Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “Trás-os-Montes, o Nordeste” as Want to Read:
Trás-os-Montes, o Nordeste
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Trás-os-Montes, o Nordeste

3.94  ·  Rating details ·  16 Ratings  ·  2 Reviews
Coleção Retratos, da FFMS.
«De Trás-os-Montes, o nosso palato conhece os pratos fartos; cheira-nos a terra acabada de arar, e lembra-nos uma província antiga, quase desaparecida, de postal. Mas da justaposição dessas imagens — de memória, costumes e saudade — com as do novo século emerge um desconhecido. Que Nordeste Transmontano é este, votado ao abandono, à beira de perde
...more
Paperback, 76 pages
Published May 2017 by Fundação Francisco Manuel dos Santos

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about Trás-os-Montes, o Nordeste, please sign up.

Be the first to ask a question about Trás-os-Montes, o Nordeste

This book is not yet featured on Listopia. Add this book to your favorite list »

Community Reviews

(showing 1-26)
Rating details
Sort: Default
|
Filter
João
Aug 08, 2017 rated it liked it
Shelves: lgbt, non-fiction
Um pequeno apanhado de impressões e de opiniões de Rentes de Carvalho sobre Trás-os-Montes (ou a sua parte de Trás-os-Montes), muito bem escritas, do qual se percebe o quão profundamente apaixonado pela terra e pelas suas gentes é o autor.
Tal não o coíbe de lançar uma crítica forte, que recebeu grande eco na comunicação social, sobre o tabu que é a homossexualidade na região. "Entristece constatá-lo, mas se aqui e ali na terra transmontana algo vai melhorando, seja ele a passo de boi, facto é de
...more
Pedro L. Fragoso
Jun 16, 2017 rated it it was amazing
Testemunho fascinante, cheio de observações e histórias preciosas, maravilhosamente escritas. Livrinho ideal para este dia de Verão na praia.

"A sujidade era medieval. De Setembro à Primavera mantinha-se nas aldeias o hábito secular que durou até fins dos anos 50, de cobrir as ruas com palha, que depois, molhada da chuva e das penicadas de mijo e bosta que se atiravam das janelas - esgotos só no séc. XXI - calcada pelos passantes e os animais, fumegava e fermentava até que, podre bastante, fosse
...more
Cms
rated it really liked it
Aug 17, 2017
Tiago Aires
rated it really liked it
Jul 20, 2017
Carla
rated it liked it
Aug 14, 2017
Carlos Amaral
rated it really liked it
Jul 04, 2017
Micael Rodrigues
rated it liked it
Aug 31, 2017
Falcoeiras
rated it really liked it
Sep 24, 2017
Rui Cordeiro
rated it really liked it
Oct 23, 2017
Pedro
rated it really liked it
Dec 30, 2017
Samanta
rated it it was amazing
Jun 20, 2017
José Monteiro
rated it really liked it
Jun 04, 2017
Edgar Almeida
rated it really liked it
Jun 15, 2017
Elsa Luís
rated it really liked it
Jul 05, 2017
Marco
rated it liked it
Jul 30, 2018
Liliana Carvalho
rated it it was amazing
Jun 08, 2017
Biblioteca Torga
marked it as to-read
May 30, 2017
Sorobai
marked it as to-read
Jun 01, 2017
Paulo Santos
marked it as to-read
Jun 01, 2017
João
added it
Jun 02, 2017
Carlos
marked it as to-read
Jun 07, 2017
Nuno Gil Franco
marked it as to-read
Jun 08, 2017
Luís Soeiro
marked it as to-read
Sep 18, 2017
António Casaca
marked it as to-read
Jun 04, 2018
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
J. Rentes de Carvalho (1930), de ascendência transmontana, nasceu em
Vila Nova de Gaia, tendo vivido aí até 1945. Frequentou no Porto o liceu
Alexandre Herculano, e mais tarde os liceus de Viana do Castelo e Vila
Real. Fez o serviço militar em Lisboa, onde simultaneamente frequentou os
cursos de Românicas e Direito. Obrigado por razões políticas a abandonar
Portugal, viveu no Rio de Janeiro, em São Pau
...more
More about J. Rentes de Carvalho