Virgilio Machado's Reviews > A Relíquia

A Relíquia by Eça de Queirós
Rate this book
Clear rating

by
4654189
's review
Feb 05, 12

it was amazing
Recommended for: Everybody, older than 13
I own a copy, read count: 1

[...] Eça serve-se da ironia e da sátira, mais subtis e delicadas, como é visível em A Relíquia, narrativa do homem português do século XIX, deformado por via feminina através de uma educação cristã que, para além de não o preparar para as realidades práticas da vida, lhe nega e confunde impulsos básicos, contaminando-o com valores que ele não é capaz de encontrar num mundo onde o amor humano é efémero e o amor divino pouco credível, e parecendo dotá-lo de uma retórica grandiloquente pouco adequada a esse contexto. Trata-se, no fundo, de, mais uma vez, traçar o retrato daquela que, segundo Jacinto do Prado Coelho, é a grande personagem latente da obra de Eça: Portugal.

A Relíquia. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012. [Consult. 2012-02-06]. Disponível na www:

A Relíquia, publicada em 1887, é um dos livros mais irreverentes de Eça de Queirós (1845-1900), o grande mestre da prosa realista-naturalista em Portugal e um dos maiores estilistas de nossa língua. Sem nenhum favor, Eça é hoje reconhecido e apreciado, mesmo fora do âmbito de nossa literatura, como o principal responsável pela definição do moderno idioma português e como um dos grandes precursores do romance do século 20.

Rogério Hafez

Ler mais: http://vestibular.uol.com.br/ultnot/l...

A Relíquia é um romance que consegue atingir o seu objetivo principal de criticar a sociedade lisboeta através de sua temática principal da inutilidade da hipocrisia. Esta é vista como juízo moral que parece prevalecer por um curto período na memória do próprio narrador, que acaba deixando-se levar pela força desagregadora da moral e da índole para afirmar que lhe faltou por um único momento o heroísmo de pregar mais uma mentira carregada de convicção para que tivesse obtido sucesso em sua suma hipocrisia. É essa crença na mentira que parece conduzir toda uma sociedade ao declínio e que representa nitidamente o estado de decadência da sociedade lusíada da segunda metade do século XIX. Ao contrário dos romances da terceira fase de Eça de Queirós, nos quais percebe-se um certa esperança vinda do interior, esse romance é marcado por um forte pessimismo, já que nem mesmo o declínio pelo qual passou, serviu profundamente ao protagonista de lição moral. Seu verdadeiro arrependimento não decorre de sua ação imoral tornada objetivo de vida, mas de não ter tido a coragem de continuar a mentir no momento em que a sua farsa foi revelada. Ao descortinar a verdade que se escondia por trás da falsa beatice de Teodorico, Eça revela mais do que a falsidade, o cinismo e a hipocrisia do personagem, mas uma sociedade moralmente desgastada e em rápido ritmo de declínio, uma vez que estabelece o interesse económico como fundamental ao respeito e ao cumprimento dos desejos de uma beata seca e mal amada, porém rica.

Ler mais: http://www.passeiweb.com/na_ponta_lin...
flag

Sign into Goodreads to see if any of your friends have read A Relíquia.
Sign In »

No comments have been added yet.