Natacha Martins's Reviews > A Sombra do Vento

A Sombra do Vento by Carlos Ruiz Zafón
Rate this book
Clear rating

by
3313230
's review
Feb 26, 10

bookshelves: 2010
Read from February 22 to 26, 2010 — I own a copy

A Sombra do Vento é o nome do último livro que Julián Caráx escreveu e, A Sombra do Vento de Carlos Ruiz Zafón conta a história de Julián Caráx.
Daniel Sempere, um rapaz de quase 11 anos, é levado pelo pai ao Cemitério dos Livros Esquecidos, numa noite em que acorda aflito por não conseguir recordar do rosto da mãe que morrera anos antes. Nessa biblioteca fantástica onde entra, é-lhe permitido levar um livro que deverá proteger da destruição e impedir que caía no esquecimento. Daniel escolhe o livro de Julián Carax, lê-o todo nessa mesma noite e o livro afecta-o de tal forma que, a curiosidade sobre o autor leva-o a entrar numa aventura que lhe mudará a vida para sempre. Assim se inicia este livro encantador, porque outra palavra não me ocorre para o descrever.
A história desenrola-se entre 1945 e 1966, período durante o qual conhecemos Daniel Sempere, um rapaz sonhador e inocente. Pessoalmente esta é a personagem do livro que menos me disse, embora seja a principal... Achei-o um pouco infantil e por isso algumas das coisas que fez pareceram-me pouco credíveis, além de que, o fascínio que sentia por toda e qualquer personagem feminina que se cruzava com ele me irritou um pouco. A adolescência é uma fase complicada, eu sei... :p Talvez o livro não tenha sido excepcional para mim exactamente porque não criei empatia com esta personagem, nem com o par romântico que lhe calha em sorte. No entanto, existem outras personagens que se revelaram bem mais interessantes, como o Fermín Romero de Torres, homem vivido e meio louco que se torna amigo de Daniel e o ajuda nas investigações sobre Julián Caráx, o próprio Julián Carax é uma personagem por quem sentimos alguma empatia, bem como pela sua amada Penélope, até o pai de Daniel, embora seja uma personagem que não participe tanto na história é mais consistente que Daniel. Por último é impossível não sentir pavor de alguém como o Inspector Fumero e como a criatura dantesca que é Laín Coubert.
O livro é muito sombrio, onde o autor expõe os sentimentos menos nobres das pessoas como, o desejo de vingança, a cobardia, o despeito, a inveja, a traição e a pura maldade. Em quase todas as cenas a noite está a cair e chove copiosamente e, por isso o livro deixa-nos sempre com uma sensação de tristeza e de algum desespero por não haver sol e dessa forma uma réstia de esperança de que tudo acabará bem. Está cheio de desencontros e tragédias, de amores sofridos, a lembrar o Amor de Perdição do Camilo Castelo Branco, embora a linguagem seja outra, obviamente.
Resumindo, é um livro que começa muito bem, para o meio comecei a achá-lo menos bem conseguido (alguns clichés literários) e que na realidade não me trouxe nada de muito novo, em termos de história. Gostei muito do ambiente criado, gostei do Cemitério dos Livros Esquecidos (lugar e conceito fascinante), gostei da maneira como ele montou o puzzle e, embora tivesse preferido um outro final, a história prende e lê-se com gosto e gostei de algumas personagens mas, confesso que estava à espera de mais.
Likeflag

Sign into Goodreads to see if any of your friends have read A Sombra do Vento.
Sign In »

Reading Progress

02/23/2010 page 145
28.6% "Até agora tem sido muito bom... Acho que vai ser daqueles que vou sentir pena por chegar ao fim!"
02/24/2010 page 308
60.75% "Entrou numa fase menos encantadora, mas mesmo assim está a ser um livro bom."
02/25/2010 page 450
88.76% "Alguns clichés, mas estou curiosa para saber no que vai dar."

No comments have been added yet.