Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “Para Onde Vão Os Guarda-Chuvas” as Want to Read:
Para Onde Vão Os Guarda-Chuvas
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Para Onde Vão Os Guarda-Chuvas

4.46  ·  Rating details ·  869 Ratings  ·  167 Reviews
O pano de fundo deste romance é um Oriente efabulado, baseado no que pensamos que foi o seu passado e acreditamos ser o seu presente, com tudo o que esse Oriente tem de mágico, de diferente e de perverso. Conta a história de um homem que ambiciona ser invisível, de uma criança que gostaria de voar como um avião, de uma mulher que quer casar com um homem de olhos azuis, de ...more
Paperback, Large Print, 620 pages
Published October 17th 2013 by Alfaguara Portugal (first published October 2013)
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Community Reviews

Showing 1-30
Rating details
Sort: Default
|
Filter
Carmo
Aug 12, 2015 rated it it was amazing
Shelves: portugal, bib-p
"Daremos ao Homem a chave certa e ele irá usá-la na porta errada."

Não resisti a esta história encantatória que nos remete para a magia dos contos das “1001 noites”. Li-o com um sorriso apatetado do princípio ao fim, até mesmo quando a garganta se apertava com o desgosto.

Numa escrita que faz de qualquer acontecimento banal um acto poético, fala-se de solidão e dor, sonhos e paixões, da miséria humana, de gente incompleta isolada entre afetos desencontrados.
Sempre contada com grande simplicidade e
...more
Teresa Proença
Jan 07, 2014 rated it it was amazing
Shelves: n-portugal, 5e
Estou literalmente no centro de duas tempestades:
A Stephanie que ruge lá fora;
A que Afonso Cruz fez explodir no meu coração com o final deste livro.
A segunda é muito mais perturbante.
Teria de terminar assim? Sim! Não poderia ser de outra forma...

"Com tanto sofrimento, com licença, deveríamos chorar estrelas, para mostrar como tudo o resto é pequenino comparado com tudo o que nos dói."

Apesar do final, este é um livro magnífico.
Pelo final, este é um livro magnífico. Do princípio ao fim!
Hugo
Oct 15, 2015 rated it it was amazing
Shelves: 2015
Afonso, Afonsinho, isto não se faz a um leitor. Qualquer "fim" seria indigno desta história, e não é isso que distingue as grandes narrativas? Brilhante!
Carla Soares
Sep 12, 2016 rated it really liked it
Tinha este livro há algum tempo na minha pilha dos que vão ser lidos a seguir, mas, por um motivo ou por outro, acabei por levar uma eternidade a pegar-lhe. Depois de ter começado, porém, voou entre os meus dedos. Tem mais de 600 páginas, mas lê-se como se tivesse metade, em parte porque muitas das páginas são preenchidas com lindíssimas fotografias, como porque os capítulos são, na sua maioria, muitos curtos.

Gosto muito de Afonso Cruz, não só da sua escrita, mas da sua figura humanista, de esc
...more
Sofia Teixeira
Dec 19, 2013 rated it it was amazing
Tenho para mim, e com cada vez mais determinação, que ler Afonso Cruz é uma experiência, mais do que única, genuinamente pessoal. O que eu sinto não há-de ser bem o que os outros sentem. A narrativa, por vezes, consegue ser tão transcendente, que apesar das palavras serem as mesmas para todos, são sentidas e interpretadas, visualizadas, de formas diferentes. Principalmente no que toca a emoções fortes, como a perda, o amor, os corações partidos, os corações que se querem curar. Em comum, existe ...more
Kyoko SWords
May 14, 2018 rated it it was amazing  ·  review of another edition
¿Han tenido esa sensación de tener atoradas las palabras en la garganta al nivel que no puedes ni pasar el aire? ¿Ese horrible atasco de pensamientos que no sabes ni por dónde empezar a ordenar tus ideas? ¿De verlo todo claro pero tan confuso a la vez?

Este libro produce todo eso y más. 'Dónde están los paraguas es el arte de tomar situaciones cotidianas y convertirlas en hermosas canciones sobre el amor, la vida, la muerte, el bien, el mal, la religión, la tolerancia, la tristeza y la reconcilia
...more
Colin
Jan 14, 2018 rated it it was amazing
Shelves: portuguese
Acabei de ler "Para Onde Vão Os Guarda-Chuvas", a obra-prima de Afonso Cruz. Já tinha lido um livro do mesmo escritor que se chamado "Os Livros que Devoraram O Meu Pai", que adorei. Neste caso, demorei muito antes de realmente começar a apreciá-lo, mas, assim que comecei, fiquei viciado e acabei as últimas 400 páginas dentro de 5 dias, o que não é mau, dada a velocidade da minha leitura em português.

O livro conta a história de Fazal Elahi, um cidadão dum país sem nome do Médio Oriente, e da sua
...more
André
Jan 14, 2016 rated it really liked it
Para onde vão os guarda-chuvas de Afonso Cruz é um livro estranho que faz as perguntas certas. Com laivos de um surrealismo que vai roçando o realismo mágico, estamos perante um livro que é complexamente simples, belo, puro mas ao mesmo tempo triste. O sentimento com que fico ao ler este meu primeiro livro do Afonso Cruz, é o de deixar-me completamente mergulhar na água salgada de uma praia deserta, e ir levando intermitentemente com as ondas de um mar revolto. Não me posso permitir a pensar, a ...more
Sonia
Nov 06, 2015 rated it it was amazing
Lentamente, com segurança e de mansinho, como Isa, Afonso Cruz vai-se tornando num dos meus favoritos.
Nem tenho palavras para explicar o que senti perante este livro ou todos os sentimentos e confusões que a história me fez sentir.
Acima de tudo, não consigo compreender como é que um escritor consegue escrever de maneira tão simples, tão próxima do nosso coração, quase em jeito de carinho, sobre assuntos tão complexos e absurdamente/moralmente complicados cá dentro, e de uma forma tão poética e
...more
Ana | The Phoenix Flight
Gostei muito da escrita do Afonso Cruz, como de resto, já estava à espera por adorar os livros infantis dele.
A história é tão densa como a trama dos tapetes que vão sendo mencionados. As várias histórias vão criando padrões que no fim fazem um todo, ao mesmo tempo delicado e extremamente cruel.

Ainda vou levar algum tempo a decidir se o pião fica a rodar, ou se pára...
Joana
Dec 05, 2017 rated it it was amazing
Depois de ler "Para Onde Vão os Guarda-Chuvas" sinto-me órfã de livro, como se ter chegado ao fim daquela última página tivesse quebrado um encantamento e me deixasse desamparada.

Se existissem livros perfeitos, este era um deles. A subtileza do humor, a delicadeza das personagens e a elegância da escrita não têm paralelo em nada do que li nos últimos anos.

A história é belíssima e nada do que Afonso Cruz escreveu foi ao acaso. Simples ou complexo, nada do que acontece é fortuito. Não há palavras
...more
Sofia
Feb 01, 2014 rated it it was amazing
Há muito que queria ler este livro, curiosa pelo elevado rating e excelentes críticas. Quando obtive o meu cartão de leitor da biblioteca local, foi um dos primeiros livros que requisitei. E agora que o acabei, quero-o para mim. Porque sei que é um livro que vou reler, várias vezes. E hei-de sempre descobrir trechos novos, passagens que me vão tocar de diferentes maneiras. É um livro que passou directamente para o topo da lista dos meus preferidos. Um livro que todos deviam ler.

Afonso Cruz, obr
...more
Maria João (A Biblioteca da João)
9 de 10*

Começo esta opinião por dizer que admiro muito o Afonso Cruz. Dou por mim a ler os seus livros e a pensar inúmeras vezes como é possível alguém ter uma imaginação de tal forma prodigiosa que cria histórias completamente diferentes, com enredos inéditos que não encontro em mais nenhum autor. Seguramente, Afonso Cruz pauta pela diferença, uma diferença que primeiro estranha-se e depois entranha-se. Adoro a sua escrita e as suas histórias. Adoro deixar-me enredar pela sua “magia” e desfruta
...more
Ana
Sep 15, 2017 rated it really liked it
Shelves: 2017
Há muito que ouvia dizer que Para onde vão os guarda-chuvas é a melhor obra de Afonso Cruz ou pelo menos uma das melhores. Talvez seja. Porém, não encontro nela nada que a destaque das outras que já li – Os livros que devoraram meu pai e Flores. Isto não significa que não me tenha agradado. Não, agradou-me muito, mas, no meu entender, não é uma obra “mais-prima” do que as suas congéneres.
Em Para onde vão os guarda-chuvas tropecei de novo em passagens deliciosamente perfeitas, em paralelismos mui
...more
Helena
Jan 17, 2016 rated it it was amazing
Opinião publicada em: As Horas... que me preenchem de prazer.

Se há livro cujas citações devem ser partilhadas é este. Porém, tal tarefa não é fácil quando o próprio livro é uma constante de reflexões e de dizeres que nos fazem parar em pérolas que se encontram para retirar o fôlego.

Fazal Elahi é o protagonista desta história, toda ela passada num Oriente distante, mas em que esperanças, medos e sofrimentos são em tudo iguais aos do Ocidente. E são as esperanças, os medos e os sofrimentos de Elah
...more
Rosie
Nov 25, 2017 rated it really liked it
Esta foi a minha estreia com Afonso Cruz.

Sinto o meu coração aos saltos, a ribombar. Ai aquele fim... nem queria acreditar. E eu a folhear estupidamente as últimas páginas na expectativa de encontrar mais algumas frases, algumas palavras, algo mais... que maldade!

Há livros que nos chamam. Outros não. Este comprei-o sem hesitações dadas as excelentes opiniões daqui do Goodreads. Mas, não sei porquê, não havia maneira de lhe pegar. Não foi à primeira, não foi à segunda, só à terceira tentativa, ap
...more
Ivan
Oct 12, 2018 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Afonso, com esta obra tornaste-te um dos meus autores favoritos, sem margem para dúvida. Poder ter o privilégio de ler cada linha, cada trama de cada tapete é-me mais do que satisfatório, é como ser-se embalado em poesia em tons de pastel. Devo confessar que não me consegui conformar com o final desta história. Terminei esta leitura debruçado sobre mim mesmo, com a testa a tocar na contracapa, à procura de mais respostas, de porquês, de um afinal para onde vão os guarda-chuvas...


Escarlatina, es
...more
João Torcato
Sep 11, 2016 rated it it was amazing
Escarlatina. Escarlatina. Escarlatina.
Leitura incrível, livro ímpar. Vou tentar fazer jus à leitura com esta review:

Terminei o livro no Domingo. Passaram 3 dias em que, também pela falta de tempo, me recusei a escrever sobre o que me causou. Quando o fizesse, disse para mim que teria de ser algo em condições, pensado. Merece-o.
Adianto desde já que esta leitura foi uma das minhas preferidas, de sempre.

Nunca tinha lido nada com uma estrutura assim. Se no início me foi estranho, depois entranhou-se
...more
Diana Costa
Feb 27, 2015 rated it it was amazing
Encantador.
Coração, religião, a existência, as grandes questões que nos fazem decidir. Os limites. Aquilo de que o amor é também cobarde e capaz. Questões individuais e coletivas juntas. Eu e os outros.
O arrependimento. O sonho. As culturas, as diferenças, o debate entre o certo e o errado quando se lê, de acordo com canto olho, com cada canto do mundo que nos foi ensinado.
O universo, os astros e o homem que nele existem, portanto a metafísica e a parte física. A necessidade de chão e terra pa
...more
Eduardo
Jun 20, 2018 rated it it was amazing
O equilíbrio notavelmente/absolutamente/absurdamente/infinitamente/moralmente/esteticamente desequilibrado do universo.

Haverá citação que melhor descreva esta obra de Afonso Cruz? Foi uma daquelas leituras longas, mas que não pesa ou se torna aborrecida. Sem dúvida um dos meus favoritos do autor!
André Oliveira
Feb 23, 2017 rated it it was amazing
É daqueles livros que o final não interessa, mas sim a viagem até ele.
Foi o primeiro livro que li de Afonso Cruz e tenho a certeza que quero ler mais!
Cátia Santos
Feb 04, 2014 rated it it was amazing
O que dizer deste livro? Há livros que, de tão maravilhosos que são, a melhor coisa que podemos dizer deles é... absolutamente nada! Porque nunca conseguirei transmitir por palavras o que este livro representa. Talvez precisasse dos gestos de Badini...

Sendo assim, a única expressão que me apraz escrever é

"Escarlatina, escarlatina, escarlatina"

Quem já leu, entenderá... Quem não leu, TEM DE LER!

MARAVILHOSO!
Ana
Dec 30, 2016 rated it it was amazing
Opá a sério que o final é mesmo assim? Não ...
Maravilha das maravilhas.
Magia das magias.
Poesia das poesias.
Pronto, é isto.
Inês
Dec 26, 2013 rated it liked it
Eu e este livro não dialogámos. O que é estranho sendo um livro de Afonso Cruz e eu ter dado 5 estrelas aos 3 primeiros livros que li dele. Talvez fosse um problema de expectativas. Colocar um autor num altar implica da parte dele um esforço em dobro para surpreender e superar as exigências. Claro que ele não sabe que eu o "endeusei" e claro que não tem obrigação de me agradar. Tal como eu não tenho obrigação de adorar todos os seus livros ainda que ele continue a ser um dos meus escritores pref ...more
Sofia
Feb 20, 2015 rated it it was amazing
Shelves: favorites
"Para onde vão os guarda-chuvas? São como as luvas, são como uma das peúgas que formam um par. Desaparecem e ninguém sabe para onde. Nunca ninguém encontra guarda-chuvas, mas toda a gente os perde. Para onde vão as nossas memórias, a nossa infância, os nossos guarda-chuvas?"

Comecei por gostar da capa, da História do Natal para pessoas que não acreditam no Natal (TOP, mesmo), as personagens do livro, os Fragmentos Persas... É tão maravilhoso, este livro, que me faltam as palavras.

Isa...Escarlati
...more
Victor Hugo
Sep 03, 2014 rated it really liked it
Shelves: emprestados
Todo este livro, como objecto físico, é uma peça de arte. Desde o título que chama pelo instinto da curiosidade, passando pelo texto (já lá vamos!) e pelas ilustrações e fotografias que acompanham a narrativa, sem esquecer o elemento palpável - o peso do livro. O livro é um bom objecto livro. Foi uma das conclusões que tive enquanto o lia.

Não estava à espera de uma história destas, com um desenrolar daqueles e com um final que diz tudo e mais alguma coisa ou nada. Para mim disse algo de fundamen
...more
Rosa Ramôa
Apr 25, 2014 rated it it was amazing
Afonso Cruz:
Rasga-nos o coração de tão coiso!
Tão humano...
Com valor!
Tão fado...
Alma em ponto de rebuçado!
O mundo dele é calor...
A deixar metastases em todo o lado!
Com dor funda...
A somar.
A ser.
Ilustrações e fotografias...
Elevadas ao quadrado.
Intenso e perfeito...
Deslumbramento!
Com modéstia arrebatadora...
Honesto!
Despretensioso...
Tão lindo!
"Somos mais pesados quando fechamos os olhos. Isso acontece porque o nosso mundo interior é maior que o exterior. A nossa dor não existe fora de nós, o mundo n
...more
João Guerreiro
Oct 20, 2013 rated it it was amazing
Deslumbrante!
Sem dúvida um dos melhores livros que já li.
Afonso Cruz subiu a fasquia muito alta, e, a continuar a escrever desta maneira, arrisca-se a ganhar o Nobel. Não estou exagerar, desde que consiga publicar os seus livros noutros mercados e tornar-se assim reconhecido, não tenho dúvida que poderá receber o referido prémio.

Talento puro para a escrita. Eis algumas passagens do livro:

"a noite era calma, como se estivesse deitada a dormir os sonos de todos os homens."

"a raiva aproxima as cara
...more
Bárbara
Jan 20, 2017 rated it it was amazing
Este foi o primeiro livro que li de Afonso Cruz, mas agora tenho a certeza que foi apenas o primeiro de muitos. Adorei este livro, li-o sempre com um sorriso nos lábios porque mesmo nos momentos mais tristes do livro a escrita do autor consegue fazer-nos sorrir. Afonso Cruz consegue trabalhar com as palavras de um modo único, de um modo poético e enternecedor, transformando o acto mais banal em algo maravilhoso.

A história passa-se no médio oriente e apresenta-nos a vida de algumas pessoas iguais
...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • Livro
  • Debaixo de Algum Céu
  • O Retorno
  • A Desumanização
  • Perguntem a Sarah Gross
  • O Luto de Elias Gro
  • Os Malaquias
  • O Meu Irmão
  • Uma Viagem à Índia
  • Os Olhos de Ana Marta
  • A Filha do Barão
  • Manhã Submersa
  • O Irmão Alemão
586 followers
Nasceu em 1971, na Figueira da Foz e estudou nas Belas Artes de Lisboa, no Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira e na António Arroio. É escritor, músico, cineasta e ilustrador.
Escreveu seis livros: A Carne de Deus (Bertrand), Enciclopédia da Estória Universal (Quetzal - Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco 2010), Os Livros Que Devoraram o Meu Pai (Caminho - Prémio Literário Mari
...more
“Encheremos o mundo de coisas preciosas. Serão tantas que os homens passarão por elas julgando-as banais.” 43 likes
“Para onde vão os guarda-chuvas? São como as luvas, são como uma das peúgas que formam um par. Desaparecem e ninguém sabe para onde. Nunca ninguém encontra guarda-chuvas, mas toda a gente os perde. Para onde vão as nossas memórias, a nossa infância, os nossos guarda-chuvas?” 16 likes
More quotes…