Lady Entropy's Reviews > My Big Fat Supernatural Honeymoon

My Big Fat Supernatural Honeymoon by P.N. Elrod
Rate this book
Clear rating

by
7368944
's review
Jan 08, 12

Read in September, 2010



My Big Fat Supernatural Honeymoon é o segundo volume de uma série que começou com My Big Fat Supernatural Wedding (que eu descobri durante um dos meses temáticos na FNAC). MBFSW era tudo o que fantasia urbana tinha de bom: romance, loucura, conceitos inovadores (um deles pôs-me à procura da autora online, a ver se ela tinha usado o conceito num livro. Não tinha). Havia alguns "gajos estabelecidos" como o Jim Butcher a procurar novos leitores, metendo contos baseados nas suas séries mais conhecidas, mas nenhum dos contos deles me convenceram, porque não procure nada deles para ler. Fiquei agradavelmente surpreendida pelo conto "Tacky" de Charlene Harris (um dos meus preferidos), mas, não sei porquê, acabei por não procurar mais nada dela.

MBFSW baseia-se na loucura que é um casamento prestes a acontecer... quando multiplicado pelo facto que um (ou mais) dos conjugues são bichos sobrenaturais, ou têm familiares sobrenaturais; enquanto MBFSH vai mais longe e trabalha com o conceito da Lua-de-Mel de duas criaturas estranhas. Ambos foram editados pela poderosa P N Elrod que ganhou o meu respeito quando descobri que era mulher e tinha escrito I, Strahd: Memoirs of a Vampir e I, Strahd: the War with Azalin, que ainda considero dos melhores livros baseados num mundo de jogo (Dungeons & Dragons).

Enquanto MBFSW é tudo o que de melhor Fantasia Urbana tem para oferecer... MBFSH... não é. Não é que seja o pior que a Fantasia Urbana tem para oferecer, mas os contos são simplesmente... desinteressantes. Comparado com a voracidade que li o volume 1, o 2 foi morno, forçando-me a virar as páginas. É possível que o próprio tema não seja o melhor, visto que o Casamento em si envolve muita gente e muita possibilidade de desgraça, logo diversão e loucura. A Honeymoon só envolve o casalinho e beijinhos e fazer muito amor de manhã, ao almoço e ao jantar. E à sesta. Portanto, a maioria dos contos começava da mesma maneira, e tinha o mesmo desenvolvimento - ao contrário do vol. 1.

O único conto que se destaca é o Where The Heart Lives da Marjorie Liu, que acabou por pecar por ser muito apressado para poder ser concluído, mas que gostei muito e conseguia ver como novela: passando-se (aparentemente) no século passado, uma rapariga é enviada para a casa de uma mulher estranha para trabalhar e descobre que na floresta existe uma noiva aprisionada, roubada no dia do seu casamento pelos Sidhe. A história é um pouco melancólica e agridoce, o que resulta maravilhosamente bem.

No entanto, todas as outras histórias me deixaram ou "meh" ou irritada,e estou cada vez mais convencida que:

- O Jim Butcher devia ser levado lá para fora e abatido, porque o Harry Dresden é uma SECA e já não aguento mais as auto projecções do autor para o personagem principal.

- A Lillith St. Croix tem uma obsessão por mulheres pequenas e que dão porrada. JÁ PERCEBEMOS QUE GOSTAS DE HEROÍNAS BAIXINHAS! Irra. Todas as personagens dela são o mesmo: baixinhas, arrogantes\cabras (e por algum motivo os homens adoram-nas), e dão porrada sempre mesmo que (no caso desde livro) sejam uma analista de sistemas.

Em suma, não vale o dinheiro. A evitar.
E até a PN Elrod é aborrecida no seu conto de vampiro detective nos anos 20, apesar do divertidissimo "All Shook Up" do primeiro volume.
likeflag

Sign into Goodreads to see if any of your friends have read My Big Fat Supernatural Honeymoon.
sign in »

No comments have been added yet.