Reviewers/revisores de textos discussion

Jane Eyre
This topic is about Jane Eyre
15 views
Leitura de Livros > Jane Eyre ( Contém spoilers!)

Comments (showing 1-10 of 10) (10 new)    post a comment »
dateDown arrow    newest »

Maria (Maryaha) | 199 comments Mod
O que falar deste livro?

Tem tanta coisa para se dizer que nunca nada é suficiente. Tive conhecimento deste livro através duma adaptação ( muito bem feita, por sinal) da BBC.

Adorei completamente a história! Li-o em portugês e até o tenho em inglês mas ainda não tive coragem de o começar a ler.

Apesar de muitas pessoas criticarem a escrica da Charlotte Bronte eu amei. Prendeu-me na história desde o início ao fim, e teve muitas reviravoltas. Adorei o facto do Edward Rochester ter enganado a Jane vezes sem conta a fingir que se ia casar com a outra só para ver a reacção dela. O ponto clímax foi quando estavam a falar e ele declarou-se. Adorei a personalidade forte dela, de não acreditar nele.
Ainda me lembro mais ou menos das frases, quando ela dizia que achava que ele estava a mentir.. Foi um espetáculo.

Então quando ela foge.. Pensei que o meu coração ia parar. Não consegui gostar do primo dela pois ele, mesmo estando apaixonado, prendia o amor a sete ferros para ir ser missionário. Compreendo-o e ao mesmo tempo não consigo entender.

Outro ponto alto é quando Jane, já na casa dele, no fim, lhe entrega o tabuleiro.
Adoro, e repito, a sua personalidade. O facto de o abandonar depois e ir dormir deixando o pobre Edawrd, transfigurado e no sofá, a querer saber mais sobre ela.

Para mim o fim é muito bom, com ele a recuperar a vista.

É um dos meus livros preferidos, talvez até do meu top10.


message 2: by Cata (new) - added it

Cata | 33 comments a minha review deste livro:
A vida nem sempre é fácil. Por vezes é fonte de grande sofrimento, noutras é fonte de inebriável alegria. E a vida de Jane Eyre reflecte isso mesmo.

Jane Eyre perdeu os pais muito nova e foi morar com Mrs Reed e com os filhos desta. Mrs Reed não gostava de Jane e foi deveras cruel, se bem que em termos de crueldade o seu filho , John Reed, conseguiu superá-la. Após uma série de acontecimentos, Jane é enviada para um colégio interno em Lowood e pensa finalmente ter encontrado alguma paz, mas depressa chega à conclusão que não será assim. Lowood é dirigido por um sujeito avarento com ideias extremistas no que concerne à humildade e religião, e como tal as condições em Lowood são precárias. Mas nem tudo é ruim: Jane conhece a sua primeira amiga –Helen Burns- e Miss Temple, uma professora que Jane adora e idolatra. Depois de um surto de febre tifóide no qual muitas alunas acabam por perecer, as condições em que as pessoas vivem em Lowood são tornadas conhecimento público e a partir daí as coisas começam a melhorar. Jane permanece lá, primeiro como aluna e depois como professora até ao dia em que Miss Temple casa e vai-se embora. Nessa altura Jane decide que está na hora de sair de Lowood e recomeçar noutro lugar. E é assim que acaba em Thornfield como perceptora de Adèle, uma menina de dez anos, e conhece aquele que virá a ser o seu grande amor: Mr Rochester.

Thornfield anda rodeado de mistério, especialmente no que concerne à pessoa que vive fechada no 3º andar. Quem é ela? Porque está trancada? Porque é que ninguém fala dela? Uma casa misteriosa, com um dono misterioso...

Mr Rochester é um personagem inteligente, intrigante e imprívisivel devido às suas alterações de humor: num momento mostra-se rude, noutro revela um lado mais humano e terno; num momento ignora completamente Jane e noutro revela extrema curiosidade relativamente a esta. No entanto, logo se torna claro que Rochester nutre sentimento mais profundos relativamente a Jane, sentimentos esses que são correspondidos. Ambos são caracterizados como sendo feios, mas devido ao seu carácter é fácil para nós, enquanto leitores, esquecermo-nos disso e tomá-los e imaginá-los como sendo belos.

Depois de alguns jogos e artimanhas por parte de Rochester, ambos confessam os seus sentimentos e acabam ficando noivos. Mas Mr Rochester tem um segredo obscuro que é revelado à última da hora e que acaba por fazer com que o casamento não se realize. Após estes acontecimentos, Jane foge de Thornfield e volta a passar por maus bocados, mas nem por isso se deixa abater.

É então que conhece St John Rivers e as suas irmãs de quem se torna próxima. Mais tarde acaba por receber uma herança e descobrir que é familiar dos Rivers o que a faz extremamente feliz. Mas Jane não consegue esquecer o seu grande amor e após ter recebido uma espécie de sinal divino parte à sua procura descobrindo Thornfield em ruínas. Jane não tarda a descobrir o que aconteceu em Thornfield, bem como o paradeiro de Rochester. Também fica a saber que Rochester não está nas melhores condições físicas, o incêndio em Thornfield deixou-lhe marcas permanentes. Mas o amor de Jane por Rochester não tem limites e já sabem o que se diz: “o amor supera todas as barreiras”. Após tanta dor e sofrimento, o casal consegue ter o seu final feliz.

Para além do lado romântico, este é um livro que nos permite ter uma visão da sociedade da época, com as suas crenças, religião, o papel do status social e as suas nuances, mas sem dúvida que foi a parte do romance e da história de vida de Jane que me conquistaram. Não é costume gostar tanto de romances (embora, para ser honesta, ainda não tenha lido muitos), mas este é sem dúvida dos melhores que já li, superando mesmo, na minha opinião, “Orgulho e Preconceito” de Jane Austen.

Depois de ter lido o livro fiquei com uma vontade imensa de rever a adaptação(mini-série de 4 episódios) que a BBC fez em 2006 e de ver o filme que saiu o ano passado, apesar da pequenas alterações que sempre existem em tais casos e do risco de, agora que li o livro, me vir a desiludir.

Recomendo-o vivamente a quem ainda não o leu.

----/----------------------------

mas,claro, há opiniões muito contraditórias relativamente a este livro :x


Maria (Maryaha) | 199 comments Mod
Catarina wrote: "a minha review deste livro:
A vida nem sempre é fácil. Por vezes é fonte de grande sofrimento, noutras é fonte de inebriável alegria. E a vida de Jane Eyre reflecte isso mesmo.

Jane Eyre perdeu o..."


A adaptação da BBC está extremamente bem feita, garanto-te. Uma das melhores que já vi, e as personagens retratam bem, quer física, quer psicologicamente as personagens do livro.


message 4: by Cata (new) - added it

Cata | 33 comments Maria wrote: "Catarina wrote: "a minha review deste livro:
A vida nem sempre é fácil. Por vezes é fonte de grande sofrimento, noutras é fonte de inebriável alegria. E a vida de Jane Eyre reflecte isso mesmo.

J..."


já tinha visto. Vou revê-la (ainda não tive tempo :S)


message 5: by Liliana (new)

Liliana | 34 comments Eu também vou arranjar a minisérie. Li o livro em Inglês, e é deveras difícil, com as expressões da época... Mas o trabalho valeu a pena.


Maria (Maryaha) | 199 comments Mod
Quais é que é a vossa personagem preferida?

Acho que de todas (incluindo a Jane) adoro o Edward Rochester.


message 7: by Liliana (new)

Liliana | 34 comments Também eu :)


Maria (Maryaha) | 199 comments Mod
Liliana wrote: "Também eu :)"

O que achaste do livro?


message 9: by Liliana (new)

Liliana | 34 comments Já li há muito tempo devia ter 11/12 anos... Tenho de o rever, adorei a vida complicada que ela teve. O medo, e adorei a cena do reencontro dos 2. Não e lembro dos pormenores... A idade pesa lol


message 10: by Cata (last edited May 19, 2012 10:04AM) (new) - added it

Cata | 33 comments Maria wrote: "Quais é que é a vossa personagem preferida?

Acho que de todas (incluindo a Jane) adoro o Edward Rochester."


gosto mais do Rochester


back to top

unread topics | mark unread