Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “O Anjo Branco” as Want to Read:
O Anjo Branco
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

O Anjo Branco

3.97  ·  Rating details ·  1,186 Ratings  ·  45 Reviews
Baseando-se em factos reais, José Rodrigues dos Santos traz-nos desta vez uma obra sobre Moçambique, os portugueses, a guerra colonial e, sobretudo sobre o mais aterrador segredo de Portugal no Ultramar.

A vida de José Branco mudou no dia em que entrou naquela aldeia perdida no coração de África e se deparou com o terrível segredo. O médico tinha ido viver na década de 1960
...more
Paperback, 678 pages
Published October 22nd 2010 by Gradiva Publicações
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about O Anjo Branco, please sign up.

Be the first to ask a question about O Anjo Branco

Community Reviews

(showing 1-30)
Rating details
Sort: Default
|
Filter
Maria João Fernandes
"O mal é a incapacidade de nos pormos no lugar do outro. (...) O mal é a incapacidade de imaginar os sentimentos do outro e de os sentir como se pudéssemos ser nós. O bem é pormo-nos no lugar do outro. E actuar em conformidade, claro."

Este é o primeiro livro que leio do José Rodrigues dos Santos e revelou ser uma surpresa. Uma surpresa muito agradável. A história é baseada em factos reais e envolvida em fios de narrativa ficcionais que retratam o comportamento humano, ora movido por instintos,
...more
Ana Fernandes
Jan 20, 2017 rated it it was amazing
Shelves: biblioteca, read-2017
Bela história sobre Portugal e a Guerra do Ultramar. Muito importante descobrir coisas bastante interessantes sobre o nosso país. Recomendo.
Francisco Taira
Sep 11, 2014 rated it really liked it
Shelves: e-books

Mais uma vez acabo um livro de JRS com a nítida sensação de ter percebido mais e mais sobre a temática de fundo da história do livro.

Enredo à parte e já lá vamos, ficamos com clara noção do nosso (Portugal) envolvimento na Guerra de África e a forma atabalhoada como gerimos todo o processo de descolonização. Uma vergonha, uma nódoa na História que merece ser lida e relida por todas as gerações, as que por lá passaram e as mais recentes que raramente tomam contacto na escola com esta realidade.
Po
...more
Ana Sofia
Jan 05, 2011 rated it it was amazing
Todos os anos, por volta da altura do Natal, é quase certo que tenho por baixo da árvore de Natal o novo livro do José Rodrigues dos Santos. Este ano não foi excepção e, mais uma vez, não me desiludi. O Anjo Branco baseia-se na história de vida do pai do próprio autor, médico em Moçambique na altura da guerra colonial. O livro é extremamente interessante porque consegue tratar temas sérios como é o caso dos problemas básicos da saúde pelos quais a população local passava (falta de acessos, de mé ...more
Marta
Oct 26, 2015 rated it really liked it
Um livro que todos os portugueses deviam ler, para conhecerem a verdadeira face da Guerra do Ultramar. Porque há muito mais na nossa história do que os manuais contam. Como por exemplo, os massacres gratuitos que a nossa "grande" nação executou.

Porque um verdadeiro Homem pratica o bem mesmo quando ninguém o está a ver.
São Palma
Jan 13, 2013 rated it it was amazing
Mantenho as cinco estrelas, obviamente.
Mafalda
Jan 09, 2017 rated it it was ok
Honestamente estou desiludida.
Um livro com tanto potencial, uma ideia tão fantástica e uma oportunidade perdida.
Antes de mais devo dizer que apesar de ter adorado determinados aspectos da narrativa, senti falta de muito mais. Para um livro de quase 700 páginas, senti que muitas oportunidades foram perdidas e determinadas cenas e muitas referências foram forçadas.
Achei estranho como Mimicas perde repentinamente todo e qualquer protagonismo ou referência, desnecessárias determinadas cenas de sexo
...more
Iceman
Dec 28, 2012 rated it liked it
Na apresentação do livro ocorrida há duas semanas na Sociedade de Geografia de Lisboa, o autor, entre outras considerações à obra e aos factos nela contida, afirmou tratar-se o presente livro de uma espécie de continuação de “A Vida num Sopro” e que, com isso, estaria a efectuar uma saga da sua família.

Assim, antes de ler “O Anjo Branco”, empreendi a releitura de “A Vida num Sopro” e em boa hora o fiz, pois as peças do puzzle encaixam-se de uma forma perfeita, sobretudo no primeiro terço de “O A
...more
Joana Silva
Apr 05, 2011 rated it it was amazing
I started reading this book after Christmas, on the year 2010 (like always, my family gives me a book for Christmas, and that year one of my uncles gave me this one). And after all this time it's hard for me to find a book that pleases me as much as this one.
In the begging I was kind of afraid it was too boring or confusing, but that isn't true at all. I couldn't stop reading it. The way the author tells the story makes us want to know more and more. He can connect the main character's life to t
...more
Joana Vaz Teixeira
Nov 12, 2010 rated it liked it
I liked this new book from José Rodrigues dos Santos, but I think he didn't quite explored some of the ideas / situations... Despite the fact that the book is 600 pages long!! Perhaps is just me getting a bit tired of his style.
Silvana (Por detrás das Palavras)
O livro O Anjo Branco dá-nos a conhecer a história de José Branco. Um médico que combate contra as barreiras políticas para exercer a sua principal função cuidar das pessoas independentemente da cor, da orientação política, do papel que desempenham na Guerra Colonial. Um homem comum que se questiona sobre a bondade, a felicidade e a verdade. Um homem que aprendeu, desde cedo com o seu pai a diferença entre uma vida boa e uma boa vida. Um homem que lutou por aquilo em que acreditava. Um homem que ...more
Patrícia
Jul 03, 2011 rated it did not like it
Há muito tempo que não me era tão difícil ler um livro.
Já li quase todos os livros de JRS e a minha opinião tem sido pior a cada livro novo (com excepção do “A ilha das Trevas”, que li há ouço tempo, mas que é o primeiro dos livros deste escritor). A qualidade decai cada vez mais até se tornar quase insuportável. Admito que este escritor é um óptimo investigador e que isso transparece nos seus livros. E essa é a parte interessante da sua escrita.
Sempre que tenta dar um cunho pessoal a alguma per
...more
Tempo de Ler
Jul 04, 2012 rated it liked it
{Blog} http://tempodler.blogspot.pt/2012/07/...

Não tenhamos ilusões, José Rodrigues dos Santos é jornalista e professor, é em investigação que os seus livros são fortes; é a transmitir conhecimento que o autor é fluente e exímio. Não é a sua forma de narrar as histórias que nos cativa mas sim o enredo destas...por isso, quando a história não é forte, todo o livro cai por terra - «O Anjo Branco» é, até à altura, o livro que menos gostei de José Rodrigues dos Santos.
Os temas abordados neste livro
...more
Pedro Silveira
Mais um excelente livro do autor.
Este livro aproveita os personagens do livro "A Vida num Sopro", pelo que ajuda a leitura prévia do mesmo.
Este livro tem como pano de fundo as colónias do Ultramar, nomeadamente Moçambique, e a problemática associada ao quotidiano, de tensão crescente, dos Portugueses.
Para mim este livro tem dois aspetos muito interessantes. Em primeiro lugar o autor, de forma inteligente, explora a evolução da situação em Moçambique, desde a estabilidade política de 1940 até à t
...more
Mady
Dec 31, 2010 rated it liked it
Shelves: mine, portuguese, 2015
Birthday gift 2010

José Rodrigues dos Santos has a very engaging writing style and is filling a gap among contemporary Portuguese writers: he can create interesting stories based on Portuguese recent history. He's one of the few (that I am aware of) who is able to write "readable" modern historical fiction - in this case, it's based on his family's history.

This is a follow up of “A vida num sopro” (though you don't need to have read that book), picking up the lives of some of the characters prese
...more
Ivo Filipe
Jun 03, 2013 rated it really liked it
Confesso a minha relativa desilusão com este "O Homem de Constantinopla". Aquilo que caracterizava os livros de José Rodrigues dos Santos era o evidente esforço de pesquisa, o gosto pelo pormenor histórico, pelo enquadramento do drama num contexto - assim foram os livros da saga Tomás Noronha, e assim foi também "A Vida num Sopro" e "O Anjo Branco", o meu preferido. Aqui temos uma sucessão algo desgarrada de situações envolvendo uma família armênia no Império Otomano, e a sua ascensão no mundo d ...more
Aromas de Cor (Helena Rodrigues)
Gostei muito de ler este livro, só tinha lido a sinopse, pouco sabia sobre ele. Só mais tarde me apercebi de que falava do pai do autor, um relato baseado na sua vida que nos cativa com uma descrição emocionante do princípio ao fim.
Podemos dizer que o livro se divide em três partes: a infância vivida em Portugal, a idade adulta e a partida para África e uma terceira parte durante a guerra colonial.

A primeira parte relata-nos a vivência de José e o seu crescimento até ao dia em que conhece aquele
...more
Rui Moniz
Aug 12, 2014 rated it really liked it
Um mês e três semanas para ler um livro é muito. Pode ser o indício que não é interessante. Mas não é o caso.
Tinha muita curiosidade em ler este livro, primeiro porque resido actualmente em Mocambique, e segundo porque me tenho interessado de forma crescente pela história. Não a história do muito antigamente, não a história das datas e dos lugares, mas a história do país e das nossas gentes, em particular (principalmente no tempo dos meus pais e avós), e do mundo e como se tornou no que é hoje,
...more
José
Nov 16, 2013 rated it really liked it
Este livro levou a que me questionasse sobre o bem e o mal e sobre as origens do mal.
O que é que lava os seres humanos a magoarem e matarem outros seres humanos?
De acordo com o livro poderá ser a visão do que é necessário a cada momento.
Durante a guerra colonial poderia ser visto como necessário matar ou torturar civis porque as localidades onde viviam estavam infiltradas pelo inimigo, ou porque poderiam fornecer informações ao inimigo.
A mesma lógica poderia levar a que fossem cometidas novas at
...more
Margarida
Apr 07, 2012 rated it it was amazing
Shelves: suspense
8º romance do jornalista e escritor português.

A história é baseada na biografia do pai dele, quando viveu em Moçambique e foi o presidente do Serviço Médico Aéreo e deu assistência médica a populações moçambicanas remotas. A parte em que é descrita a acção militar das tropas portuguesas face à guerrilha moçambicana está muito interessante e fez-me lembrar o que o meu pai conta ter passado quando esteve na Guiné-Bissau na Guerra do Ultramar.

Foca sobretudo a acção médica em África, em tempo de gue
...more
Rita Abreu
Aug 06, 2013 rated it it was amazing
Em 2 palavras: Muito Bom. É do conhecimento público que José Rodrigues dos Santos faz uma excelente pesquisa para os livros que escreve, como não podia deixar de ser, "O Anjo Branco" não é excepção! um romance que dá a conhecer a quem o quiser ler factos históricos sobre Portugal e a sua ex colónia Moçambique, com alguma ficção no meio. Este livro fala sobre a vida de José, um homem que vemos crescer nos primeiros capítulos, que se torna medico em Moçambique, e que com isso muda não só a sua vid ...more
Belinha
Feb 11, 2016 rated it really liked it
Um livro que me foi maioritariamente recomendado pelo serviço médico da personagem principal mas que me prendeu com o enquadramento histórico na Guerra Colonial. A perspectiva é fria e crua, como raramente encontramos exposta nos manuais escolares ou nas reportagens televisivas, e relembra-nos que a História é simplesmente uma versão dos factos. A minha maior crítica está direccionada à sinopse, que penso que induz o leitor em erro (enganou-me a mim, pelo menos): (view spoiler) ...more
Margarida
Dec 18, 2011 rated it it was amazing
Shelves: read-in-2012
Tal como os outros livros de José Rodrigues dos Santos que li, conseguiu prender-me sempre a atenção! Maravilhoso! Nasci em Vila Pery, vivi na Beira e depois fui para a Rodésia, logicamente não me lembro de quase nada do que é mencionado no livro, viemos para Portugal em 1979, mas os meus pais e irmãos - que são mais velhos - contavam muita coisa de lá. Certas passagens revoltuaram-me, sabia que acontecia muita coisa na guerra, mas nunca imaginei que tivessem a frieza de levar a cabo determinado ...more
Alexandra
Dec 22, 2010 rated it it was ok
Nao foi, sem duvida e na minha opiniao, o melhor livro de Jose Rodrigues dos Santos. Esta a anos luz da Filha do Capitao. Penso que teria sido mais eficaz se tivesse condensado um bocadinho mais o livro, tornando-o mais fluido e mais empolgante. Assim pareceu-me que em determinadas alturas a prosa se arrastava e repetia, tornando este Anjo Branco um pouco mais monotono. De qualquer forma nao deixa de ser um livro interessante, pelo tema que retrata (quase "tabu" em Portugal) e principalmente pel ...more
Sara Raimundo
Jul 26, 2015 rated it really liked it
I love José rodrigues dos Santos' books. I think he has a light and easy to read kind of books but at the same time very well written and I specially love his historical romances. This one talks about the Ultramar war, a very importante part of portuguese modern history that has stayed in the memories of generations and maybe because of that it is special for me, as a portuguese.

As you read the action makes you want to read more and because it's a light reading you devour the book (at least I d
...more
Helena
Numa palavra: Adorei!
Os livros que retratam eventos históricos são de longe os meus preferidos do Rodrigues dos Santos. Fiquei com este livro a conhecer um pouco do que se passou na guerra colonial em Moçambique, que desconhecia de todo. Acho um bocado grave que esta parte da história de Portugal passe ao lado das aulas... Conhecemos melhor a história da segunda guerra mundial que a nossa própria história recente!
Sara
Feb 19, 2016 rated it it was ok
O autor adora escrever livros com muitas páginas e este não é excepção. Infelizmente, só ficou interessante a partir da página 426 e mesmo assim o final soube a pouco. As personagens são pouco exploradas e as mulheres completamente unidimensionais e com o único propósito de ter relações sexuais com as personagens masculinas. O primeiro capítulo é ridículo e bastava uma menção para percebermos a mensagem.
Helena
Jun 05, 2011 rated it it was amazing
Amei este livro! Nao perdi o interesse nele desde a pimeira ate a ultima pagina, algo muito raro quando leio um romance. Adorei tambem o facto que e baseado numa historia real e da-nos uma outra perspectiva sobre o que aconteceu no Ultramar.
Inês Brito
Sep 17, 2015 rated it it was amazing
Shelves: 2015, like, a-reler
Tão bom! um livro sobre a guerra em Moçambique que não pretende ser um livro sobre a guerra. é antes sobre a vida de um Homem (o próprio pai de José Rodrigues dos Santos) que pretende apenas fazer o bem e se vê numa época difícil para tal. muito bom. hei de reler!
Carolien Gonçalves
Sep 21, 2012 rated it it was amazing
Adorei, ESTÁ INCRÍVEL!
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • Rio das Flores
  • Um Mundo Sem Fim, Volume II
  • O Funeral da Nossa Mãe
  • Um Amor em Tempos de Guerra
  • Padeira de Aljubarrota
  • O Mistério da Estrada de Sintra
  • Claraboia
  • Caderneta de Cromos
  • Inverno de Sombras
  • O Espião Português
  • Uma Família Inglesa
  • Estou Nua, e Agora?
  • Um Dia Naquele Inverno
  • Livro
  • O Homem Que Sonhava Ser Hitler
562271
José Rodrigues dos Santos is the bestselling novelist in Portugal. He is the author of five essays and eight novels, including Portuguese blockbusters Codex 632, which sold 192 000 copies, The Einstein Enigma, 178 000 copies, The Seventh Seal, 190 000 copies, and The Wrath of God, 176 000 copies. His overall sales are above one million books, astonishing figures considering Portugal’s tiny market. ...more
More about José Rodrigues dos Santos...

No trivia or quizzes yet. Add some now »

“Ama-me como se me perdesses amanhã” 27 likes
“Mas há pessoas que acham que Deus não existe e mesmo assim são boas pessoas. Se nós vivemos uma vida boa não é porque temos medo de ir para o Inferno ou receamos o que os outros possam pensar de nós, mas porque essa é a maneira certa de viver.” 1 likes
More quotes…