Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “A Filha do Barão” as Want to Read:
A Filha do Barão
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Read Excerpt

A Filha do Barão

by
4.32  ·  Rating details ·  85 Ratings  ·  41 Reviews
Quando D. João tece a união da sua única filha, Mariana de Albuquerque, com o seu melhor amigo - um inglês que investiga o potencial comercial do vinho do Porto -, não prevê a espiral de desenganos e provações que causará a todos. Mariana tem catorze anos e Daniel Turner vive atormentado pela sua responsabilidade para com a amante. Como se não bastasse, o exército francês ...more
Paperback, Large Print, 580 pages
Published January 21st 2014 by Marcador
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about A Filha do Barão, please sign up.

Be the first to ask a question about A Filha do Barão

Community Reviews

(showing 1-30)
filter  |  sort: default (?)  |  Rating Details
Célia Loureiro
Ontem consegui terminar a leitura do meu mais novo. Há algum tempo recebi alguns comentários de um leitor a propósito da reflexão que fiz após o término da leitura do Demência, que podem consultar aqui (https://www.goodreads.com/review/show...). Na sua opinião, não cabe ao escritor opinar sobre o livro. Na minha, tentando abstrair-me da criação do livro, é justo que possa vestir a pele do leitor e julgar uma obra. Não posso fingir que a veja completamente de fora, mas há um meio-termo confortáve ...more
Carla Soares
Dec 18, 2014 rated it really liked it
Não sei se o pouquinho que lhe falta para chegar às 5 estrelas se deve ao livro, ou à lentidão da minha leitura, que me rouba sempre alguma fruição... ou talvez seja por ter a traição como um dos temas centrais - para além de Mariana e do momento histórico - e este não ser o meu tema favorito.

É na verdade um belo livro, com uma excelente integração no momento histórico e um enredo desenvolvido com muita coerência e uma mestria que, na Célia, está sempre a crescer. Vale muitíssimo a pena ler, com
...more
Arttemizza
Jan 28, 2014 rated it it was amazing

A escrita? Ao contrário do que senti a quando a leitura do outro livro, achei que este tinha uma escrita bastante simples, fluída e ao mesmo tempo cativante com o uso de diversas expressões da época, que nos incentivam a ler num ápice.

O enredo? (Sou uma amante do romances históricos e normalmente só consigo satisfazer esta minha paixão na literatura estrangeira, tirando o livro “Alma Rebelde” da Carla Soares que gostei bastante, ainda não tinha encontrado outro livro de um autor português que es
...more
Rosana Maia
Apr 06, 2014 rated it it was amazing
Shelves: owned-read
“A Filha do Barão” foi o primeiro romance histórico que me atrevi a ler. E confesso que foi uma óptima escolha para começar. Tenho vindo a ler com mais frequência livros de autores portugueses. No entanto, a verdade é que nunca nenhum dos que li me lembrou tanto o que é ser português e o quão bom é sê-lo. No fim da leitura deste livro, ficou em mim uma sensação de orgulho e de agradecimento para com a Célia Loureiro. E vou reforçar o que nos diz a sinopse deste livro: aqui têm “um romance histór ...more
Carina Rosa
May 24, 2013 rated it it was amazing
Dou cinco estrelas a um livro quando considero que não lhe falta nada, nem uma boa escrita, nem interesse e emoção num bom enredo que nos leva a ler a história de um sopro. «A Filha do Barão» merece-o. É um romance bem delineado, sem pontas soltas: um bom enredo, com bons personagens e uma pesquisa histórica interessante e contada de forma leve, sem maçar o leitor.
A escrita da Célia já me era conhecida e nunca tive dúvidas quanto ao seu talento, mas confesso que não consigo encontrar semelhança
...more
Maria João
Dec 31, 2014 rated it it was amazing
Shelves: meu, 2015
Bem nem sei bem o que diga... aquele final matou-me.

Adorei. por diversos fatores. O primeiro os factos históricos novos que aprendi. Acho que um histórico só está bem escrito quando nos ensina algo e tenho muito o hábito de depois ir pesquisar mais acerca da época e se realmente é como escreveram e neste caso isso aconteceu.

Depois a escrita, para quem como eu acompanha esta autora desde o Demência, nota-se o amadurecimento, a forma como faz as descrições. Muito bom.

E depois a trama em si, nem se
...more
Margarida
Nov 07, 2013 rated it it was amazing
É o segundo livro desta autora que leio, embora com uma temática distinta. Tratando-se de um romance histórico passado no século XIX, uma das épocas que mais gosto, tinha garantido um bom percurso de leitura. Não me desiludi, as horas que passei na leitura foram bem empregues.
Gostei de conhecer o Norte de Portugal pelas palavras da autora, o contexto do século XIX e das Invasões Francesas, o vinho do Porto e os ingleses que habitavam o Porto que ambicionavam riquezas com o seu comércio... as per
...more
Andreia Silva
Mariana de Albuquerque, filha do barão D.João, casa, com catorze anos, com o fidalgo inglês, Daniel Turner, indo de encontro ao acordo que este fez com o barão, em troca de uma propriedade vinhateira onde o inglês pretende apostar como negócio.

É notória a pesquisa exaustiva por parte da autora. Os pormenores, quer politicos, quer sociais, quer linguisticos da época, estão tão claro e tão bem descritos que até parece que temos espartilho no peito e sombrinha na mão.

Mariana é uma personagem femini
...more
Maria
Feb 24, 2014 rated it really liked it
Gostei bastante deste livro. Comecei devagarinho e confesso que não me entusiasmou inicialmente mas conforme fui avançando na sua leitura, apaixonei-me pelas personagem e só queria ler para saber o que ia acontecer depois. O enquadramento histórico torna a história bastante interessante. O final deixa-me água na boca, queria saber mais... Só não dou 5 estrelas porque no inicio me custou a arrancar e porque o livro é grande, não o podia levar debaixo do braço e tinha de o ler só ao fim do dia :) ...more
Ivonne
Não é surpresa nenhuma dar esta cotação; 5* e acho que são poucas.
Não esperava que o livro tivesse continuação, não obstante pertencer originalmente à Série do Vinho. Assim, o final deixou-me... com o coração pesado. E isto é um eufemismo.
Em breve, uma opinião mais completa - e ressalvo que tudo o que possa vir a dizer será pouco, muito pouco...
Opinião aqui: http://epifania-de-letras.blogspot.pt...
Sandra Melo
Jan 14, 2014 rated it it was amazing
Shelves: favorites
Parabéns Célia, não tenho muito jeito para escrever opiniões, livro fantástico. E a Mariana, ah Mariana, adorei esta personagem. Obrigada por me dares a conhecer o meu Porto. Parabéns Célia, conseguiste arrebatar-me.
David Pimenta
Jan 14, 2014 rated it really liked it
Crítica a ser lida aqui: http://bit.ly/1Ej9tpm

Célia Correia Loureiro lançou a terceira obra, A Filha do Barão , pela editora Marcador no início de 2014 e marcou a estreia dos Livros RTP. Das mãos da escritora portuguesa é dado a conhecer a história portuguesa na época de invasão das tropas de Napoleão Bonaparte como cenário da história de amor entre os protagonistas Mariana de Albuquerque e Daniel Turner. Trata-se de primeiro livro de uma saga histórica planeada por Célia Loureiro.

A Filha do B
...more
Helena
Mar 15, 2014 rated it really liked it
Este foi um livro ganho no blogue Tertúlias à Lareira. Provavelmente não me chegaria às mãos de outra forma, quer por uma questão de gosto - o título/capa/sinopse levar-me-iam a pensar que seria mais dado ao romantismo do que à concretização histórica (e em termos de romances, que me lembro, só costumo ler os de Joanne Harris, enquanto assumido guilty pleasure)-, quer por questões monetárias - talvez o conseguisse por troca, nunca se sabe. Foi neste contexto que, após avistar várias opiniões pos ...more
Inês Montenegro
Este foi um dos romances históricos que mais gosto me deu ler nos últimos tempos. Ambientado no Portugal que teve de lidar com as invasões francesas, a pesquisa histórica feita pela autora nota-se pelo contexto, pelos comportamentos e diálogos das personagens, e pelos detalhes que são dados aquando as descrições. Sem fazer uso do afamado infodump, a autora consegue transmitir ao leitor o que ele precisa de saber, ao mesmo tempo que torna a época histórica importante e significativa para o enredo ...more
Cátia
Jan 26, 2014 rated it really liked it
4 estrelas, porque não o li com a mesma intensidade dos outros livros da celia :) mas obrigada por não me fazeres desistir, és uma óptima escritora celia, e gosto muito do teu trabalho, fico a aguardar o próximo, na fila 1a fila :)
Vera Neves (Sinfonia dos Livros)
Jul 04, 2014 rated it really liked it
Shelves: emprestados
4,5*****

Acabou assim???? :O
Célia
Admito o meu preconceito em relação a autores portugueses “desconhecidos”. Não sei explicar muito bem de onde vem, mas talvez tenha algo a ver com a escolha frequente do que vem de fora em detrimento do que é feito cá dentro, em vários quadrantes da nossa sociedade. Sem eu querer, isto acaba por se refletir nas escolhas de leitura que faço, ainda que de forma algo insconciente (a este propósito, recomendo a visualização do último Só Ler Não Basta, onde se falou de autores portugueses e desta que ...more
Poli
Dec 18, 2014 rated it really liked it
Primeiramente agradeço à Rosana Maia pois soube da existência deste livro aquando da sua "rating".
Esta obra tem de facto aspetos excelentes (daí as minhas 4*) mas tem também outros que, para quem como eu se embrenha na leitura a ponto de se esquecer do mundo que a rodeia na altura em que está a ler, são um pouco irritantes.
Não querendo ofender ninguém, mas sem conseguir encontrar outra maneira de dizer o que penso sem ser frontalmente, vou começar por aí pois penso que isto teria sido evitado co
...more
Liliana Pinto
Oct 25, 2013 rated it it was amazing
Shelves: 5, leituras-2014
Já li este livro há bastante tempo e, por isso, a sua história está um pouco esbatida. Mas lembro-me bem das emoções que senti ao ler o livro.

O inicio foi um pouco tremido. Foi complicado introduzir-me na história. Mas à medida que as páginas iam passando eu ia ficando cada vez mais agarrada e ansiosa pelo final. Aquele final. Que desilução... Será que vai haver continuação? Espero bem que sim!

Mariana é uma criança. Não há outra palavra para a descrever. É uma criança nas atitudes, naquilo que
...more
Carla  (cbr)
May 16, 2014 rated it it was amazing
Shelves: read-2014, all-r
Que livro fantástico!

Encantei-me não só pelas personagens do livro mas sobretudo com a riqueza da história e com a maturidade de escrita da jovem autora. Por momentos senti-me a ler uma obra de Maria João Lopo de Carvalho ou mesmo José Rodrigues dos Santos.

Fiquei sem dúvida grande fã da Célia Loureiro!

Muitos parabéns por esta obra prima!
ClaudiaR
3.5*

Tive muitas dúvidas sobre a classificação que deveria dar a este livro.
Se por um lado achei a escrita e a parte histórica excelentes, por outro, não consegui criar empatia com vários personagens e, mesmo o Daniel e a Mariana, que me estavam a agradar tanto, seguiram caminhos que me fizeram ter vontade de parar de ler.
Jaqueline Miguel
Jan 30, 2014 rated it really liked it
Nem sei como expressar a minha gratidão para com a editora Marcador por me ter enviado este belíssimo livro. Limito-me a dizer: Obrigada!
Já tinha ouvido falar de outro livro desta escritora magnífica, mas ainda não tinha tido oportunidade de ler nenhum. E que sorte que tive de poder ler um assim que saiu. Melhor que tudo, um romance histórico!
Contado na terceira pessoa, mas revelando com detalhe os pensamentos, desejos e receios das personagens, este livro envolveu-me completamente no mundo de 1
...more
Fátima
Jan 15, 2014 rated it it was amazing
Apesar de o Goodreads ter a classificação máxima de 5 estrelas, nas minhas anotações privadas tenho a categoria 6 estrelas, que dou aos livros que considero realmente especiais. E não são muitos...
Este A Filha do Barão é um 6 estrelas bem grande!!
Adorei as personagens, a história, a forma minuciosa como a autora nos contava e descrevia tudo (a certa altura parecia que estava a ver o filme na minha cabeça).
Torci pelo amor da Mariana e do Daniel, a certa altura já torcia pelo Gustave, depois já an
...more
Ana Mafalda
Feb 20, 2014 rated it it was amazing
Obra maravilhosa. Prende-nos desde as primeiras páginas, faz-nos sorrir, corar e até revoltar! Enfim proporciona-nos um turbilhão de emoções. Transporta-nos totalmente para a época e permite-nos viver parte da nossa História. Adorei! Aguardo a continuação :)
Evalunasylva
Jun 04, 2014 rated it really liked it
4,5
Leonor
Jan 17, 2014 rated it it was amazing
Estava na dúvida entre dar 4,5 ou 5 estrelas ao livro, optei pelas 5 :) Review para breve!

Review [Spoiler alert]:

(view spoiler)
...more
Joana Almeida
May 24, 2014 rated it it was amazing
Shelves: favourite-books
Qualquer pessoa que me conheça bem, sabe que eu adoro romances históricos e que quando começo a ler um livro bom, não consigo parar. Apesar do tamanho deste livro, eu comecei a ler num dia à noite e acabei de ler no dia a seguir (com pausas para trabalhar)!
Conheci este livro quando recebi um e-mail da editora com as novidades. Embora eu esteja mais habituada a ler autores estrangeiros, a sinopse deste livro cativou-me e eu decidi que tinha de o ler! E ainda bem!
Agora em relação às impressões q
...more
Isabel
Jun 26, 2014 rated it really liked it
Este livro chegou a mim muito bem recomendado e logo a mim, que adoro romances históricos. A verdade é que me "viciou" como já não acontecia há algum tempo. Andei com o livro para todo o lado e "perdi" horas de sono, só porque não conseguia parar de ler.
D. João cativou-me desde o início prendendo-me para saber como viveria os seus dias. Sorri a cada passagem sobre o Porto e sobre o Norte.
Ao contrário de mitas criticas que leio, não foi a heroína que me apaixonou, mas sim a sua Nuna e Daniel.
As p
...more
Ana Filipa
Jun 19, 2012 rated it it was amazing
Demorei a ler este livro porque senti que precisava entrar a fundo na história, não pelas personagens, não pela autora, não pelo cenário, apenas por mim. No final não soube bem que misto de emoções se apoderavam de mim.
Um livro que nos conduz ao nosso passado tão difícil de ignorar. Um Portugal invadido pelos Franceses. Um Imperador com demasiada vontade de se apoderar de tudo e todos. Adorei a Mariana, a garra dela, a sua aura, o seu feitio, a sua maneira de ser. Só mesmo lendo é que podemos s
...more
« previous 1 3 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • O Cavalheiro Inglês
  • Inverno de Sombras
  • Perguntem a Sarah Gross
  • D. Teresa
  • O Espião Português
  • O Tempo dos Amores Perfeitos
  • Debaixo de Algum Céu
  • Marquesa de Alorna
  • Os Livros Que Devoraram O Meu Pai
  • A Viela da Duquesa
  • Verão Quente
  • A Filha de Ísis (As Memórias de Cleópatra, Parte 1/3)
  • Galveias
  • Os Pilares da Terra, Volume I
  • O Homem de Constantinopla (Kaloust Sarkisian, #1)
  • O Teu Rosto Será o Último
  • O Retorno
  • Alabardas
5355571
Célia Correia Loureiro nasceu em Almada, em 1989. Licenciou-se em Informação Turística pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, mas garante que a sua vocação é a escrita. Desde cedo começou a contar histórias através de ilustrações. Aos doze anos leu o seu primeiro romance e, desde aí,
não parou de ler nem de escrever. Com algumas obras terminadas, apresenta-se aos leitores através d
...more
More about Célia Correia Loureiro...

Share This Book

“- Menti, pois é verdade – desabafou, sem no entanto se dar ares de vítima – um homem pode conquistar o mundo, começar uma guerra, defrontar outras nações, estabelecer-se em novos continentes. Mas uma mulher está destinada a ser a sua sombra e a gerar-lhe outras sombras e eu nem isso parecia talhada para fazer.” 3 likes
“No entanto era o Vimeiro que não lhe saía da cabeça…
O fumo dos mosquetes em disparos contínuos, apenas atrasados pelo recarregamento da pólvora. Os gritos de homens cujos projécteis se lhes iam alojar no ombro. As balas de metralha a silvar-lhes sobre as cabeças. As barbas dos portugueses, já de si escurecidas, manchadas de sangue. Os olhos e as palavras atabalhoadas dos homens de farda castanha que, completamente despreparados para a violência, tinham tombado.
E ele vencera – a facção dele, anglo-saxónica, vencera. Vencera e os outros tinham retirado do campo de batalha, deixando-os a mexericar nos bolsos dos soldados que estavam desfigurados, a tentar interceptar alguma missiva importante que algum transportasse ou, simplesmente, como é muito natural ao homem, a tentar distinguir o reluzir de ouro aqui ou ali. Algumas correntes e relógios de patentes mais elevadas fizeram o dia aos vitoriosos, que voltaram a montar valorosamente os seus corcéis e partiram do campo de Batalha, com o brande em mente e o sangue pregado ao linho das camisas.
Quanto a ele, continuava a ver a areia do solo árido de verão a espumar ao contacto do sangue quente. Via olhos vítreos e ouvia últimos sopros. Um soldado francês tinha-se-lhe agarrado ao braço e murmurara, apenas, o nome da provável noiva antes de se deixar morrer. Melhor assim, ou um qualquer inglês lhe dispararia uma última bala entre os olhos, que era também o que era esperado de si. Agoniado com o massacre, de boca seca e perguntando-se como poderia Napoleão enviar homens para aquele triste fim… deu-se conta de outra questão. Que faria, efectivamente, a Inglaterra ali? Porquê prestarem-se àquele desconforto, àquela bestialidade, para cumprirem uma velha aliança? Não haveria uma segunda intenção em toda essa generosidade?”
1 likes
More quotes…