Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “Manhã Submersa” as Want to Read:
Manhã Submersa
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Manhã Submersa

3.96  ·  Rating details ·  1,106 ratings  ·  42 reviews
O despertar para a vida de uma criança, entre a austeridade da casa senhorial de D. Estefânia, a sensualidade da sua aldeia natal e o silêncio das paredes do seminário. Um jovem seminarista de 12 anos, é obrigado a ir para o seminário. E a história desenrola-se em torno das vivência e sentimentos que o jovem seminarista vai experimentando. Num ambiente negro, triste, ríspi ...more
Paperback, Livros de Bolso, #21, 174 pages
Published December 1971 by Publicações Europa-América (first published 1953)
More Details... Edit Details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about Manhã Submersa, please sign up.

Be the first to ask a question about Manhã Submersa

Community Reviews

Showing 1-30
Average rating 3.96  · 
Rating details
 ·  1,106 ratings  ·  42 reviews


More filters
 | 
Sort order
Start your review of Manhã Submersa
Alma
Sep 01, 2020 rated it it was amazing  ·  review of another edition
"Porque o peso da dor nada tem que ver com a qualidade da dor. A dor é o que se sente."

"Porque um dos crimes mais perseguidos e mais desejados no Seminário, como creio já ter dito, era precisamente o pecado da solidão. Quando algum de nós se afastava para dentro de si próprio, logo a vigilância alarmada dos prefeitos o trazia de rastos cá para fora. Os superiores sabiam que, à pressão exterior, cada um de nós podia refugiar-se no mais fundo de si. Como sabiam também que a descoberta de nós própr
...more
Isabel
"A dor é o que se sente. Nada mais. Desisto definitivamente de me iludir com a minha força de adulto sobre o peso de uma amargura infantil. Exactamente porque toda a vida que tive sempre se me representa investida da importância que em cada momento teve. Como se eu jamais tivesse envelhecido. Exactamente porque só é fútil e ingénua a infância dos outros - quando se não é já criança.".

Em espaço de dias, leio o segundo livro de Vergílio Ferreira. Surpreende-me como, embora se perceba que são escri
...more
André Benjamim
May 01, 2013 rated it it was amazing  ·  review of another edition
manhã submersa, de Vergílio Ferreira. O meu exemplar perdeu a tinta, nas dobras da capa e da contracapa com a lombada, e nas dobras das badanas com a capa e contracapa. É um exemplar da Bertrand Editora, tal e qual o da imagem acima; em cima o nome do autor a branco, em letras garrafais, sensivelmente a meio o título da obra, a verde, em minúsculas, ao fundo o logótipo e o nome da editora. É uma capa simples, e gasta.

Comprei-o numa tarde estival de início de Outubro, num ano em que o Verão se pr
...more
André
May 27, 2016 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: owned-books, reviewed
Escrita irrepreensível, capítulos breves, história bela e comovente, maravilhosamente narrada... Que mais se pode pedir ao ler-se a obra de alguém pela primeira vez? Muito feliz estou por me ter decido a comprar este pequeno livro, que guardo agora com especial carinho. Tão bem que sabe ver a nossa língua assim estimada, revestida de uma sublimidade que lhe é tão própria e única, materializando-se em deleite puro, como se de uma canção por só nós ouvida se tratasse!

Deixo-vos este pequeno trecho
...more
Rita
May 20, 2020 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: favorites
Vergílio Ferreira equilibra realismo com existencialismo de uma forma que me agrada particularmente. A sua escrita é límpida e mesmo o que parece não essencial não é, afinal, dispensável. Em Manhã Submersa conta de uma realidade que nos parece tão distante, mas que estará tão próxima (demasiadamente próxima) da nossa história colectiva, feita de fome, de temor, de ignorância, mas também de sonhos daqueles que reclamaram a vida para si mesmos.
Luisa
Aug 30, 2018 rated it liked it
Shelves: in-portuguese
Neste momento, estou muito dividida quanto à minha opinião sobre este livro.
Por um lado, apaixonei-me pela escrita de Vergílio e senti-me absorvida pela sua história.
Por outro lado, sem dúvida por causa da temática deste livro, não consegui afeiçoar-me à história, nem às suas personagens; muito menos à personagem principal, o Lopes, que, honestamente, achei irritante devido à sua cega inocência e caráter excessivamente pudico.

De qualquer forma, aconselharia este livro a quem ainda não leu Vergí
...more
Vasco
Oct 08, 2009 rated it it was amazing
Shelves: novels
É maravilhosa a capacidade de certos escritores em captar, de forma tão apurada e precisa, toda uma mentalidade, toda uma cultura vigentes em determinado contexto.

Essa realidade é perscrutada através do universo interno do personagem e, assim, a história brota naturalmente a partir da colisão dos mundos.

Mais do que uma história, superiormente contada, mais do que um conjunto de personagens profundos e de descrições magistrais, esta obra suplanta o neo-realismo do Mestre Vergílio Ferreira e col
...more
Ruasesamo
Aug 06, 2012 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Virgílio Ferreira é um daqueles escritores que não nos contam histórias, fazem-nos senti-las. É precisamente o que acontece em 'Manhã Submersa', o drama de um adolescente que cresce ao sabor de um destino que não escolheu: o de ser padre. A narrativa é sublimemente contada anos mais pelo próprio Borralho, através do seu livro de memórias, e a habilidade que o escritor tem de nos fazer sentir a mesma dor que o protagonista sente gera uma inegável empatia entre personagem e leitor.

O livro pode mui
...more
Laura Falésia
Jul 21, 2018 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: romance
Peguei neste livro por acaso e foi uma surpresa incrível. É sobre a solidão de um adolescente pobre de uma aldeia portuguesa que entra no primeiro ano do seminário sem realmente desejá-lo.
Lá, torna-se amigo de rapazes que também não querem lá estar, pessoas que estão capazes de se suicidar para saírem, pessoas que enfrentam os pais para se virem embora. A corrupção por parte dos padres é posta à vista dos alunos e do leitor, deixando-nos à beira de um ataque de choro a cada página.
A violência p
...more
Nelson Zagalo
Nov 13, 2014 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: literature, portugal
Mais um belíssimo livro de Vergílio Ferreira, um dos meus autores de sempre. "Manhã Submersa" é uma viagem interior que trespassa o sentir de uma adolescência específica, num tempo e espaço muito específicos. Um livro que terá dado ânimo ou atingido nostalgias a muitos que o leram e que agora se distancia muito da nossa realidade. Contudo enquanto exercício literário continua a oferecer-nos um acesso privilegiado aos sentires de alma, como só a literatura consegue fazer. É um livro pequeno, com ...more
John
Apr 07, 2018 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: 2018, em-português
« Estranho poder este da lembrança: tudo o que me ofendeu me ofende, tudo o que me sorriu sorri; mas, a um apelo de abandono, a um esquecimento real, a bruma da distância levanta-se-me sobre tudo, acena-me à comoção que não é alegre nem triste mas apenas comovente... Dói-me o que sofri e recordo, não o que sofri e evoco. »

Da distinção, o texto lúcido de VF exorta a submersão no seu país triste, intimidante mesmo como mera lembrança, todo este crescimento depois; descrevendo-nos a manhã que foi a
...more
Maria Carmo
Apr 17, 2012 rated it really liked it  ·  review of another edition
Recommends it for: Everyone.
This is an incredible biography of a yo9ung man studying to become a Priest, who goes through a process of self awakening that eventually will question his faith and lead him to go out of the Seminar and into the world. Issued from a modest family of a small village in the Portuguese region of "Serra da Estrela" (the highest mountain, usually one of the few places of Portugal that regularly is covered in snow during the Winter, the book is also a biography of the Author as a young man. There are ...more
Raquel
Apr 28, 2014 rated it it was amazing
Shelves: favorites
Vergílio Ferreira chegou à minha vida para ficar, ao que parece. 'Manhã Submersa' é uma obra de extraordinária profundidade - é bem mais do que se vê à superfície e exige bem mais do que apenas uma leitura para ser minimamente compreendido. Vai ser o objecto de estudo da minha dissertação de mestrado, por isso não quero alongar-me nesta exposição. Contudo, há coisas que têm de ser ditas.

http://leiturasmarginais.blogspot.pt/...
...more
Juliana Senra
May 07, 2017 rated it really liked it  ·  review of another edition
"Foi então que senti como era imensa a distância que eu teria de percorrer, se quisesse dominar o meu futuro. Mas, nesse mesmo instante, despedaçou-me uma súbita revolta mais alta e mais forte do que quantos destinos houvesse. E disse para mim: "Hei-de fugir, hei-de vencer. Que ninguém tenha pena de mim. Hei-de rebentar com tudo. Destruído de peste. De opróbio. De trampa. Mas hei-de vencer."
Necessário.
Cloud
Jul 03, 2013 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: owned-books
"Segue o teu caminho de liberdade a prumo. Que dá que sofras, que roas as pedras do teu destino ruim? É teu, pertence-te como os ossos e as tripas. É aguentar de peito aberto. Porque enfim, não valeu bem a pena?"
Inês Miranda
Dec 17, 2013 rated it it was amazing  ·  review of another edition
da misantropia ao desespero por alguma alegria com os outros, este livro são os credos do prazer próprio, da indução pecaminosa do prazer. Tudo num mar de frustração e de Deus.
Isa Lisboa
Jul 24, 2012 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Também um dos meus autores favoritos, pelo uso de uma certa "filosofia" nos seus romances.
Este livro é um dos meus favoritos deste autor.
Ricardo
Mar 11, 2020 rated it liked it  ·  review of another edition
Shelves: fiction
Story of a lost childhood. Coming from a lower class family, the main character was taken care by a wealthy woman whom decided he should become a priest.
Thrown into a strict world, without any personal desire or motivation, we see him struggle with his own questions of what he really wants, as opposed to what is expected of him.
A good metaphor for the place in the world we all try to find for ourselves.
Rita
Apr 20, 2019 rated it it was amazing  ·  review of another edition
A maneira como descreve a dor, como me sinto imersa mais na emoção dele do que nas paisagens que ele enumera....fala do mundo psíquico dele, como quem descreve uma pintura, ou um lugar sombriamente belo. Incrível <3 É impossível não doermos com ele. ...more
Sofia Grilo
VerGílio ferrEira.

2ª Edição. Livraria Júlio, Guimarães
Isabel
Dec 15, 2019 rated it did not like it  ·  review of another edition
A minha professora de Português sabia como torturar-me.
Bibliotecas AEL
Jan 06, 2020 rated it it was amazing  ·  review of another edition
História escrita de modo excecional que nos prende do início ao fim.
Rui Vilarinho
Sep 25, 2018 rated it really liked it  ·  review of another edition
Realistic, compelling and emotional story of childhood, wonderfully written.
Joana Covelo
Apesar de escrito de uma forma tão bonita, não me consegui conectar com nenhuma das personagens, por isso senti um vazio de emoções para lá da admiração por Virgílio Ferreira.
Xana
Jul 12, 2020 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: 2020
Maravilhoso. ❤️
Pedro Pinto
Jan 04, 2020 rated it really liked it  ·  review of another edition
Retrata muito bem a influência que naquela época a igreja tinha na sociedade Portuguesa, sendo os seminários uma fuga para a procura de melhores condições de vida..
Sara Bôto
Jun 24, 2016 rated it it was amazing  ·  review of another edition
This review has been hidden because it contains spoilers. To view it, click here.
Daniela
Sep 27, 2016 rated it it was amazing  ·  review of another edition
"De longe, da minha infância perdida, veio a ternura da memória, a face cansada de minha mãe, a luz suave de tudo para nunca mais. E uma saudade densa caiu-me, como um peso, na alma. E chorei longamente, um choro recolhido, só choro para mim. Chorei quanto pude, até que a noite foi minha irmã e eu fui irmão da noite, um diante do outro, calados e de mãos dadas."
Sara Williams
(...) Desisto definitivamente de me iludir com a minha força de adulto sobre o peso de uma amargura infantil. Exactamente porque toda a vida que tive sempre se me representa investida da importância que em cada momento teve. Como se eu jamais tivesse envelhecido. Exactamente porque só é fútil e ingénua a infância dos outros - quando se não é já criança (...)

Tinha de escolher uma obra por um autor português para apresentar no P.I.L. da disciplina de Literatura e encontrei este livro numa feira e
...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »

Readers also enjoyed

  • The Crime of Father Amaro
  • Amor de Perdição
  • Baltasar and Blimunda
  • Os Maias
  • Equator
  • As Pupilas do Senhor Reitor
  • Para Onde Vão Os Guarda-Chuvas
  • Livro
  • All the Names
  • A Cidade e as Serras
  • Frei Luís de Sousa
  • Venenos de Deus, Remédios do Diabo
  • O Filho de Mil Homens
  • A Noite em que o Verão Acabou
  • The Gospel According to Jesus Christ
  • Esteiros
  • The Year of the Death of Ricardo Reis
  • Capitães da Areia
See similar books…
211 followers
VERGÍLIO FERREIRA nasceu em Gouveia, a 28 de Janeiro de 1916. Seminarista no Fundão, licenciou-se depois em Filologia Clássica na Universidade de Coimbra e foi prof. liceal em Faro, Bragança, Évora e Lisboa (desde 1959). Ficcionista e pensador, estreou-se com o romance O Caminho Fica Longe (1943) e o ensaio Sobre o Humanismo de Eça de Queirós (1943). Escritor dos mais representativos das letras po ...more

News & Interviews

  Justin A. Reynolds burst onto the YA scene last year with his debut book Opposite of Always, a heartfelt novel about love and friendship...
40 likes · 5 comments
“(...) o peso da dor nada tem que ver com a qualidade da dor. A dor é o que se sente. Nada mais. Desisto definitivamente de me iludir com a minha força de adulto sobre o peso de uma amargura infantil. Exactamente porque toda a vida que tive sempre se me representa investida da importância que em cada momento teve. Como se eu jamais tivesse envelhecido. Exactamente porque só é fútil e ingénua a infância dos outros - quando se não é já criança.” 17 likes
“Do fundo do silêncio, eu ouvia subir o clamor da ribeira que ali passava perto. Assim estive longo tempo acordado e sem sono. O vento crescia pela escuridão do quintal, encurvava-se sobre o casarão e caía adiante, solenemente, como uma vaga. A montanha falava, de enorme bocarra aberta, a voz dos grandes medos do espaço.” 1 likes
More quotes…