Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “Uma Casa na Escuridão” as Want to Read:
Uma Casa na Escuridão
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Uma Casa na Escuridão

by
3.92  ·  Rating Details  ·  639 Ratings  ·  51 Reviews
«Então, fechei os olhos com força e fixei-me no que via. Esta era uma das coisas que fazia desde pequeno, que tinha descoberto por acaso e que imaginava ser eu a única pessoa a fazer no mundo. Fechava os olhos e via. Via o que se vê com os olhos fechados (...) Isto é o que se vê quando fechados os olhos e continuamos a ver: a cor negra e os pequenos seres de luz que a habi ...more
Paperback, 1ªed, 251 pages
Published October 2002 by Temas e Debates (first published 2002)
More Details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about Uma Casa na Escuridão, please sign up.

Be the first to ask a question about Uma Casa na Escuridão

Os Maias by Eça de QueirósAuto da Barca do Inferno by Gil VicenteFelizmente Há Luar! by Luís de Sttau MonteiroFrei Luís de Sousa by Almeida GarrettA Lua de Joana by Maria Teresa Maia Gonzalez
Livros Portugueses - O que já li...
139th out of 946 books — 335 voters
Catching Fire by Suzanne CollinsThe Hunger Games by Suzanne CollinsMockingjay by Suzanne CollinsThe Girl with the Dragon Tattoo by Stieg LarssonThe Shadow of the Wind by Carlos Ruiz Zafón
Leituras de 2012 - Portugal
264th out of 2,079 books — 199 voters


More lists with this book...

Community Reviews

(showing 1-30 of 1,140)
filter  |  sort: default (?)  |  Rating Details
Carmo
Jul 13, 2016 Carmo rated it liked it
Shelves: portugal, bib-p
Livro duro, de uma tristeza imensa . Escrita poética e musical. Frases de encantar e arrepiar. As palavras de Peixoto são portentosas, cheias. Palavras prenhes de sentimentos , palavras com a doçura da amizade e túmidas de amor, palavras brutas de violência e cortantes de crueldade, palavras húmidas de lágrimas e torcidas de agonia, palavras vazias de esperança e plenas de sofrimento, palavras que nos invadem, soterram e asfixiam.
Os dois últimos capítulos foram de um horror inacreditável, mas si
...more
Cathy
Jan 31, 2012 Cathy rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: lusofona, social
Esta é a história de um escritor que traz o amor e a morte no peito. E os mortos: o pai, a escrava madalena e ela – a que ele ama. E fora do amor e da escuridão de uma casa povoada de gatos, há a morte que mais tarde irromperá portas a dentro, impiedosa e brutal. E há o resto do mundo: o medo, o sofrimento e a solidão que estão por todo o lado e se juntam no peito das pessoas. Perante o horror do mundo, o escritor começa por se refugiar em si mesmo, no amor que traz no coração e na mão que treme ...more
Sofia Teixeira
Oct 19, 2015 Sofia Teixeira rated it really liked it  ·  review of another edition
Este foi o primeiro livro que li de José Luís Peixoto e foi quase sem querer. Estava na casa do meu afilhado e ao passar pela sua estante deparei-me com Uma Casa na Escuridão, entre outros, mas um qualquer impulso fez-me pegar nele e pedi-o emprestado. Isto numa altura em que tinha imensos livros da rentrée literária que queria ler... Ainda assim, acredito que cada obra literária tem o seu timing, que existem livros que querem ser lidos em certas alturas e não quando nós queremos. Gosto quando s ...more
Ricardo Lourenço
Jul 28, 2010 Ricardo Lourenço rated it really liked it
José Luís começou a escrever Uma Casa na Escuridão em 2001, denotando-se uma forte influência dos atentados terroristas de 11 de Setembro do mesmo ano, assim como do consequente clima de guerra no Iraque, algo que o monótono ambiente em que a narrativa se inicia não torna visível, pelo menos temporariamente. É nesta aparente calma que o escritor, personagem principal, vê nascer dentro de si uma mulher que para sempre irá amar. Uma mulher que não só preenche a sua vida como se torna o tema centra ...more
Miguel
Dec 28, 2013 Miguel rated it really liked it
Angústia é o sentimento que nos mora durante o livro inteiro, pois José Luís Peixoto instala-nos um funeral na alma. Uma Casa na Escuridão, terceiro romance do autor, é uma obra sombria, mórbida e desconcertante, que não cativa o leitor e faz com que este deseje o fim da história próximo.
Declarado vencedor de prestigiosos prémios e detentor de um talento profundo, Peixoto não agrada a plateia toda e muitos são os que se levantam por o assento lhes parecer desconfortável.
Este livro excede-se nas
...more
Nelson Zagalo
Aug 26, 2015 Nelson Zagalo rated it really liked it  ·  review of another edition
Shelves: literature
"Uma Casa na Escuridão" é mais um trabalho académico de Peixoto em que claramente experimenta com a arte literária e procura dar forma a novas ideias, novos mundos, novas configurações do sentimento na forma de texto. Mas se o consegue fazer, e bem, fá-lo à custa do sacrifício do leitor. Nesse sentido parece-me que este livro teria muito mais a ganhar se versado na forma de poema, a metáfora e a forma serviriam bem melhor a expressão do sentir do autor. Ao tentar verter tudo isto para um romance ...more
Felisberto
Sep 17, 2012 Felisberto rated it it was amazing  ·  review of another edition
Shelves: 2012, favorites
Para mim, ler este livro e este escritor, são sempre uma “dificuldade prazerosa”. Necessito de um tempo oportuno, ao qual consiga dedicar-me, aguentando o que sei que a leitura será e me trará. É especial o José Luís Peixoto. Como o próprio refere numa das suas personagens: fiquei exausto com a leitura deste livro. Uma Casa na Escuridão, com detalhes ensaísticos e poético e filosóficos profundos, é especial. Não é uma compra ou um roubo ao escritor, é uma partilha connosco, leitores, é nosso tam ...more
João Roque
Oct 03, 2014 João Roque rated it really liked it
Shelves: narrativa
José Luís Peixoto é um autor difícil, muito hermético e com o qual eu tenho uma relação de leitor/escritor nada fácil.
Ainda não li um livro dele que me "enchesse as medidas"; este esteve lá perto, pois devo reconhecer que é belíssima a forma como JLP manuseia as palavras, conquistando-nos nesse aspecto plenamente.
Mas esta história é de um realismo tão depressivo, é tão, tão crú que custa a ler e aceito perfeitamente que muita gente não o suporte e o abandone a meio.
Eu vou sempre até ao fim e aq
...more
Ana
Feb 25, 2012 Ana rated it really liked it
Já iniciei e apaguei esta review várias vezes. Este não é um livro fácil. Não é fácil de descrever. Não é fácil de ler. Não é fácil de avaliar. De uma forma algo estranha, senti ao ler as páginas deste livro, aquilo que sinto sempre que vejo um filme de David Lynch, mais importante do que o que estamos a ler/ver é o que sentimos e a forma como sentimos, como se os nossos próprios sentimentos e a história pessoal de cada um de nós completassem os espaços em branco.

É o primeiro romance que leio d
...more
Pedro Caetano Carvalho
Este livro é o livro mais macabro e cruel que li, e deve ser o livro mais macabro e cruel que alguém já escreveu, no entanto, a crueldade, a crueza e a maldade fazem deste romance um livro especial. O escritor, José Luís Peixoto, conseguiu a minha curiosidade para os seus outros romances, também muito aplaudidos.
Se este livro é tão bom, porque lhe dei eu só quatro estrelas? Pelo sofrimento todo que o autor me causou! Apesar de ser um livro bom, todos aqueles momentos em que o meu coração aperta
...more
Filipa
May 28, 2015 Filipa rated it it was ok  ·  review of another edition
Gosto bastante do autor, José Luís Peixoto, e até meio deste livro deliciei-me com a escrita e a poética do seu texto. Mas a verdade é que nao consegui sequer acabar de ler tal foi a brutalidade e "delírio" em que a narrativa entrou que não consegui avançar por mais que me tenha forçado a isso. Uma desilusão enorme pois na verdade inicialmente prometia ser um livro e tanto...

Não consegui dar uma estrela porque de facto não está mal escrito mas não gostei mesmo nada deste livro com muita pena mi
...more
Elisabete Teixeira
Sep 01, 2013 Elisabete Teixeira rated it it was ok
Dos livros que li de José Luís Peixoto este foi o que menos gostei. É uma história plena de sofrimento, de dor e de morte, praticamente do princípio ao fim. Para concluir que o amor é impossível? Talvez seja uma interpretação redutora que faço, mas não percebo a necessidade de tanta violência gratuita.
Não aconselho a pessoas sensíveis e a quem não queira ler contextos de alguma morbidez.
Jaime Manso
Jan 16, 2013 Jaime Manso rated it it was amazing
Excelente.
Surpreendente.
Se inicialmente percorria o livro com uma certa decepção, depresa se dissipou mediante tal volta e desenlace na história.
Um escritor dos nossos dias que vai, concerteza ficar na história.
Joana Margarida
Dec 31, 2012 Joana Margarida rated it really liked it  ·  review of another edition
Numa palavra: sofrimento. Numa frase: "O amor é impossível". Dolorosamente belo.
Sílvia Tavares
May 07, 2016 Sílvia Tavares rated it really liked it
Eu adorei este livro! Sinceramente nem sei por onde começar, nunca gostei muito de livros de autores portugueses mas mudei completamente de ideias depois de ler esta magnifica obra. É uma obra onde todos podemos obter uma interpretação diferente e isso é a essência de um livro, dar ao leitor asas para interpretar.
Desde o amor à escuridão é a viagem que fazemos neste livro, e acreditem será a melhor viagem que poderão fazer. Só a escrita de Peixoto já nos deixa com vontade de devorar o livro é o
...more
Pequete
May 04, 2011 Pequete rated it did not like it
Shelves: emprestados
Bem escrito, mas mórbido e escabroso. Detestei.
David Pimenta
Esta crítica literária é feita ao fim de 182 páginas. Não aguentei mais ler esta Casa na Escuridão do José Luís Peixoto, depois de tanta violência, ambiente negro, desgraças em torno da personagem principal deste livro. Lia umas dez páginas durante um dia e desistia pela sensação que me transmitia e a incapacidade para continuar a leitura.

Uma Casa na Escuridão, o terceiro livro de José Luís Peixoto, foi publicado em 2002 depois do escritor ter recebido o prémio José Saramago um ano antes com o
...more
Mady
Sep 29, 2012 Mady rated it it was ok
This was my first book from this Portuguese writer. As usual I had no preconception as to what this would be about and had not read anything from him before, not even the chronicles he writes for different newspapers and magazines.

My first impression of this book was very positive: his use of Portuguese language is very beautiful, the images he creates are captivating, though the story is difficult to figure out (I can easily imagine that he also writes poetry). However, at some point beautiful
...more
Paula
Sep 30, 2012 Paula rated it really liked it
Shelves: favourite
Quando li esse livro pela primeira vez em 2010, nada conhecia sobre o autor. Havia lido todos os livros da Inês Pedrosa e amado e procurava na livraria mais literatura portuguesa para ler quando encontrei "Uma Casa na Escuridão" e resolvi arriscar. A narrativa de José Luís Peixoto era poética, mas bem diferente dos textos da Inês. Comecei a ler intrigada, sem saber muito bem onde aquela história ia chegar. Fui grifando trechos do livro já desde o início, seja porque eram poéticos e de imensa be ...more
Sandrine Sousa
Jul 15, 2016 Sandrine Sousa rated it really liked it
Deste livro, apenas tinha lido a sinopse que o acompanha. Sabia que seria um livro escuro, mas nunca imaginei ler o que li.
Foi um livro arrepiante que retrata um mundo impossível; uma destruição do mundo real e uma passagem para outro mundo, que mais parece o inferno sobre a terra.
Houve passagens que me custaram ler, pela estranheza, pelos factos descritos... Li páginas de olhos fechados para o que estava a acontecer. Foram momentos estranhamente vividos a sós com a história e com as personage
...more
Joana Marta
Jul 02, 2013 Joana Marta rated it it was amazing  ·  review of another edition
Tinha este livro em casa, sendo a minha mãe super viciada neste escritor ainda tenho uns poucos na estante para ler do autor que são dela. Quando peguei neste ela disse-me logo que não, que não ia gostar, que para ela tinha sido o que menos tinha gostado e só não tinha desistido a meio porque pronto, era o José Luís Peixoto.

Isto dito, adorei o livro, o livro é macabro por assim dizer, com um enredo cheio de descrições cruas e detalhadas, e esta escrita é fenomenal!
Beatriz Canas Mendes
O registo deste livro não tem nada que ver com o dos outros livros que já li do JLP. Por um lado, houve partes de que gostei menos, mas "Uma Casa na Escuridão" ser radicalmente diferente de todos os outros romances do JLP veio ainda dar mais razões para ele ser um dos meus escritores favoritos, senão O Favorito.
Esta é uma história muito triste, melancólica e angustiante do início ao fim. Quando parece haver uma réstia de luz e esperança, é apenas ilusão que as palavras do JLP nos trazem. Este li
...more
Ricardo Baptista
Feb 10, 2012 Ricardo Baptista rated it liked it  ·  review of another edition
Recommended to Ricardo by: André Nóbrega
Um livro sobre amores impossíveis que levam a tragédia e a morte com um sentido muito próprio que não é o mesmo que o da nossa "realidade". Na repetição excessiva a poesia dentro da prosa perde o seu contorno dramático e cansa-nos.
Francisco Duque
Nov 12, 2015 Francisco Duque rated it really liked it  ·  review of another edition
"Ser feliz por momentos é algo que não se deve ter vergonha. Momentos que o fim torna ridículos. A felicidade, como o amor, é um sentimento ridículo. Mas a felicidade, como o amor, só é ridícula quando vista de fora. A felicidade são momentos que, no seu presente fugaz, são mais fortes do que todas as sombras, todos os lugares frios, todos os arrependimentos. Ser feliz em palavras que, durante essa respiração breve, mudam de sentido. E nem forma do mundo é igual: o sangue tem a forma de luz, as ...more
Susanne schreibtwas
"Aber langsam verwandelte die Zeit alles in Zeit. Das ist die Erklärung für die Ewigkeit. Langsam verwandelt die Zeit alles in Zeit. Hass verwandelt sich in Zeit, Liebe verwandelt sich in Zeit, Schmerz verwandelt sich in Zeit. All die Themen, die wir als höchst abgründig, als absolut unfassbar, als absolut dauerhaft und unabänderbar betrachten, verwandeln sich langsam in Zeit."

Ich habe den Autor José Luis Peixoto im letzten Jahr, während meines Aufenthaltes in Lissabon aus Anlass des Disquiet In
...more
Débora Contente
Apr 08, 2014 Débora Contente rated it really liked it
Este é um livro que dói.

"Num instante, a que davam toda a atenção dos sentidos, o olhar dele passava pelo rosto dela; depois, noutro instante, o olhar dela passava pelo rosto dele. E paravam com os olhos em lado nenhum, e, recordando, reconstruíam os rostos um do outro dentro de si, e viam-nos livremente na memória, até ao momento em que o tempo começava a desfazê-los e em que precisavam de olhá-los novamente para poderem novamente recordá-los e reconstruí-los dentro de si." (p.108-109)

"Ser feli
...more
Soraia Ferreira
Jul 03, 2012 Soraia Ferreira rated it it was amazing
Genial
Javier Del Águila mejía
Jan 27, 2016 Javier Del Águila mejía rated it it was amazing
Bello, de una lírica sobrecogedora, como leer un poema de casi 300 páginas en el que se suceden la belleza y la desesperación, el amor y el dolor, la esperanza y la desdicha, todas tomadas de la mano, distintas y necesarias las unas en las otras, no siempre contrapuestas. Consigue transmitir, en mitad de una mensaje aparentemente desdichado, toda la fuerza de la esperanza y el amor.
Francisco Mota
Aug 05, 2016 Francisco Mota rated it really liked it
Este livro acabou por me deixar de "rastos".
A escrita de José Luís Peixoto é de uma beleza imensa... uma prosa poética cheia de magia.
Em certa medida, acaba por contrastar com a dureza e crueldade deste livro.
O mundo, a ter um final, pode ter nesta obra uma profética descrição.
Carolina Viegas
Jan 10, 2013 Carolina Viegas rated it really liked it
A minha citação favorita:

"Após cada frase, parava e ouvi-a linda na memoria. Ela era o texto. Cada palavra a dizia, cada palavra era o nome dos seus gestos e de tudo o que em si era belo. Ela era o sentido das palavras. Nem sequer terra, nem sequer céu, estrelas, noite. Existia para lá do que podemos tocar ou entender. Ela era aquilo que existia, porque era sentida por mim. Existia dentro de mim e existia no texto para quem o lesse. Existia porque existia, porque existia para ser sentida. As noi
...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 37 38 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • Para onde vão os guarda-chuvas
  • Sonetos
  • Para Sempre
  • O Bom Inverno
  • O Filho de Mil Homens
  • No Meu Peito Não Cabem Pássaros
  • O Retorno
  • O Teu Rosto Será o Último
  • Histórias Falsas
  • Fazes-me Falta
  • As Pupilas do Senhor Reitor
  • O Meu Irmão
  • Contos da Montanha
  • A Costa dos Murmúrios
  • Contos
  • Novas Crónicas da Boca do Inferno

Share This Book



“Amor. Amor. Amor, gostava de dizer esta palavra até gastá-la ainda mais. Amor, gostava de dizer esta palavra até perder ainda mais o seu sentido. Amor. Amor. Amor, até ser uma palavra que não significa nem sequer uma ilusão, uma mentira. Amor, amor, amor, nem sequer uma mentira, nem sequer um sentimento vago e incompreensível. Amor amor amor, até ser nem sequer uma palavra banal, nem sequer a palavra mais vulgar, nem sequer uma palavra. Amoramoramor, até ao momento em que alguém diz amor e ninguém vira a cabeça para ouvir, alguém diz amor e ninguém ouve, alguém diz amor e não disse nada. Sozinho, diante da campa. O amor é a solidão.” 44 likes
“Momentos que o fim torna ridículos. Momentos que fazem viver, esperando por um dia, depois de todas as desilusões, depois de todos os arrependimentos e fracassos, em que se possam viver de novo, para de novo chegar o fim e de novo a esperança e de novo o fim.” 1 likes
More quotes…