Sónia Felgueiras’s Profile

Sign in to Goodreads to learn more about Sónia.





Cemitério de Pianos
Rate this book
Clear rating

 
Fúria Divina
Rate this book
Clear rating

 

Sónia's Recent Updates

Sónia Felgueiras is now friends with Adélio Neto
33116401
17161274
Havia muitos miúdos-a-caminho-de-trabalharem-na-empresa-do-pai, muitos artistas-até-se-desiludirem, muitos perdidos, muitos activistas-de-algo-que-só-eles-conheciam, muitos deslocados, muitos existencialistas e muitos neo-qualquer-coisa.José Luís Peixoto
Hoje Não by José Luís Peixoto
Hoje Não
by José Luís Peixoto (Goodreads Author)
Rate this book
Clear rating
Sónia Felgueiras wants to read
Folclore Íntimo by Valter Hugo Mãe
Rate this book
Clear rating
Sónia Felgueiras wants to read
Quatro Tesouros by Valter Hugo Mãe
Rate this book
Clear rating
Sónia Felgueiras wants to read
As Mais Belas Coisas do Mundo by Valter Hugo Mãe
Rate this book
Clear rating
Sónia Felgueiras wants to read
O Nosso Reino by Valter Hugo Mãe
Rate this book
Clear rating
Sónia Felgueiras wants to read
O Filho de Mil Homens by Valter Hugo Mãe
Rate this book
Clear rating
Sónia Felgueiras wants to read
A Máquina de Fazer Espanhóis by Valter Hugo Mãe
Rate this book
Clear rating
Rosa, Minha Irmã Rosa by Alice Vieira
Rate this book
Clear rating
More of Sónia's books…
José Luís Peixoto
“Havia muitos miúdos-a-caminho-de-trabalharem-na-empresa-do-pai, muitos artistas-até-se-desiludirem, muitos perdidos, muitos activistas-de-algo-que-só-eles-conheciam, muitos deslocados, muitos existencialistas e muitos neo-qualquer-coisa.”
José Luís Peixoto, Minto Até ao Dizer que Minto

José Luís Peixoto
“Amor. Amor. Amor, gostava de dizer esta palavra até gastá-la ainda mais. Amor, gostava de dizer esta palavra até perder ainda mais o seu sentido. Amor. Amor. Amor, até ser uma palavra que não significa nem sequer uma ilusão, uma mentira. Amor, amor, amor, nem sequer uma mentira, nem sequer um sentimento vago e incompreensível. Amor amor amor, até ser nem sequer uma palavra banal, nem sequer a palavra mais vulgar, nem sequer uma palavra. Amoramoramor, até ao momento em que alguém diz amor e ninguém vira a cabeça para ouvir, alguém diz amor e ninguém ouve, alguém diz amor e não disse nada. Sozinho, diante da campa. O amor é a solidão.”
José Luís Peixoto, Uma Casa na Escuridão

Vera
3,420 books | 208 friends

Adélio ...
0 books | 15 friends

Ana Per...
4 books | 13 friends

Fabíola...
54 books | 112 friends

Barbara...
92 books | 26 friends

Jordão ...
1 book | 46 friends

José-Luís
9 books | 67 friends

André C...
0 books | 22 friends

More friends…
Livro by José Luís PeixotoCemitério de Pianos by José Luís Peixoto
Leituras de 2011 - Portugal
1,933 books — 195 voters



Polls voted on by this member