Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “A Ilustre Casa de Ramires” as Want to Read:
A Ilustre Casa de Ramires
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

A Ilustre Casa de Ramires

3.88  ·  Rating details ·  901 Ratings  ·  60 Reviews
Nesta obra, Eça conta a história de Gonçalo Mendes Ramires, nas suas relações familiares, no seu convívio social, nos seus entusiasmos e nas suas inexplicáveis reacções.
O romance desenrola-se em dois planos que caminham paralelamente. Num, feito de idealismo, projecta-se o tradicionalismo romântico: romance histórico; no outro, com o sentido do realista, perpassa a vida co
...more
312 pages
Published February 2004 by Editorial Presença (first published 1900)
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about A Ilustre Casa de Ramires, please sign up.

Be the first to ask a question about A Ilustre Casa de Ramires

Community Reviews

(showing 1-30)
Rating details
Sort: Default
|
Filter
Luís C.
This novel tells the story of a provincial gentleman, Gonçalo Ramires, descended from a noble family before the formation of the kingdom.
While succeed humiliating episodes of his life, Gonçalo writes a historical novel that recounts the illustrious deeds of their medieval ancestors.
Thus, along with the episodes narrated, reflections on the history of Portugal - symbolized in the genealogy of the Ramires family - and of a political nature (for example, when Gonçalo appears integrated in the Regen
...more
Carmo
Dec 29, 2012 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: portugal, my-bib
O último livro escrito por Eça de Queirós talvez não seja o melhor da sua vasta obra, mas mantém à semelhança dos anteriores as características que imortalizaram o autor.
Narrativa primorosa quer em termos de vocabulário quer de conhecimento histórico, as milenares proezas dos Ramires vão sendo desvendadas pelo membro mais novo da longa geração - Gonçalo Ramires - ” ele que nascera com a falha, a falha de pior desdouro, essa irremediável fraqueza da carne, que, irremediavelmente, diante do perig
...more
Sérgio
Jan 30, 2018 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Publicado no Literatura à Solta, disponível em
http://literaturaasolta.blogspot.pt/2...

Devo muito a Eça de Queirós. Os Maias foram o primeiro clássico que li. Foi este livro que despertou o meu afincado interesse pelos clássicos da literatura. Sempre mantive a aclamada obra-prima de Eça como aquela que me era mais cara, entre a sua produção. Contudo, é com espanto que afirmo que A Ilustre Casa de Ramires conseguiu ultrapassar, embora não o significado, pelo menos o deleite que Os Maias me proporc
...more
Luís Miguel
Nov 14, 2014 rated it really liked it
A fase posterior da carreira de Eça é tida como a sua mais optimista e madura. Com efeito, “A Ilustre Casa de Ramires”, na sua aura de despedida, é uma excelente nota de partida, assinada em tons de esperança.

Gonçalo Mendes Ramires é o fidalgo de linhagem mais antiga em Portugal – a casa de Ramires precede até o reino – no entanto, pouco tem de equiparável aos seus ilustres antepassados. É em paralelo com a novela sobre Tructesindo Ramires, onde exalta os feitos do seu avô distante em estilo de
...more
Mafalda Fernandes
3.5*

Cada vez estou mais convencida que os livros do Eça valem a pena ler até ao fim. Pois as falas finais das personagens costumam ser o ponto no i da história.

Citação da última página do livro, não que seja um spoiler muito grande, mas pode condicionar a leitura. (view spoiler)
...more
Caroline
Sep 07, 2017 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: hispanic
I don’t have time for a full review, but I did enjoy this later novel of Eça de Queirós. It is a very political novel with almost no literal politics in it. There is certainly an election that is the spring of the plot, but the real politics is an allegory that mirrors contemporary events: the decline of Portugal from its heyday, and its impotence as an imperial power against the big guns, in particular Great Britain (see the afterword).

It’s also a solid meta work with a 'novel within the novel'
...more
João Miranda
Dec 01, 2017 rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: 4-stars, favorite
Eça, Eça, que final precipitado! Toda a calma nas viagens entre passado e presente, o vagar nos dias perdidos no ambiente rural, e chegas ao fim com tanta pressa.
Felisberto
Classificando-o como interessante, este livro, principalmente na recta final, é bem representativo de Eça de Queirós.

O paralelismo "romance realista-romance histórico" parece-me bem trabalhado ao longo da obra, sendo perceptíveis as intenções de diferenciação e destaque de ambos os estilos mas sem as comuns anulações/sobreposições que poderiam prejudicar a estrutura da obra. Todavia, no que respeita ao deleite da leitura, o romanceado realista de Gonçalo Mendes Ramires imbuído do romanceado hist
...more
Daniela Reis
Eça de Queirós é um dos mais importantes e conhecidos nomes da literatura portuguesa. A sua obra mais conhecida e aclamada é Os Maias, publicada em 1888.

Do escritor, apenas tinha lido O Crime do Padre Amaro e gostei da crítica que encontrei. A Ilustre Casa de Ramires é então o segundo livro que leio do autor e não gostei tanto. Publicada em 1900. Foi escrito de forma paralela, ou seja, existem várias histórias a decorrer ao mesmo tempo.

Temos por um lado a história de Gonçalo Mendes Ramires, um f
...more
Cristina Gaspar
2.5*. Não sou conhecedora da obra de Eça, no entanto este livro não me deslumbrou. De início morado e com palavreado confuso não motivou a leitura. Apesar de ser uma excelente crítica social à época (e sempre actual), as personagens e o desenrolar da história não me fascinou... vou continuar a ler as obras do autor, na esperança de que sejam mais interessantes!
Felipe Oquendo
Dec 20, 2017 rated it it was amazing  ·  review of another edition
“A Ilustre casa de Ramires” é o décimo quarto romance de Eça de Queirós, cujos doze capítulos foram originalmente saídos na Revista Moderna, do Porto, no ano de 1900. E muitos críticos de gabarito entendem que este é um dos melhores, se não o melhor, romance do escritor português.

O enredo do livro, tomado sob os aspectos objetivos, é bastante simples: durante 11 capítulos, acompanha o período de mais ou menos um semestre na vida do fidalgo Gonçalo Mendes Ramires e de seus amigos, parentes, vizin
...more
Claudia
O livro que menos gosto do Eça.
Fernando Ferreira
Dec 14, 2013 rated it really liked it
Magnífico. Eça de Queirós, em "A Ilustre Casa de Ramires", faz um delicioso retrato do Portugal novecentista, decadente e submisso, ao descrever a vida, os sonhos, desejos e frustrações do último herdeiro - Gonçalo Mendes Ramires - duma das mais antigas, senão a mais antiga, Casas do Reíno - a Casa dos Ramires.
Eça desenvolve a narrativa tomando como mote, como fio condutor, o processo de amadurecimento do Fidalgo da Torre que, de jovem vaidoso, fútil, covarde e tremendamente inconstante nas suas
...more
Débora Viegas
Oficialmente, não consigo não amar um livro do Eça. Rei da ironia construtiva e cómica, Eça consegue tirar um retrato ao Portugal do final do século XIX, no qual conseguimos ver várias semelhanças com a nação da actualidade.

O que não falta na leitura da obra são momentos deliciosos. No entanto, gostava muito de partilhar um dos melhores momentos, na minha opinião, onde é comprovada a semelhança do Portugal de então com o de agora. Este episódio ocorre mesmo no final da obra, quando alguns dos am
...more
Rita
Oct 30, 2017 rated it liked it  ·  review of another edition
Shelves: n-portugal
Esta leitura não começou, nem acabou, da melhor forma. Há muito tempo que não lia algo que me aborreceu mais do que satisfez. Achei tudo muito confuso, lia duas páginas e já não me lembrava do que estava para trás.
As personagens também não ajudaram em nada:
Gonçalo Ramires é detestável, oh fidalgo decadente, chato, incoerente, interesseiro, e nem a sua regeneração me convenceu.
Titó, António Vilalobos é uma personagem divertida.
André Cavaleiro um arrogante e oportunista, mais uma personagem dete
...more
Virgilio Machado
A Ilustre Casa de Ramires é um romance de clara dicção realista no qual Eça de Queirós tenta sintetizar na figura de Gonçalo as fraquezas e as grandezas de Portugal, fazendo de seu destino pessoal uma “alegoria” daquilo que lhe parecia ser a única saída possível para os impasses e contradições de um país outrora tão poderoso (Idade Média e Renascimento), e hoje (final do século XIX) tão decaído. Na trajetória pessoal de Gonçalo nós encontramos uma interpretação corajosa da alma portuguesa contem ...more
António Conceição
Eça é um escritor urbano. Com a acção a decorrer na província, uma província que não é mais do que a reprodução em escala lavradora de uma Lisboa também profundamente provinciana, «A Ilustre Casa de Ramires» é uma obra menor que obedece a uma receita de ironia e realismo decadente que Eça dominava na perfeição. Não deslumbra. Apenas cumpre.
A ideia de uma novela histórica dentro da novela realista não foi bem conseguida.
Stacia
Feb 23, 2018 rated it it was amazing  ·  review of another edition
Goncalo Ramires can be infuriating but also so charming & unintentionally funny that I fell in love with this book. A wonderful "classic" story that will appeal to many. Highly recommended when you're in the mood for a piece of classic literature. ...more
José Borges
Dec 14, 2017 rated it it was amazing  ·  review of another edition
O segundo capítulo é um desafio à nossa preserverança mas no fim é puro Eça. E ali está, Gonçalo Mendes Ramires é Portugal. Porventura será mesmo o personagem mais desenvolvido e completo de toda a obra literária do autor.
Isabel
Que deleite!

Como sempre, Eça é o rei da ironia e das minhas gargalhadas nas viagens de metro. Nunca um livro me mostrou tão claramente o mundo da política portuguesa (no século XIX, é certo, mas com tantas semelhanças com a atualidade).

"(...) A generosidade, o desleixo, a constante trapalhada nos negócios, e sentimentos de muita honra, uns escrúpulos, quase pueris, não é verdade?... A imaginação que o leva sempre a exagerar até à mentira, e ao mesmo tempo um espírito prático, sempre atento à r
...more
António Ferreira
Apr 08, 2012 rated it really liked it  ·  review of another edition
Eça de Queirós era um brilhante observador e um atento critico e caricaturista da sociedade portuguesa. Este livro mostra de forma bem clara essa veia, tanto mais que o final é explícito e confirma as desconfianças que nos vai suscitando com o desenrolar da trama. Mostra-nos também a sua riqueza literária, só um grande escritor consegue ter esta capacidade, acabei de ler e senti que aprendi muito com esta leitura. O primeiro capítulo custou-me muito, assim como a história secundária que se desen ...more
Inês Montenegro
O início desta obra começou por me desiludir um pouco – uma Casa de renome (acompanhada por uma pormenorizada descrição do espaço físico da mesma), um drama familiar romântico que se encontra no passado mas com indícios de ainda não estar terminado, um jantar onde o protagonista discute política… Temi ter uma repetição d’ “Os Maias”.
Felizmente, os meus receios desvaneceram-se – “A Ilustre Casa de Ramires” não é a reprodução da tão conhecida obra do autor. Trata-se de um romance independente, ond
...more
Tiago
Jul 07, 2014 rated it liked it
Shelves: expedit
Com alguma experiência em leituras de Eça, confesso que este não foi um dos livros mais entusiasmantes... A caricatura de "D." Mendes Ramires é exagerada, demasiado paradoxal... o que tira alguma coerência ao romance, ainda que Eça a tente justificar. Apesar de muitos pontos comuns com as diversas obras (paralelismo entre casa Nobre e Portugal, o jovem arrivista/ambicioso, o conflito rural/cidade...), esta tem um caráter original no retrato da Nobreza arruinada de Bragança, na reflexão sobre os ...more
Pedro da Silva Mesquita
Mais uma excelente obra do grande Eça. Um livro que retrata e critica principalmente a classe politica e social do seculo XIX, e que ainda hoje é actual... A transformação interior do protagonista é cheia de vontade de transformar a pessoa e um verdadeiro chamado para mudar Portugal. Um verdadeiro chamado para a acção e que hoje ainda é tão actual, não ficar de braços cruzados e agir e conquistar o que queremos...
Danielroffle
May 13, 2011 rated it really liked it  ·  review of another edition
Ok, o romance histórico dentro do livro é um pouco chato, e a mensagem anti-citadina mais confusa do que n'"A Cidade E As Serras" (talvez também seja essa uma das razões porque o prefiro), mas há algo de glorioso, triste mas solarengo nesta obra tardia do velho Eça. Não curtes, faz melhor.
Miguel
Feb 27, 2016 rated it liked it
Shelves: fiction
Portugal está morto. Viva Portugal!
Lénia
Nov 13, 2012 rated it liked it  ·  review of another edition
Shelves: 2014
3,5*

Não dou 4 estrelas unicamente porque achei um pouco aborrecida a parte da narração dos actos heróicos do antepassado Ramires... De resto, crónica e metáfora brilhantes.
Sofia Gonçalves
As votações do Clube dos Clássicos Vivos, para os meses de Novembro-Dezembro elegeram o clássico " A Ilustre casa de Ramires". Decidi que ia participar nas leituras desse mês, porque tenho em mente há vários meses que devia ler mais clássicos portugueses, pois verdade seja dita, ler clássicos estrangeiros e não conhecer os do meu país, faz me sentir um pouco inculta. Contudo, não são livros que me chamem muito a atenção, à primeira vista. Por isso, sabia, que tendo em vista a leitura em conjunto ...more
Tiago Rocha
Aug 19, 2017 rated it really liked it
«— Tem muita raça! - exclamou o «Titó», levantando a cabeça. - E é o que o salva dos defeitos... Eu sou amigo de Gonçalo, e dos firmes. Mas não o escondo, nem a ele... Sobretudo a ele. Muito leviano, muito incoerente... Mas tem a raça que o salva.
– E a bondade, sr. António Vilalobos! - atalhou docemente padre Soeiro. - A bondade, sobretudo como a do sr. Gonçalo, também salva... Olhe, às vezes há um homem muito sério, muito puro, muito austero, um Catão que nunca cumpriu senão o dever e a lei...
...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • A Queda dum Anjo
  • Uma Família Inglesa
  • Eurico, o presbítero
  • Mau Tempo no Canal
  • A Confissão de Lúcio
  • Húmus
  • A Sibila
  • Bichos
  • Sinais de Fogo
  • O Delfim
  • O Livro de Cesário Verde
  • Clepsydra: Poemas
  • Sonetos
  • Folhas Caídas
  • Rio das Flores
  • Manhã Submersa
  • Histórias da Terra e do Mar
721 followers
José María Eça de Queirós was a novelist committed to social reform who introduced Naturalism and Realism to Portugal. He is often considered to be the greatest Portuguese novelist, certainly the leading 19th-century Portuguese novelist whose fame was international. The son of a prominent magistrate, Eça de Queiroz spent his early years with relatives and was sent to boarding school at the age of ...more
More about Eça de Queirós
“Com cuidado, o Bento desenrolara o frasco, estendendo sobre o mármore da cómoda o pergaminho duro, onde a letra do século XVI se encarquilhava amarela e morta. E Gonçalo, abotoando o colarinho:
- Ora aí está o que eu levo preciosamente, para deslindar o foro de Praga! Um pergaminho do tempo de D. Sebastião... E só percebo mesmo a data, mil quatrocentos... Não, mil quinhentos e setenta e sete. Nas vésperas da jornada de África... Enfim, serviu para embrulhar o frasco.”
2 likes
More quotes…