Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “o remorso de baltazar serapião” as Want to Read:
o remorso de baltazar serapião
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

o remorso de baltazar serapião

3.81  ·  Rating details ·  678 Ratings  ·  67 Reviews
A aventura de Baltazar Serapião em reboliço com os seus amores pela formosa Ermesinda, moça com quem vem a casar e por quem se atormenta de ciúmes.
Este é um romance de família e de viagem, em que o estigma de se ter um nome parece explicar à sociedade quem se é e que intenções se tem.
Um romance, que é também uma aventura da linguagem ficcionando um português antigo que,
...more
Paperback, 176 pages
Published June 2008 by Quidnovi (first published 2006)
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about o remorso de baltazar serapião, please sign up.

Be the first to ask a question about o remorso de baltazar serapião

This book is not yet featured on Listopia. Add this book to your favorite list »

Community Reviews

(showing 1-30)
Rating details
Sort: Default
|
Filter
Rosa Ramôa
Jun 16, 2014 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Um livro grandioso e muito violento para as mulheres.As palavras usadas de uma forma pedagógica de choque!!!
Adorei*
Venceu em 2006 o prémio José Saramago...é só ler e sabemos o porquê!
...ausência de maiúsculas, travessãoes, interrogações e exclamações...
Passado num tempo em que a mulher era um ser ignorante e cuja existência se justificava para servir o macho!As coisas que se fazem pelo dito "amor"...Conceitos!
Desinquietante...

Rita
Duas semanas volvidas e algumas ideias mal arrumadas e eis que se formou uma espécie de opinião acerca do livro O Remorso de Baltazar Serapião do escritor português Valter Hugo Mãe. 
 A acção deste romance desenrola-se na idade média e começa assim:
 
"A voz das mulheres estava sob a terra, vinha de caldeiras fundas onde só o diabo e gente a arder tinha destino. a voz das mulheres, perigosa e burra, estava abaixo do mugido e atitude da nossa vaca, a sarga, como lhe chamávamos."
 
O protagonista desta
...more
Ana Lúcia
“a voz das mulheres estava sob a terra, vinha de caldeiras fundas onde só o diabo e gente a arder tinha destino. a voz das mulheres, perigosa e burra, estava abaixo do mugido e atitude da nossa vaca, a sarga, como lhe chamávamos.”
Assim começa este romance Valter Hugo Mãe…

Esta leitura começou por divertir-me, depois começou a incomodar-me e por fim deixou-me enlouquecida…
Mesmo contextualizando a história deste livro na Idade média, senti-me profundamente chocada!
José Saramago afirmou que este li
...more
Catarina
Jan 03, 2015 rated it really liked it  ·  review of another edition
O Remorso de Baltazar Serapião foi o primeiro livro que li de Valter Hugo Mãe, e deixou a vontade de ler outras obras do autor.

Não é um livro bonito este. Não tem esperança, não deixa uma luz no final. Quanto muito, fica o alívio. Sim, é mesmo isso. Chegamos ao final do livro e ficamos aliviados, finalmente, sossegados enfim, porque terminou.

Foi um livro difícil de ler na história e surpreendentemente fácil de ler na escrita. Primeiro estranha-se, sem dúvida. O uso apenas de minúsculas, nada de
...more
Nuno Chaves
Oct 24, 2011 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: 2011
Confesso que tive algumas dificuldades em iniciar a leitura deste livro, (vencedor do prémio José Saramago em 2006) visto que nunca tinha lido valter hugo mãe. As dificuldades tiveram sobretudo a ver com a forma como se apresenta o texto do autor, a ausência de maiúsculas, travessãoes, interrogações e exclamações deram-me a ideia de que seria um livro desprovido de emoção encontrei um texto corrido que requer inicialmente uma atenção redobrada. (primeiro estranha-se depois entranha-se) Rapidamen ...more
Maria
Passado na idade média, onde a mulher era tratada abaixo de um qualquer animal irracional, facilmente me dei por mim a fazer trejeitos ao ler certas partes do livro, cuja violência é explorada até ao limite pelo autor. Certo é que a condição da mulher na altura era essa, e baltazar nada de errado fazia para com ermesinda, a rapariga mais bonita da região. Bela aquando o seu casamento, mas que foi ficando feia devido aos maus tratos infligidos por baltazar, mais conhecido como o sarga dos sargas, ...more
Ludgero Cardoso
Ontem terminei este livro com uma raiva enorme do autor. As mulheres foram tratadas como lixo e viveram em prol dos homens. De certa forma, entendo os motivos de isso ter acontecido, afinal de contas o livro é narrado do ponto de vista de Baltazar, um homem super machista. Ainda assim, deixou-me revoltado, principalmente porque o protagonista sofreu uma maldição, mas quem teve de pagar por isso foi a sua mulher. Ele sofreu, é certo, mas não se compara ao sofrimento de Ermesinda, que mal nenhum f ...more
Fátima
Como todos os livros do autor que li até agora, está muito bem escrito. O talento para usar as palavras é inegável. Mas, oh valter hugo mãe, tanto talento podia ser usado em algo menos violento e menos brutal. A violência contra as mulheres no seu pior mas para mim foi demasiado. Senti-me violentada! Decididamente, quem quiser um livro para relaxar não pegue neste.
Bom, tendo começado com 5 estrelas na máquina de fazer espanhóis (esse sim, muito, muito bom, tenho recomendado a toda a gente), 4 no
...more
Nuno Ribeiro
Sep 09, 2014 rated it it was amazing
Um dos livros mais admiráveis e inspiradores da língua portuguesa. E uma possibilidade de viajar no tempo, através da linguagem, graças ao talento, à imaginação e à intimidade com que Valter Hugo Mãe trabalhou o português. Ainda uma forma de experimentarmos, emocionalmente, como a crueldade opera, com a segurança possível que os livros permitem. Num país que herdou a violência através dos séculos, aqui nos chega uma história que se debruça sobre como é possível maltratar quem está perto e vive d ...more
Joana Vaz Teixeira
Oct 24, 2011 rated it did not like it
Couldn't really understand the hype about this new portuguese writer... Couldn't stop feeling disgusted while reading about very sexist and abusive characters... Not my cup of tea.
Iceman
Dec 30, 2012 rated it really liked it  ·  review of another edition
Prémio José Saramago 2007, este romance de Walter Hugo Mãe, escrito curiosamente em 2004 mas só agora premiado, situa a acção em Portugal durante o reinado de D. Dinis, logo em plena idade medieval entre os anos 1279 – 1325.

Época brutal e miserável, Baltazar Serapião é o filho mais velho de três (dois rapazes e uma rapariga) que subsistem da agricultura e devem vassalagem a D. Afonso, o senhor feudal todo poderoso.

É nessa perspectiva que a irmã de Baltazar, quando chega à adolescência, vai servi
...more
Larissa Tollstadius
Para que vem a esse livro em busca da suavidade encontrada em Máquina de Fazer Espanhóis, levará um susto. O que senti ao ler esse texto, foi o inverso do que me provocou a Máquina. Em Máquina, percebi amor e senti forte empatia pelo protaganista-narrador. Em o Remorso de Baltazar Serapião senti completa antipatia por Baltazar. O que mais queria era me livrar logo do livro.

O livro retrata um cenário medieval. Mostra como as mulheres eram consideradas seres abjetos. As mulheres são humilhadas e v
...more
Teresa
Feb 23, 2015 rated it it was ok  ·  review of another edition
Epá, não. Não lhe dou só uma estrela porque o mundo que Valter Hugo Mãe retrata aqui tem algum interesse histórico, assim como a linguagem que ele usa - arcaica. Mas não vale tudo o que José Saramago disse que valia. O que me desiludiu, porque Saramago era um génio, e o meu preferido. E não é só pela violência em si, como todos os reviewers têm mencionado. É porque a tal violência,na minha perspectiva, não serve nenhum propósito. Alguma violência seria necessária para pintar a sociedade que ele ...more
Érica Siqueira
Escrita muito bela e marcante, porém de uma violência desnecessária.
Depois de ler esse livro, fiquei pensando: será que nossos corações são tão duros que precisamos ser chocados com cenas e palavras tão brutais para entendermos, nos solidarizarmos, e principalmente agirmos contra toda forma de força que se sobrepõe, seja ela do macho, do branco, ou do capital?
Precisamos ver bichos agonizarem, crianças esqueléticas morrendo de fome, homossexuais chutados até a morte, ou como nesse livro, mulheres
...more
Ricardo Costa
Dec 09, 2016 rated it really liked it  ·  review of another edition
It's a difficult book, not to read, but to feel.
From the first page, Mother captures us in a different writing form, remembering the medieval times where action takes place. But soon we understand that this is not a regular book, rather it's a very crude one, were women are treated almost like animals.
Despite all the violence, it's a great story. Never the less, in the end we do not really understand what the lesson he is trying to give us. Maybe there's none...
Neni
Mar 04, 2012 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Mais uma vez comovida com valter hugo mãe. Mais um livro simples, belo e comovente. Vou ter saudades do sargas todos.
Patrícia
Mar 24, 2013 rated it did not like it  ·  review of another edition
As razões de ter detestado este livro aqui:

http://ler-por-ai.blogspot.pt/2013/04...
Nuno Simões
não é por se recorrer a linguagem arcaica - em excesso e repetição, diga-se - que uma obra é prima. tem coisas boas e más; em suma, razoável.
Mady
This was my first book by valter hugo mãe, a new Portuguese writer who has won the José Saramago prize.

Baltazar Serapião (or Sarga, as his family is known) lives on the land of Lord Afonso and is, like his whole family, bound to work for him. Once he marries Ermelinda, the beauty of the village, his jealousy takes the best of him... According to Baltazar and his father, women are basically only useful for cooking and sex.

This is a quite violent story taking place in medieval Portugal.
However, t
...more
carpe librorum :)
Horrível, repugnante e revoltante. Nada contra a forma, passei bem sem a pontuação normal, nem sequer é algo novo, o Saramago já o fazia antes. A linguagem é realmente poética, muito musical e por isso ainda mais me desconcerta, não conseguindo atenuar minimamente a violência do conteúdo. É mesmo perturbador, não consigo conceber uma personagem tão besta, ignorante e analfabeta a ter um discurso destes na primeira pessoa. nem consigo entender um autor, que claramente consegue fazer o que bem ent ...more
Salomé Esteves
Dec 04, 2015 rated it it was amazing  ·  review of another edition
José Saramago escreveu que este livro é um tsunami. De facto, é. Em termos de história, é, provavelmente, dos livros mais fortes que já li. Altamente violento, macabro é repulsivo, mas de uma beleza inexplicável. Hugo Mãe, na escrita deste remorso, está algures entre Saramago ele próprio é Lobo Antunes. É impossível não ler até ao fim, mesmo quando as personagens dão nojo. "O remorso de Baltazar Serapião" é a apoteose da palavra escrita.
Vivian Matsui
Jun 30, 2016 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Controverso dar 5 estrelas a um livro que me fez tão mal, querendo vomitar um mundo, mas eis o poder do valter hugo mae, eu totalmente rendida às palavras dele, tão atraída e maravilhada pela sua literatura e ao mesmo tempo tão violentada pela sua história. Assim foi a leitura, lenta e cruel, como uma tortura que eu mesma buscasse, uma fome doentia de podridão. Este livro me pôs o hugo mae dentre os maiores escritores da língua portuguesa, avassaladoramente
Flávia
Feb 24, 2011 rated it really liked it  ·  review of another edition
(só o primeiro capítulo já mata a pessoa. estou no quinto e não vejo como evitar a empolgação, é muito bem escrito de uma maneira imperfeita, tem detalhe, mas é vago, o personagem é estupidamente machista, mas sutil e burro, um pouco amoral, um pouco bicho. não sei. está sendo a minha melhor leitura contemporânea dos últimos tempos.)


resumindo: uma violência de livro.
Elisabete Teixeira
Ė um livro muito forte que encerra muita violência: dos homens sobre as mulheres e das mulheres sobre elas mesmas através da sua subjugação ao sexo masculino. Desse ponto de vista ė um livro que me pôs mal disposta. Só aconselho a quem considere tirar sentimentos muito negativos da própria leitura. Caso contrário, aconselho que passem...
Francisca
Esta obra é essencialmente crítica, e fortemente cruel.
Valter Hugo Mãe descreve a posição da Mulher na sociedade através de uma obra centrada num leque curto de personagens que habitavam uma pequena vila.
Esta é a terceira obra que leio do autor e a sua agressividade foi bastante notória. De facto, considero que é isto que faz esta obra ser algo de tão explosivo.
Elisabete
Sep 16, 2010 rated it really liked it  ·  review of another edition
Adorei ler este livro e acho-o fabuloso em todos os aspectos. O fim... bom, era o fim possivel.
Leon Franklin
Oct 13, 2013 rated it really liked it  ·  review of another edition
A very ggod book from one of the most promising portuguese writters.
Clara
Nov 01, 2008 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Absolutely brutal writing!
Rodrigo
Sep 04, 2011 rated it it was amazing  ·  review of another edition
O cara tem um jeito diferente de escrever mesmo.
Rodrigo Ferrao
Devia anunciar este autor com minúsculas. É assim que prefere ver escrito o seu pseudónimo. Conheci-o na sessão de apresentação deste livro, na loja onde trabalhava.

A capa convidou-me a lê-lo. Os colegas puxaram uns pelos outros. Fomos conhecendo a história e aconselhando o nosso público. Estava ali um valor que era desconhecido para muita gente, mas que tinha ganho o prémio literário José Saramago em 2007.

Saramago escreveu: "Este livro é um tsunami, não no sentido destrutivo, mas de força. Foi
...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • Hotel Memória
  • Os Livros Que Devoraram O Meu Pai
  • Balada da Praia dos Cães
  • Nação Crioula
  • Mau Tempo no Canal
  • The Relic
  • A Montanha da Água Lilás
  • Contos Da Montanha
  • O que diz Molero
  • A God Strolling in the Cool of the Evening
  • Livro
  • Os Fidalgos da Casa Mourisca
  • Matteo perdeu o emprego
  • Aventuras de João Sem Medo: Panfleto Mágico em Forma de Romance
  • Os da Minha Rua
2326716
valter hugo mãe é o nome artístico do escritor português Valter Hugo Lemos. Além de escritor é editor, artista plástico e cantor.
Nasceu em Saurimo, Angola em 1971. Passou a infância em Paços de Ferreira e, actualmente, vive em Vila do Conde.
É licenciado em Direito e pós-graduado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea.
Vencedor do Prémio José Saramago no ano de 2007
É autor dos livros de
...more
More about valter hugo mãe...
“(...)não há mãe alguma que não mereça o céu, porque, em verdade, as mães transportam o céu dentro delas(...)” 1 likes
“As mães são como lugares de onde deus chega. lugares onde deus está e a partir dos quais pode chegar até nós. porque só através deles nos encontramos aqui e, por isso, não há mãe alguma que não mereça o céu, porque, em verdade, as mães transportam o céu dentro delas.” 0 likes
More quotes…