Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “Felizmente Há Luar!” as Want to Read:
Felizmente Há Luar!
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Felizmente Há Luar!

3.15  ·  Rating details ·  5,938 Ratings  ·  131 Reviews
Surgida no mesmo ano em que o Autor publicou o romance Angústia para o Jantar – mais tarde também adaptado ao teatro – , esta peça contribuiu para celebrizar Luís de Sttau Monteiro como dramaturgo, tendo sido bem recebida pela crítica do seu tempo.
Baseada na tentativa frustrada de revolta liberal em 1817, supostamente encabeçada por Gomes Freire de Andrade, Felizmente Há L
...more
Paperback, 144 pages
Published June 2000 by Areal Editores (first published 1961)
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Community Reviews

(showing 1-30)
Rating details
Sort: Default
|
Filter
Sara Williams
Infelizmente, não considerei a obra nada de especial - foi-me indiferente do início ao fim. Contém um relevante cenário politico-social que se vivia na época mas não chega a grandes conclusões ou me fez pensar sobre o mesmo após o acabar.
Luís C.
Reflect is to deny what one believes.

Alain

Ana // TheBooktarian
It was an enjoyable and quick read but let's be honest: If it wasn't for school I would never read this book.
Rita Rosário
Nov 09, 2015 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Acho que foi a melhor peça de teatro que li em Português.
Achei a temática muito interessante e as personagens fortes. A crítica social é bastante evidente, e acho que ela é muito bem feita nesta que peça que tem uma linguagem acessível e de fácil compreensão.
João Fernandes
Feb 20, 2014 rated it it was ok
A nota que dou a este livro está decerto ligada ao facto de o ter lido imediatamente a seguir a "Memorial do Convento", ambos compulsivos na escola: admito portanto a minha parcialidade para com este livro (qualquer obra estudada em comparação com Saramago perde um pouco a sua grandiosidade).
"Felizmente há Luar!" é uma obra aborrecida, que repete temas vagos e cuja única característica interessante é a sua comparação brechtiana entre o Portugal das Invasões francesas e o Estado Novo. Um leque de
...more
NoConforto Dos Livros
(em breve no blog) :)
Carolina
Apr 20, 2015 rated it really liked it
Shelves: borrowed
*Read for school.* One of the few required school books that I've actually ejoyed. It was great!
Sara
May 08, 2014 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: 5-stars
This is the only book I've ever had to read for school that actually deserves a written review.

First, this book is exceptionally well written.

It was used as a plot to criticize the portuguese dictatorship without having to criticize it directly. It's ingenious!

Sttau Monteiro wrote about the liberal uprising of 1817, using the real life characters as a way of denouncing the government that he lived in, in a way they couldn't, a 100%, censor him for it.

It's ingenious I tell you! I just wish tha
...more
Ana
May 24, 2015 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: favorites
4.5 estrelas
" It must be already clear to you, gentleman of the jury, that I am here for having been more honest than the law happens to allow."
John Osborne

Wow... este foi sem dúvida o melhor livro que li este ano.
As personagens são super interessantes e o livro está repleto de mensagens importantes que abordam a política, a religião e os nossos valores como pessoas. A escrita é incrível e a obra em si é maravilhosa.
Adorei esta leitura...
Catarina
Mar 23, 2011 rated it really liked it  ·  review of another edition
O único livro de leitura obrigatória no plano escolar, que de facto aperciei do inicio ao fim. Consegui lê-lo numa aula de português em que decidi que o livro merecia melhor atenção que o que a professora debitava. E hoje posso afirmar que o mesmo se confirmou. Tem uma história muito bonita ainda que trágica, mas cheia de esperança, ironia e humor negro, e muito amor. Gostei.
Margarida Antunes
Mar 07, 2016 rated it liked it
Leitura breve e fácil. Penso que o segundo ato é bastante mais interessante e a única coisa que me cativou realmente foi a personagem Matilde
Francisca Viegas
Favourite Character: Matilde
Bruna
Feb 07, 2016 rated it really liked it
4,5 Stars

This was just fantastic. Amazing read.
Filomena
Nov 30, 2011 rated it did not like it
Foi provavelmente o livro mais entediante que tive que ler para a disciplina de português. Não consegui sequer acabar a leitura.
Joana
May 31, 2017 rated it really liked it
Um livro bastante fácil de ler, gostei imenso da história, porque podemos comparar a situação daquela época (tempos das invasões napoleónicas, o facto de Portugal estar nas mãos da Inglaterra e a Coroa Portuguesa exilada no Brasil) com a época da ditadura salazarista.

O autor teve a intenção de que as personagens não se afeiçoassem muito ao público, de forma a que estes pudessem fazer um julgamento justo face ao problema político daquela época. Como pessoa integrante do público, não pude deixar
...more
Raquel Dias da Silva
Oct 02, 2012 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Recommends it for: everyone
Recommended to Raquel by: school
Shelves: favorites
» http://naotemospatria.blogs.sapo.pt/4...

Actualmente, costumo fazer anotações enquanto leio e, com esta obra, acabei por preencher seis páginas e quase mais meia de um notebook. E, li-o duas vezes, de seguida. É realmente uma peça, ainda que profundamente trágica, brilhante. É uma sátira ao Estado Novo: à injustiça da repressão e das perseguições políticas e, na minha opinião, sobretudo à mentalidade da época. Como uma das didascálias do livro - que se encontra, como todas as outras, na margem
...more
Daniela Rosas
Luís de Sttau Monteiro foca-se na tentativa frustrada da revolta liberal e empenha-se em criar uma crítica à sociedade portuguesa do século XIX, erguendo a voz contra as injustiças cometidas nessa altura.
Este livro escrito em forma de guião, é de leitura fácil, rápida e intemporal. Aborda temas como a injustiça social, a imoralidade, a tirania, a falta de liberdade de expressão.
Apesar de não ter gostado muito quando li na escola, fiquei com curiosidade de voltar a ler e tentar entender se pod
...more
Beatrice Santos
«...rodeada de inimigos numa terra hostil a tudo o que é grande, numa terra onde só cortam as árvores para que não façam sombra aos arbustos...»

Devo ter lido este livro quando tinha 14 anos, ou à volta disso. Tinha-o na estante de livros que eram do meu irmão e o título pareceu-me interessante. Embarquei portanto, sem me dar conta, num paralelismo político que, como podem imaginar, em nada me cativou na altura, daí ter dado 2/5 estrelas a este livro.

Anos mais tarde, e agora que fui "obrigada" a
...more
Maria
Jun 13, 2013 rated it liked it  ·  review of another edition
Shelves: classics, plays, romance
Gostei mais do livro do que o que estava à espera e marquei várias citações, mas não seria a minha escolha para cativar alunos para o teatro português.
Por maus motivos, gostei bastante do sarcasmo, do pragmatismo e da frieza da personagem do marechal Beresford e da tensão que existia entre ele e o Principal Sousa. Um dos meus momentos preferidos foi defenitivamente a confrontação deste mesmo Principal, levada a cabo por Matilde (quiçá a melhor personagem da peça), cujas críticas tão sagazes são
...more
Marco
Esta obra fica marcada sem dúvida, por Matilde, minha e de muita gente, personagem favorita. O primeiro ato não é assim nada de especial, mas o segundo, cujo li todo de uma rajada só, é uma explosão de emoção e sentimentos capaz de comover/fazer refletir qualquer um. Apenas li esta obra por ser de caráter obrigatório no 12ºano, mas não posso dizer que foi uma perda de tempo.
Daniel Gonçalves
Apr 25, 2012 rated it really liked it
Li este livro como leitura obrigatória de 12º Ano não só por poder saír no exame mas também porque está a ser lida na integra juntamente com o professor na aula.

Posso dizer que a analogia entre o absolutismo regente no inicio do século xix e a ditadura do estado novo do século XX está constantemente em evidência.

Gostei bastante da história.
António
O segundo ato arrebatou-me. O final é tão carregado de emoção que sucumbi a derramar algumas lágrimas. Todas as cenas são pensadas ao detalhe e os diálogos, mordazes em natureza, são muito bem escritos.
Tiago Vinagre
Apr 24, 2016 rated it liked it
Um livro ousado para o tempo em que foi escrito, com o autor a arriscar muito ao propor a sua publicação. Uma boa história e com uma excelente mensagem! Felizmente há luar!
Madalena
4.5

"São tantas as portas que se nos fecham, que acabamos por ter medo das que se abrem à nossa frente..."
Tiago Paredes
Mar 01, 2018 rated it did not like it
Li este livro porque fui obrigado, é uma merda.
Cat InTheNet
May 04, 2017 rated it really liked it  ·  review of another edition
Foi. Tão. Bom. ADOREI, muito perto das 5 estrelas! Nunca pensei. Que peça maravilhosamente escrita e engenhada. Verdades tão verdadeiras que nos mostram a nossa sociedade que continua a mesma apesar da passagem do tempo. Falas poderosas, carregadas de sarcasmo e ironia.
Felizmente há luar!

"Estamos presos à nossa miséria, ao nosso medo, à nossa ignorância"
Rita
Mar 22, 2017 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: mine
Sinceramente não estou habituada a ler peças de teatro, mas gostei bastante... amanhã vou ter o teste de analise de obra, vamos lá ver como corre.
Depois faço uma opinião mais detalhada
Filipa
Mar 05, 2017 rated it it was ok
2.5
O que Português me faz ler... bem, podia ser pior. Mas detesto mesmo teatro!
Mariana
Apr 20, 2015 rated it really liked it
Shelves: school
Este livro surpreendeu-me... Enquanto eu esperava uma seca de livro como são quase todos os que lemos para a escola, assim que lhe dei uma hipótese percebi logo que a leitura era fluida e interessante.
Eu sou uma daquelas pessoas um bocado history geek e então, o Estado Novo desde que eu me lembro sempre despertou em mim muita curiosidade. Nós podemos ter uma ideia do quanto era mau viver naquele tempo mas nunca saberemos na totalidade.
Eu adoro todo o significado do 25 de abril, é daquelas cois
...more
Abilio
Dec 08, 2009 rated it it was amazing
Ao escrever esta peça Sttau Monteiro visa denunciar, não só as atrocidades cometidas durante o regime absolutista, mas também despertar os laitores/espectadores para as crueldades e injustiças que se cometiam em Portugal durante o período do fascismo.
O século XIX é uma metáfora para se falar do século XX, num tempo em que a censura proibia tudo o que fosse contra o poder instituído.
As críticas são a todos os níveis. Ele pretende desmascarar toda uma sociedade hipócrita que assenta na repressão e
...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • O Cavaleiro da Dinamarca
  • Eurico, o presbítero
  • Auto da Barca do Inferno
  • Mensagem - Poemas Esotéricos
  • Frei Luís de Sousa
  • Ulisses
  • Esteiros
  • Os Maias
  • Aparição
  • Inês de Portugal
  • A Queda dum Anjo
  • The Lusiads
  • Uma Família Inglesa
  • Lágrimas do Sol e da Lua (A Saga das Pedras Mágicas, #3)
At the age of 10, he left to London, with his father, which was a portuguese ambasssador.

He comes back in 1943 at the time his father was fired by Salazar.

Sttau Monteiro got an advocate degree in Lisbon and only practiced his profession for a short amount of time.
He leaves again to London, becaming a Formula 2 racer.

He comes back to Portugal and be part on numerous publications, as Almanaque maga
...more
More about Luís de Sttau Monteiro
“Os degraus da vida são logo esquecidos por quem sobe a escada ... Pobre de quem lembre ao poderoso a sua origem... Do alto do poder, tudo o que ficou para trás é vago e nebuloso.” 8 likes
“Todos somos chamados, pelo menos uma vez, a desempenhar um papel que nos supera. É nesse momento que justificamos o resto da vida, perdida no desempenho de pequenos papéis indignos do que somos.” 3 likes
More quotes…