Fábio Ventura's Reviews > The Warlord of the Air

The Warlord of the Air by Michael Moorcock
Rate this book
Clear rating

by
3229627
's review
Sep 20, 10


Com a chancela da Saída de Emergência, chega-nos o primeiro livro de uma trilogia do aclamado autor britânico Michael Moorck, vencedor de um Nebula Award, dois World Fantasy Award e três prémios da British Fantasy Society. “O Senhor da Guerra dos Céus” foi publicado em 1971 (seguiram-se “The Land Leviathan” e “The Steel Tsar”) e é uma das provas de como este autor é um grande nome da Fantasia e Ficção Científica mundiais.
O livro começa com a recuperação de Michael Moorcok (supostamente o avô do autor) numa remota ilha do Índico. Certo dia, trava conhecimento com um vagabundo que chega de barco. Acreditando que é um viciado em ópio, ouve a sua mirabolante história de vida. Ele é Oswald Bastable, um soldado britânico do início do século XX que numa das suas missões na Índia é surpreendentemente atirado para o futuro, mais precisamente para 1973. Mas esse futuro alternativo, polvilhado por grandes dirigíveis que dominam os céus, é muito diferente do esperado. O mundo vive um clima de paz duradoura baseado no poderio inglês. Porém, depressa Bastable se vê confrontado com uma realidade dura e escondida pela força ocidental. Apesar de se ver envolvido numa conspiração anarquista, o soldado é novamente engolido pelas correntes de tempo e atirado para uma vida sem destino certo.
Devo confessar que o livro foi uma surpresa. Não sendo leitor assíduo de ficção científica e não estando familiarizado com a obra do autor, fiquei assustado pela capa pouco apelativa. Mas bastou ler as páginas iniciais para perceber que “O Senhor da Guerra dos Céus” é uma excelente obra.
Apesar de ter sido publicado em 1971, a linguagem é bastante acessível e, talvez devido à tradução, adapta-se perfeitamente a uma leitura mais casual. Michael Moorcok tem o dom de criar mundos e personagens complexos, mas a leitura é tão agradável que é notória a facilidade com que o faz. Tanto as descrições dos locais como a caracterização das personagens estão excelentes e o leitor é imediatamente envolvido por elas.
A história segue uma estrutura básica dos clássicos de aventuras, mas é igualmente empolgante. Bastable é o típico herói que é atirado para uma série de situações que lhe são estranhas, mas mantendo as suas virtudes e força. É uma personagem bastante sólida e é muito fácil gostar dele. É enriquecida pelas várias personagens secundárias com quem toma contacto, algumas delas personagens históricas que seguiram outro destino (Reagan, Lenine, Mick Jagger, etc.).
O aspecto mais interessante desta obra é a facilidade com que transpomos as suas metáforas para os dias de hoje. Com uma mente visionária e uma certa intenção moralista, Moorcock baseou-se no contexto sócio-político da altura para criar o seu próprio futuro alternativo. No entanto, alguns desses aspectos são encontrados nos dias de hoje: o falso clima de paz, o domínio dissimulado das grandes potências mundiais, a opressão das velhas colónias, a anarquia, entre outros.
Talvez o que vai desagradar mais aos leitores seja a rapidez com que o autor resolve cada conflito na história. Bastable salta de situação em situação sem que sejam fornecidos muito detalhes sobre a sua resolução. Todavia, estas passagens forçadas acabam por estar de acordo com a própria “maldição” do protagonista, uma vez que ele está condenado a viajar de forma quase aleatória pelo tempo.
“O Senhor da Guerra dos Céus” é um título recomendável a qualquer fã de ficção científica ou de histórias de aventuras. É uma obra intemporal e um importante marco na literatura do género. No meu caso, vou aguardar ansiosamente pela tradução dos restantes livros da trilogia. Perdido no Tempo, será que Bastable irá algum dia aparecer na nossa era?


(Opinião publicada no blog Bela Lugosi is Dead)
likeflag

Sign into Goodreads to see if any of your friends have read The Warlord of the Air.
sign in »

No comments have been added yet.