Clóvis de Barros Filho


Born
Brazil

Average rating: 3.91 · 920 ratings · 81 reviews · 15 distinct worksSimilar authors
A Filosofia Explica as Gran...

by
3.87 avg rating — 247 ratings — published 2013 — 5 editions
Rate this book
Clear rating
A Vida Que Vale A Pena Ser ...

by
4.12 avg rating — 210 ratings — published 2010 — 2 editions
Rate this book
Clear rating
Felicidade ou morte

by
3.88 avg rating — 137 ratings2 editions
Rate this book
Clear rating
Somos todos canalhas

by
3.80 avg rating — 83 ratings — published 2015 — 2 editions
Rate this book
Clear rating
O Executivo e o Martelo: Re...

by
3.50 avg rating — 24 ratings — published 2013 — 2 editions
Rate this book
Clear rating
Em Busca de Nós Mesmos

by
4.13 avg rating — 16 ratings
Rate this book
Clear rating
O que move as paixões

by
3.85 avg rating — 13 ratings3 editions
Rate this book
Clear rating
Corrupção: Parceria degener...

by
3.86 avg rating — 7 ratings — published 2014
Rate this book
Clear rating
Ética na Comunicação

4.20 avg rating — 5 ratings — published 2008 — 2 editions
Rate this book
Clear rating
Inovação E Traição - Um Ens...

4.50 avg rating — 2 ratings — published 2017
Rate this book
Clear rating
More books by Clóvis de Barros Filho…

Upcoming Events

No scheduled events. Add an event.

“As verdades que você busca, as tais essências, tão importantes para a sua vida, não estão perambulando pelo mundo. Mas já se encontram em você. Na lembrança de sua alma. Desde sempre.”
Clóvis de Barros Filho, A vida que vale a pena ser vivida

“Portanto, o mal que nos faz ter arrepios, ou seja, a morte, é nada para nós, a partir do momento que, quando vivemos, a morte não existe. E quando, ao contrário, existe a morte, nós não existimos mais. A morte, portanto, não se refere a nós, nem quando estamos vivos, nem quando estamos mortos, porque para os vivos ela não existe, e os mortos, ao contrário, não existem mais. Os outros, por sua vez, fogem por vezes da morte como do pior dos males; outras vezes a procuram como alívio das desgraças da vida. O sábio, ao invés, nem rejeita a vida, nem teme o não viver mais; com efeito, a vida não lhe é molesta, e ele também não crê que a morte seja um mal (EPICURO. Carta a Meneceu).”
Clóvis de Barros Filho, A vida que vale a pena ser vivida

“Com ideias absolutamente verdadeiras na mão, colocaremos desejos e frustrações no seu devido lugar. Porque buscaremos o que é indiscutivelmente bom. E se nossos apetites não estiverem de acordo, terão que se conformar. A vida valerá tanto mais a pena ser vivida quanto menos o corpo e seus apetites derem as cartas.”
Clóvis de Barros Filho, A vida que vale a pena ser vivida



Is this you? Let us know. If not, help out and invite Clóvis to Goodreads.