Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “O Irmão Alemão” as Want to Read:
O Irmão Alemão
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

O Irmão Alemão

3.71  ·  Rating details ·  1,075 ratings  ·  86 reviews
Sergio Buarque de Holanda morou em Berlim entre 1929 e 1930, como correspondente de O Jornal, órgão dos Diários Associados. A cidade vivia o fervor da República de Weimar, o auge criativo de Alfred Döblin, Fritz Lang e Kurt Weill, o frenesi dos cabarés. Era um ambiente cultural estimulante e mundano - embora a barbárie e as trevas estivessem logo ali, à espreita.

O período
...more
Paperback, 240 pages
Published November 7th 2014 by Companhia das Letras (first published November 14th 2013)
More Details... Edit Details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about O Irmão Alemão, please sign up.

Be the first to ask a question about O Irmão Alemão

Community Reviews

Showing 1-30
Average rating 3.71  · 
Rating details
 ·  1,075 ratings  ·  86 reviews


More filters
 | 
Sort order
Start your review of O Irmão Alemão
miss.mesmerized mesmerized
It is by coincidence that the Brazilian musician and author learns that his dad fathered a boy when he lived in Germany. Their house has always been full of books, his father a passionate historian and writer, horded them and, at times, forgot letters and other things in them. It is such a letter that Chico finds which indicates that his father had an affair with a certain Anne Ernst when he lived in Berlin as a journalist around 1930. Later, when the Nazi regime took over, he tried to bring his ...more
Larissa Tollstadius
Dec 11, 2014 rated it really liked it
Estava determinada a levar o jogo da amarelinha do cortazar, mas acabei optando pelo irmão alemão. Leitura fluida, daquelas que lhe faz terminar o livro em pouco tempo. Só li mais devagar porque tinha responsabilidades a cumprir.

Chico, faz um pouco parte da minha história. Desde criança que ouvia sua música, pois ele era admirado pelo meu pai e minha mãe talvez na mesma intensidade, mas por motivos diferentes. Foi muito bom conhecer pelo romance um pouco do que foi a vida desse personagem.

Espero
...more
Luís Paz da Silva
Mar 06, 2015 rated it it was amazing
Shelves: 110-romance
Chico Buarque nunca nos desilude. Este é um livro fabulosamente maravilhoso cuja leitura muito recomendo.
"Os livros que lemos também nos leem".
...more
Hippopotamidae
Jul 18, 2016 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: ebook
Quelle histoire ! Quelle écriture (& traduction) ! Un très beau texte qui m'a emporté au Brésil et dans son histoire particulière. A mettre tout en haut de sa PAL! ...more
André Egg
Jul 15, 2015 rated it it was amazing
Ainda vou fazer uma resenha deste livro no blog. Considero esse o "bildungsroman" do Chico. Mistura ficção e autobiografia, descrevendo pelas beiradas a vida na São Paulo dos anos de chumbo. Tem um retrato nada favorável do Sérgio Buarque de Holanda. Mas também não é muito favorável o retrato do jovem "Ciccio" - na verdade o próprio Chico vertido em personagem ficcional. Segundo a matéria da Piauí, muito bem feita sobre a saga real do encontro de Sérgio Ernst, Chico afirma que não tem nada de au ...more
Chequers
Jul 12, 2018 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: closed-tandems
Io proprio non so perche', ma questo libro di Chico Buarque mi e' piaciuto proprio tanto, me lo sono divorato.
La storia e' molto interessante, i personaggi vivi e ben delineati,la scrittura fluida e molto colloquiale ma mai fastidiosa, e sullo sfondo gli anni della dittatura militare brasiliana dove la gente veniva arrestata, torturata e spariva nel nulla, spesso senza un motivo ma solo per una spiata o un sospetto.
Conoscevo Chico Buarque De Hollanda solo come compositore, da quando un mio amico
...more
Frederico De
Apr 30, 2020 rated it really liked it
Antes de mais nada, é preciso que se diga: a escrita de Chico Buarque é muito gostosa. Ok, as letras também, os poemas idem, imagino que cozinhe bem e alguma coisa muito incrível na cama esse homem deve fazer na cama, ainda hoje, mas aí saímos do assunto.

Não espanta, óbvio, que Chico seja bom, aliás, ótimo escritor, já que passou a vida fazendo isso mesmo, escrevendo. Assim, ele nos traz esse livro, por sinal um tanto curto e bastante autobiográfico. Nele, um rapaz descobre, por acaso, que tem u
...more
Tiago Germano
Feb 09, 2015 rated it liked it
Meu primeiro Chico. O entusiasmo das páginas iniciais se dissipou para só retornar nas finais. Chico se perde no miolo. Ainda acho um bom livro*, mas cheio de problemas incontornáveis. Vejamos a questão cronológica, por exemplo. Ela corre aos saltos, certo, o narrador é particularmente hábil nos flashforwards** e na mistura de realidade onírica com realidade palpável, mas faltam rejuntes entre as cenas, e num parágrafo dois personagens conversam descendo a ladeira para num próximo um rangido no ...more
Marisa Fernandes
May 18, 2016 rated it really liked it
"O Irmão Alemão" não é, ao contrário do que possa parecer à primeira vista, uma obra biográfica. É um misto de realidade com ficção, mas Chico Buarque teve efectivamente um irmão alemão, Sergio Günther (Para mais informações: http://www.dw.com/pt/historiador-reve... ) e andou a investigar sobre a sua vida.

Chico Buarque tem um estilo meio musical quando escreve. As palavras, as frases, os parágrafos e as páginas parece que dançam e cantam. Dá gosto lê-lo. Por outro lado, os livros de Buarque têm
...more
Nicole Sweeney
Review originally posted on The Bibliophile Chronicles.

This is a fascinating book about a young Brazilian man who discovers a letter suggesting that his father might have had another son whilst he was in Germany. The story follows his life as he becomes obsessed with this idea, imagining the life of his half brother.

The book was told in a really interesting way, My German Brother is an interesting come of age tale and one of the aspects I really enjoyed was that although the book is fiction it i
...more
Maria Teresa
May 18, 2016 rated it liked it
A canção do malandro.... Em Chico Buarque nada é preto e branco, o malandro é preso mas afinal é preso político, a menina certinha transforma-se em ninfa, os malandros juntam-se para atrair raparigas mas também para fazerem bombas. Interessante como o sono e os sonhos afinal não são sonhos mas contam a história e fazem avançar o tempo. Interessante tambem como o segredo familiar nunca é contado e que quem o descobre continua a alimentar o segredo, investigando pequenos indícios, partes de frases ...more
Krutika Puranik
Jan 07, 2019 rated it really liked it  ·  review of another edition
My German Brother.
~
Thank you for the review copy @fsgbooks :)
~
This was my first read by Chico Buarque and I was taken aback by his unabashed style of writing. Chico is a famous Brazilian writer - musician who is considered a democratic hero. His work, My German Brother revolves around his own life and gives us a peek into his complicated family history.
~
The protagonist is a man called Ciccio, who is the son of a famous journalist and historian, Sergio Buarque de Holanda (same name as the author'
...more
Luiz Fujita Junior
É o segundo que leio dele, após Budapeste. Mesmo sendo muito diferentes na premissa, difícil não comparar, e nesse sentido achei O Irmão inferior. Me desagradou um pouco um recurso que ele usa muito, ao imaginar como seriam determinados eventos. Ao longo do livro há várias passagens longas com a imaginação do tipo "eu então entraria e ela estaria lá, fazendo o almoço" etc. Acho interessante em se tratando de algo que o Chico deve ter feito muito quando encasquetou com o irmão germânico, imaginar ...more
Lolly K Dandeneau
via my blog:https://bookstalkerblog.wordpress.com/
'It wasn’t an arugument between parents, which a child never forgets; rather, it was like a whisper behind a wall, a quick exhange of words that, by rights, I couldn’t have heard, or couldn’t have heard right.'

When Ciccio filched a book, The Golden Bough, from his father’s precious, forbidden library he found a letter inside. He can’t read the German words, only understand the beginning and the end. It is written to his father, from a German woma
...more
David Pimenta
Não me agradou. Nem a história, nem a personagem principal, nem as voltas e voltinhas dadas por Chico Buarque ao longo do livro. Tanta volta que acabou por me fazer perder o interesse. Tenho de salientar que gostei da forma como escreveu mas cansou-me. Ficaram algumas páginas para ler, lá para o final. Tinha o Leite Derramado em ebook para ler mas ficará para o futuro, no momento em que decidir dar outra oportunidade a Chico Buarque.

2/5
Victor
Jan 19, 2015 rated it really liked it
Livro envolvente do início ao fim. E do início ao fim ficam dúvidas sobre em que momento se está na história. A cronologia pode ser confusa, uma vez que há um vai e volta constante entre pensamento, hipótese e realidade. As constantes digressões são estilo de escrita ou reflexo de pausas no processo? Independente da razão, vale a pena ler.
Ann Tonks
Although there is much to admire about this novel from the writing tone to the creation of a house full of books, I just couldn't get into it. Perhaps the flavour is too masculine for my taste. I should have liked it - I enjoy reading about new places (Brazil) and the politics of different periods in the 20th century but I couldn't engage with the story. ...more
Martha
Feb 29, 2016 rated it it was amazing
Quantas vidas se cruzam e descruzam, na procura de uma só pessoa. Que bom que tenho minhas irmãs, e quantas coisas boas vivemos juntas. Chico é Chico: único, provocador, sensível.
Margarida
Dec 28, 2016 rated it it was amazing
Uma delícia! Neurótico, culto, impossível de largar até terminar.
Renato
Sep 05, 2015 rated it it was amazing
Shelves: biographies
Livro fascinante! Cheio de referências a eventos e obras verdadeiros, criando uma espécie de história informal da segunda metade do século XX. Altamente recomendado.
Michael McCormick
I read "My German Brother," by Chico Buarque, after reading a Sam Sachs review in a Saturday WSJ published earlier this year about the book. I am not going to attempt to review it like a professional book reviewer would, but I will note that what drew me to it had to do with the final three words in Sam Sachs's review, which were something like "My German Brother" has a "forceful, emotional impact."

And after reading "My German Brother," I can attest to the book's "forceful, emotional impact." An
...more
Pedro Borba
Dec 10, 2020 rated it liked it
bom livro e com uma história (que por sinal, conta com influências autobiográficas) bastante interessante. o uso da linguagem por chico, tornando o livro quase um relato oral, é bastante agradável, mas o uso frequente das digressões acabou me cansando um pouco mais para o final.
Andre
Oct 23, 2019 rated it it was ok
Já gostei muito de outros livros de Chico, mas esse deixou a desejar. O autor mistura ficção e realidade para contar a história de um homem obcecado em saber mais sobre a existência de um filho de seu pai na Alemanha. Ao longo dos anos coleta informações até que consegue reunir o suficiente para desvendar o mistério sobre o caminho que teria percorrido o "irmão". As descrições de São Paulo em meados do século XX são muito bem feitas, mas uma história que em uma biografia seria interessante, como ...more
Bruno Vasconcelos
Dec 02, 2018 rated it liked it
Um livro bom mas nao o melhor do chico que ja li.
Tema interessante mas acho que ele se perde um pouco no plot o que deixar a historia um pouco lenta.
Lúcia
Dec 25, 2014 rated it really liked it
Shelves: wishlist, 2015
De todos os livros de Chico que li, este foi o que menos me prendeu e agradou. O talento continua ali, a história é interessante, mas alguma coisa no seu estilo e ritmo próprios se perderam um pouco. Apesar de tudo, é um bom livro, e ainda não deixei de acreditar que o lugar de Chico é na ABL. Tanto seus livros quanto suas composições extremamente criativas, talentosas, inteligentes e cheias de personalidade merecem esse reconhecimento. Fora aquele humor sutil sempre presente, que me leva a imag ...more
Y.
May 03, 2015 rated it liked it
Tenho sentimentos mistos acerca deste livro. Por um lado, foi a obra do Chico Buarque que menos gostei de ler; por outro, nota-se que teve imenso prazer ao escrevê-la, e identifico-me bastante com esse egoísmo de escrever para si próprio.

Chico Buarque teve, "na vida real", um irmão bastardo, fruto de uma breve temporada do seu pai na Alemanha, antes da Segunda Guerra. Essa descoberta preencheu o seu imaginário durante bastante tempo, e este livro mistura a busca real pela seu paradeiro com as di
...more
Miguel
Jun 06, 2015 rated it really liked it
Shelves: brasil, ebook
Partindo de um episódio da sua própria biografia, e com recurso a fotos e documentos verdadeiros, Chico Buarque constrói em O Irmão Alemão uma ficção que serve, essencialmente, para criar um retrato do que foram os anos iniciais da ditadura militar brasileira. A parábola é eficaz, e resulta numa narrativa com um leve tom de distopia política, enriquecida por um carácter acentuada e assumidamente literato. A linguagem é de uma competência rigorosa e quase luxuriante, mas a narrativa não apresenta ...more
Charlie
Oct 30, 2018 rated it really liked it  ·  review of another edition
Brazilian Magical Realism! Who knew? While this novel (novel?) maybe loses some steam on the last leg, it still has plenty of South American charm and intrigue; it wouldn't be out of place as a latter Jodorowsky film. ...more
Eduardo Deboni
Nov 23, 2014 rated it liked it
(pt) Do Chico eu já tinha lido BUDAPESTE e gostado muito. Talvez minhas expectativas estivessem muito altas, mas não gostei deste livro. A leitura é boa e o texto que não é tão fácil agrada, já a história não. Há uma certa desconstrução dos personagens da época da ditadura, o militante vira um "mulhertante" já que o seu maior interesse se encontra no sexo oposto. A descrição do pai e da família do Chico é boa, mas depois a narrativa me perdeu, tanto que demorei para acabar um livro relativamente ...more
Virginia
Mar 06, 2015 rated it really liked it
Eu sei que é pretencioso dizer isso, mas com este livro Chico consagrou-se como escritor de prosa. Se nos livros anteriores, todos elogiados pela crítica, me pareceu que ele pegava boas histórias e as transformava em livros medianos, com O Irmão Alemão ele pegou uma ótima história e a transformou num ótimo livro. O único pecado, a meu ver, foi a personsagem central ser tão autocentrada e um tanto megalomaníaca. Achei que a construção poderia ter sido um tanto diferente, já que se trata de um alt ...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
topics  posts  views  last activity   
Goodreads Librari...: Fix field "sort by title" 2 168 Sep 17, 2016 10:46AM  

Readers also enjoyed

  • Rita Lee: Uma Autobiografia
  • Vidas Secas
  • Ideias para Adiar o Fim do Mundo
  • Cem Dias Entre Céu e Mar
  • Torto Arado
  • Capitães da Areia
  • Valsa brasileira: Do boom ao caos econômico
  • Macunaíma
  • A Máquina de Fazer Espanhóis
  • Barba Ensopada de Sangue
  • O Paraíso são os Outros
  • Grande Sertão: Veredas
  • O Alienista
  • Gabriela, clavo y canela
  • Fim
  • O Cortiço
  • O Filho de Mil Homens
See similar books…
313 followers
Francisco Buarque de Hollanda is popularly known as Chico Buarque, is a singer, guitarist, composer, dramatist, writer and poet. He is best known for his music, which often includes social, economic and cultural commentary on Brazil and Rio de Janeiro in particular.

Son of the academic Sérgio Buarque de Hollanda, Buarque lived in several locations throughout his childhood, though mostly in Rio de J
...more

Related Articles

  Mateo Askaripour is a Brooklyn-based writer whose debut novel, Black Buck—which Colson Whitehead calls a “mesmerizing novel, executing a high...
71 likes · 8 comments
“Com taquicardia, respiro fundo, olho ao redor, só não me lembro mais por que eu tanto queria atravessar a rua. Este lado é como um espelho do outro, com os mesmos pedestres aflitos para atravessar de volta, os mesmos minúsculos botecos com idênticas bundas grandes do lado de fora, além de uma banca de jornal igual a todas, onde vejo exposta uma primeira página tenebrosa.” 0 likes
“Al final de tantos sinsabores, creo que hasta me he vuelto más guapo, como sucede a quien sufre un proceso sin saber por qué.” 0 likes
More quotes…