham o suficiente para viverem com dignidade, e que a Educação e a Cultura e a Justiça sejam os seus grandes pilares.”
Dulce Rodrigues, Viagem a Praga no Tempo da Ditadura

Patricia Morais
“Achas mesmo que consegues abstrair-te e classificar o teu plano de justiça? A linha entre justiça e vingança é às vezes bastante ténue.”
Patricia Morais, Chamas

“O que é certo e o que é errado deve ser visto com seriedade, mesmo com os amigos mais próximos; devemos julgar a causa com diligencia do que está certo e não quem está certo.”
Alan Maiccon

Anatole France
“— Em tese – disse o senhor Lerond –, um erro judiciário é uma coisa inverossímil. Direi mesmo que é uma coisa impossível, uma vez que a lei oferece garantias aos acusados. Digo-o em favor da justiça civil. Digo-o também a favor da justiça militar. Diante do Conselho de Guerra, o acusado, se não encontra todas as garantias nas formas um pouco sumárias do processo, poderá achá-las no caráter dos juízes.”
Anatole France, The Amethyst Ring