Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “Madrugada Suja” as Want to Read:
Madrugada Suja
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Madrugada Suja

3.44  ·  Rating details ·  693 Ratings  ·  79 Reviews
Três histórias que se cruzam desde uma aldeia deserta até ao topo do poder.

No princípio, há uma madrugada suja: uma noite de álcool de estudantes que acaba num pesadelo que vai perseguir os seus protagonistas durante anos.
Depois, há uma aldeia do interior alentejano que se vai despovoando aos poucos, até restar apenas um avô e um neto. Filipe, o neto, parte para o mundo se
...more
Paperback, 352 pages
Published May 23rd 2013 by Clube do Autor (first published May 1st 2013)
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about Madrugada Suja, please sign up.

Be the first to ask a question about Madrugada Suja

Community Reviews

(showing 1-30)
filter  |  sort: default (?)  |  Rating Details
Rosa Ramôa
Oct 07, 2014 rated it liked it
"Madrugada suja" levou-me ao mundo das praxes...Não sei se pela madrugada,se por ser suja!
Ivo Filipe
Jun 25, 2013 rated it it was ok
Habituamo-nos a olhar Miguel Sousa Tavares como uma voz crítica, um denunciador de causas, um defensor de princípios. E assim o ouvimos na televisão, e o lemos no Expresso e num jornal desportivo, apreciando, mesmo podendo estar em desacordo com o discurso, a forma livre e independente com que opina.
Isto está presente no "Madrugada Suja", mas infelizmente está da pior das maneiras. Por querer abordar todas as suas damas: a desertificação do interior, a corrupção autárquica, o financiamento de ca
...more
Miguel Carvalho
May 12, 2013 rated it liked it
Um dos problemas de alguns escritores é terem um primeiro romance muito bom que depois serve de diapasão para o resto da sua carreira literária.

Miguel Sousa Tavares teve um "Equador" muito bom, elevando a fasquia a um ponto por vezes demasiado alto para as expectativas que criará no futuro com outras obras.

O "Rio das Flores" já tinha tido esse problema, agravado com o facto do escritor parecer empastelar a história durante grande parte do livro para depois finalizá-la em meia dúzia de páginas à
...more
Joana
Apr 14, 2014 rated it liked it
Não tenho por hábito ler autores portugueses. Não é preconceito ou snobismo, apenas me identifico mais com a literatura inglesa e americana.

No entanto,soube-me bem, para variar, ler um autor "da minha terra", que fala de coisas do quotidiano e com as quais rapidamente nos conseguimos identificar.

Ainda assim, não me pareceu um livro fora de série. É interessante pelo retrato que faz da época imediatamente pós-25 de Abril, mas mesmo essa contextualização parece forçada, como se MST se servisse da
...more
Kelle
Aug 13, 2013 rated it it was amazing
O mais recente romance de Miguel Sousa Tavares já fez correr muita tinta fruto de opiniões bastante diversas, pessoas espantadas que não julgam ter sido possível o mesmo autor a escrever o brilhante Equador e esta obra de segunda, de acordo com opiniões a que sou alheia.
Na minha modesta opinião, que vale o que vale, Madrugada Suja não está claramente ao nível de Equador porque não é esse o propósito desta obra. Madrugada Suja não pretende ser um romance histórico que prende e apaixona, Madrugada
...more
Luis Goncalves
Aug 22, 2013 rated it liked it
"Madrugada Suja" , terceiro romance "a sério" do MST, é um livro de altos e baixos. São bastante interessantes os temas abordados, tais como a desertificação do interior, a corrupção ou a ganância excessiva, temas esses, apesar de serem retratados entre a década de 60 e 80, com o mesmo impacto no nosso dia a dia, e daí tirar uma lição importante , que quem ambiciona de todas as maneiras alcançar o dinheiro fácil e o poder tem, efectivamente, que "pagar" essa extrema avareza do mesmo modo "ambici ...more
Tiago Rocha
Jul 15, 2013 rated it liked it
Esta Madrugada Suja de Miguel Sousa Tavares é um bom livro. Não isento de defeitos, cumpre a função de prender o leitor à narrativa intercalada que se desenrola entre Medronhais da Serra, aparente espaço inventado propositadamente para a obra, mas que bem que poderia ser qualquer aldeia do Portugal profundo e perdido, e uma série de outros lugares, de onde se destaca Évora.
O Romance conta uma história que, apesar de não ser propriamente original, revela uma grande capacidade imaginativa do autor
...more
Susana
Dec 31, 2013 rated it liked it
Gostei mais da primeira metade do livro, mais relacionada com Medronhais, do que da segunda. Já li alguns comentários a queixarem-se das personagens estereotipadas e, na verdade, a história está cheia de clichés, mas acho que foi isso mesmo que o autor quis fazer, escrever uma espécie de parábola (ou várias) sobre os temas que lhe são mais caros. É como se fosse uma declaração de princípios disfarçada de romance. Fiquei um pouco desiludida com algumas incorrecções na escrita, que me parecem impe ...more
Clara
Aug 05, 2013 rated it really liked it
Este livro é como uma sandes de recheio gourmet feita com pão de forma. Achei o começo demasiado violento e fim demasiado cor-de-rosa, quase ao ponto hollywoodesco. Mas pelo meio está uma observação cuidada da história mais recente de portugal (muito informativa), com personagens encantadoras que evoluem e inspiram, paisagens idílicas deste país, e uma crítica social dos aspetos mais desprezíveis da nossa evolução pós-abril (de quem põe o dedo na ferida). Se não tivesse o tal final talvez merece ...more
Joana Martins
Aug 05, 2013 rated it it was ok
Este livro não tem ponta por onde se lhe pegue. A história é banal, com diálogos medíocres, tentativas vãs de incluir corrupção, política e regionalismo numa história que não se interliga de forma nenhuma, por mais que o autor (forçadamente) tente.
Para além disso, está escrita sem rigor. Há uma altura no início, numa parte sem nada de relevante, em que o narrador é presente... no resto da história não é.
Tudo é previsível e quase aborrecido, um diário de vida com uma má história policial pelo me
...more
Maria
May 26, 2013 rated it really liked it
Madrugada Suja é bem diferente de Equador e Rio das Flores. Neste seu novo romance Miguel Sousa Tavares (MST) leva-nos para o Portugal pós-revolução, mas também para o Portugal corrupto dos dias de hoje, para a política a qualquer preço, para a desertificação das aldeias alentejanas, um pouco do espelho de todo o interior do país...

Opinião completa: http://marcadordelivros.blogspot.pt/2...
Sara Fidalgo
Jun 15, 2013 rated it it was ok
Uma chatice. Tinha expectativas muito elevadas por gostar do autor mas este livro é um enorme desvio de percurso. Início mau (má historia, mal escrito até - narrativa "simples demais"), histórias pobres e com ligações um bocado forçadas entre si, diálogos muito fraquinhos e carece de desenvolvimento em algumas partes. Salva-se um pouco pela parte histórica do pós 25 de Abril. De resto, é mau.
Sofia
Aug 17, 2013 rated it liked it
Não percebi se este livro era uma denúncia de como se processa a corrupção em Portugal disfarçado de um mau romance, ou se era para ter sido um policial que correu mal. Muitos clichés em todo o livro. Já li outras obras dele de que gostei mais.
Inês Brito
Jun 01, 2017 rated it liked it
Shelves: 2017
nhec. Tem um início promissor, uma noite de jovens que acaba mal devido ao álcool a mais, mas depois demasiadas histórias se misturam, a infância de Filipe numa aldeia perdida, o seu trabalho como arquitecto, a eleição para primeiro-ministro, a reabertura do processo... São demasiadas coisas a acontecerem, que depois num só capítulo de poucas páginas se concluem como se de um "viveram felizes para sempre" se tratasse... Falta algum conteúdo ao livro para além da simples narração dos aconteciment ...more
Owlseyes
Jun 07, 2013 marked it as to-read
Shelves: portuguese-lit
This is a Portuguese author I know for long, though I never read a single one of his books*. I know him from TV: as a journalist and (political) commentator; also a moderator in his own “show”. He worked both for private and public TV channels.
Oh, of course, I know him from reading his articles in Expresso, a weekly newspaper.

His father, Francisco Sousa Tavares, was for some time a MP and his mother a much –acclaimed (first woman to receive the Camões Prize) writer of Danish lineage, Sophia de M
...more
A Miuda Geek
Nov 01, 2013 rated it it was ok
Este foi o meu 2º "Miguel Sousa Tavares" que li e para dizer a verdade perde muito com a comparação: o Equador é simplesmente fantástico! Sem palavras para descrever.

Este, surpreendentemente até constitui uma leitura compulsiva no sentido que toda a parte da infância, juventude de Filipe Madruga é desenvolvia extensivamente, com capítulos dedicados a todos: avô, avó, pai, etc e depois a parte propriamente dita que dá o mote ao romance fica decepcionantemente despachada em meia dúzia de capítulos
...more
Patrícia
May 09, 2013 rated it liked it
Gostei deste livro, mas esperava mais ficção e menos realidade. Apesar de existir uma história de uma família alentejana, e todos aqueles com os quais se cruzam na vida, nesta "Madrugada Suja" encontramos mais temas sérios e infelizmente próximos de nós. Muitos deles o autor tem vindo a pôr a lume durante toda a sua vida desde a altura em que era jornalista na Grande Reportagem. A desertificação do nosso tão rico interior, a debandada para o litoral, o menosprezo pela terra e pelas nossos produt ...more
Lua Limaverde
Mar 06, 2014 rated it it was ok  ·  review of another edition
Shelves: novel, european
Tudo prometia que seria um bom livro mas eu me decepcionei com a escrita do autor, pelo menos neste livro, já que outras obras suas são elogiadas. Extremamente didático em algumas passagens, parecia que eu lia um jornal, e não um texto literário. Além disso, me irritou muito que TODAS as mulheres, com exceção de uma velha senhora, eram sempre e apenas descritas segundo seus atributos físicos, como objetos sexuais. A atitude de uma personagem importante e o final como um todo, totalmente incoeren ...more
Alda
May 25, 2013 rated it liked it
Achei um livro bem escrito mas a história é bastante banal. Gostei bem mais dos romances históricos, em especial o Rio das Flores. Conta a história de um jovem arquitecto paisagista alentejano, vindo de uma pequena aldeia e que se vai confrontar com casos de corrupção no Portugal actual. A maior parte do livro é narrado directamente pelo arquitecto excepto alguns capítulos nos quais outras personagens tomam o papel de narradores. O problema com esta estrutura é que o estilo do narrador é sempre ...more
Margarida
Jun 08, 2013 rated it really liked it
Parti para a leitura desta obra com um misto de expectativas. Por um lado, devido a ter gostado de obras anteriores do autor, estava com a expectativa de que iria gostar igualmente desta obra. Por outro lado, devido a ter visto algumas críticas negativas à obra, fiquei de "pé atrás".
O que vim a verificar foi que gostei desta obra, embora seja diametralmente diferente das anteriores ("Equador" ou "Rio das Flores"). Trata do universo obscuro da política que se imiscui nos negócios e vice-versa, o
...more
Sofia Marques
Jan 26, 2016 rated it really liked it
Pelos vistos o segredo de gostar deste livro é não ler primeiro o Equador. Como ainda não o li, não tenho termo de comparação, logo e apesar de achar o tipo de linguagem, em certas partes, um pouco rude, gostei muito de como as 3 histórias se entre ligam e de retratar bem a sociedade onde vivemos. Recomendo!
Sofia Pinto
Mar 10, 2014 rated it liked it
Achei interessante, principalmente em termos históricos e políticos, de registo do passado recente, vivido em Portugal. Quanto ao mais, ao enredo, pareceu-me demasiado previsível e, por isso, pouco cativante.
Fátima
Sep 15, 2013 rated it liked it
Porque não podemos dar 3.5? Como gostei claramente mais do Equador e até mesmo do Rio das Flores vou ter que ficar pelas 3 estrelinhas. Parece-me que foi escrito com menos cuidado que os anteriores, menos exigência talvez. Mas é um bom livro de entretenimento, tanto que o li em 3 dias.
Miguel van der Garde
Sep 03, 2014 rated it really liked it
Muito Bom...
Cátia
May 04, 2013 rated it liked it
Esperava um pouco mais de qualquer coisa, tinha expectativas bastante elevadas, gostei, mas... não me conquistou por completo com bastante pena minha.
Hugompf
May 25, 2013 rated it liked it
Longe de ser o melhor livro de Miguel Sousa Tavares, Madrugada Suja apresenta uma narrativa simples, mas com uma história interessante ainda que com um final um tanto previsível.
Carla  (cbr)
May 02, 2013 rated it it was ok
Shelves: read-2013, all-r, all-t
Confesso que fiquei um pouco desiludida. Tinha grandes expectativas para este livro, especialmente depois de ler o primeiro capítulo, mas achei o enredo bastante simples.
Teresa Pereira
Aug 10, 2017 rated it really liked it
Read this book in 3 Summer nights in the quietness of Alentejo...never had read a book from the author before and suprised me his style. Eventhough the narrative is ok, it give a push to read more from the author.
Clara Lains
Jun 02, 2017 rated it really liked it
Interessante, mas não passa disso. A pontuação mais acertada seria 3,5!
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • O Anjo Branco
  • Galveias
  • Padeira de Aljubarrota
  • O Cavalheiro Inglês
  • Enquanto Salazar Dormia...
  • The Tragedy of the Street of Flowers
  • O Livro Do Ano
  • Debaixo de Algum Céu
  • Terra do Pecado
  • Os Pilares da Terra, Volume II
  • Caderneta de Cromos
25322
Miguel Sousa Tavares is a portuguese journalist and was born in Porto, on the 25th June 1952. His mother, Sophia de Mello Breyner, was a poetess and his father, Francisco de Sousa Tavares, a lawyer and a journalist. After taking the Law course, he carried advocacy during twelve years, but left it permanently to become a full time journalist.
He first appeared at television in 1978, by entering the
...more
More about Miguel Sousa Tavares...

Share This Book

No trivia or quizzes yet. Add some now »

“Alguém dissera um dia que se podia viver sem tudo, menos água e comida, mas que viver sem livros e sem música não seria o mesmo que viver.” 7 likes
More quotes…