Goodreads helps you keep track of books you want to read.
Start by marking “Bichos” as Want to Read:
Bichos
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating
Open Preview

Bichos

3.77 of 5 stars 3.77  ·  rating details  ·  1,239 ratings  ·  35 reviews
Uma pequena Arca de Noé de contos em que as personagens vivem vidas cheias de emoções e problemas bastante humanos.

Publicado em 1940, Bichos é o primeiro livro de contos de Miguel Torga, um dos mais originais da literatura portuguesa no género, de tal modo que se afirmou como o maior êxito literário do autor e como um dos clássicos da nossa literatura. Esta obra é um teste
...more
Paperback, 20.ª edição, 120 pages
Published 2002 by Publicações Dom Quixote (first published 1940)
more details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about Bichos, please sign up.

Be the first to ask a question about Bichos

Os Maias by Eça de QueirósAuto da Barca do Inferno by Gil VicenteFelizmente Há Luar! by Luís de Sttau MonteiroFrei Luís de Sousa by Almeida GarrettA Lua de Joana by Maria Teresa Maia Gonzalez
Livros Portugueses - O que já li...
32nd out of 910 books — 284 voters
Blindness by José SaramagoMemórias Póstumas de Brás Cubas by Machado de AssisOs Maias by Eça de QueirósThe Lusiads by Luís Vaz de CamõesThe Book of Disquiet by Fernando Pessoa
Best Literature in Portuguese
37th out of 346 books — 264 voters


More lists with this book...

Community Reviews

(showing 1-30 of 1,787)
filter  |  sort: default (?)  |  rating details
Ricardo Mendes

Nunca pensei que uma obra escrita no ano de 1940 fosse tão actual.

O mérito desse feito é claro fruto de Miguel Torga, o único escritor que até hoje me cativou com a sua poesia e por esse motivo decidi partir para a prosa.

Em 14 contos são abordados temas como o aborto, a velhice, a tourada, a amizade, a liberdade e até religião, entre muitos outros. Miguel Torga descreve os sentimentos e pensamentos dos animais de forma tão subtil que desde cedo percebemos que o objectivo não é defender os direit
...more
Cloud
"Se eu hoje me esquecesse das tuas angústias, e tu das minhas, seríamos ambos traidores a uma solidariedade de berço, umbilical e cósmica; se amanhã não estivéssemos unidos nos factos fundamentais que a posteridade há‑de considerar, estes anos decorridos ficariam sem qualquer significação, porque onde está ou tenha estado um homem é preciso que esteja ou tenha estado toda a humanidade."
Moisés
Cando comecei a ler "Bichos" non me imaxinaba que me gustaría tanto. Tiña a idea de que era un libro menor de Miguel Torga, enfocado a lectores novos. Aí demostro que nunca antes lera nada del e que tiña pouca idea da súa obra. Ao cabo, pareceume unha estupenda colección de relatos, que casa cun tema que me interesa moito na vida e na literatura: a relación entre as persoas e o seu medio natural (ou viceversa, como neste caso).
Existe moita literatura protagonizada por animais, pero nestes relat
...more
Maria Carmo
A prosa magníficamente límpida e cantarolante da natureza na sua pujança, Miguel Torga no seu melhor!
The incredibly luminous and musical prose of Miguel Torga, bringing us Nature and ita Creatures in all their might and impetus.

Maria Carmo,


Lisbon 22 June 2012.
Margarida
Sempre tive em casa o livro "Novos Contos da Montanha" de Miguel Torga e lembro-me de em adolescente ter tentado ler e desistido por não me ter cativado. Nunca mais tentei pegar em nenhum texto de Miguel Torga, confesso que marcada pelo preconceito de voltar a não gostar. Mas a idade é outra, o contexto é outro e desta vez surpreendi-me, apesar da leitura não ser exactamente fácil.
Os 14 contos que constituem esta obra são marcados por animais quase humanizados e por homens quase animalizados. Os
...more
Virgilio Machado
Bichos é um clássico da literatura portuguesa. O grande escritor português - também poeta, teatrólogo, contista e memorialista - Miguel Torga, inventa um mundo de bichos humanizados.

São catorze contos, onde o mistério da vida nos aparece no seu esplendor, perfilando bicho, homem e natureza numa comunhão fraternal, em que todas as peças são necessárias ao puzzle da vida.

Bichos é, também, o retrato fiel do viver trasmontano; uma vida de suor e lágrimas, por entre escolhos e lobos, mas sempre reple
...more
Fábio Duarte
Torga não tem a escrita fácil da cidade e escreve com terra, como um lavrador que capta a beleza do natural. Dá-nos a conhecer contos sobre animais que vivem os dramas dos humanos, o caso de Miúra um touro que enfrenta a morte na tourada e não percebe esse jogo fatal em que o meteram, Vicente, corvo que se insurge contra o criador e demonstra a obstinação e a vontade maior de sair da arca de noé e descobrir terra, e homens e mulheres que são bestas puras, como Madalena que dá à luz um filho, na ...more
Sandra
Sinto-me dividida nesta minha opinião.
Se por um lado como amante de animais senti-me incomodada com alguns dos contos, por outro entendo que em 1940, data em que foi publicado este livro pela primeira vez, existissem pessoas que vissem nos seus animais de estimação apenas um ser com o objetivo de ser útil ao "seu dono".

No entanto é curioso que Torga tenha optado por colocar esses ditos seres irracionais (que na minha opinião são por vezes mais racionais que alguns seres humanos) como narradores
...more
Rafael Alves
Decerto que muita coisa me escapou pelos meus olhos desatentos e inexperientes de leigo da Literatura, e contudo não pude deixar de sentir a "humanidade" aludida na introdução.

Mais até, este livro compõe um verdadeiro "ecossistema" (fantasticamente literal e metafórico) de contos que de animais só mesmo os nomes, as personagens tão fundidas estão na perspectiva e entendimento humano para criar empaticamente uma forma de percebermos o seu viver e existir que nos devolvem pelo distanciamento cria
...more
Paula
Jun 10, 2011 Paula rated it 5 of 5 stars
Recommends it for: TODOS!!!
Recommended to Paula by: mãe
Livro de contos que líamos obrigatoriamente na escola. Também os líamos por prazer.
Apreciei vários, "Miúra". O TOURO enfrenta com dignidade o HOMEM.
"Miúra" representa os mais fracos, os humildes, os vencedores!
Um clássico que tem de ser preservado. Não há tecnologia que minimize Torga... Haja vontade de contar e arte de saber contar.
Goncalo
Num deambular meio perdido numa feira do livro, encontrei este quase oferecido. Um achado imperdível.

Miguel Torga humaniza a bicharada numa série de contos que transmitem problemas bem reais do meio transmontano.

Torga tem uma escrita formidável, e é dos livros mais cativantes que alguma vez li.
Artemisa
Um livro de contos, na sua maioria sobre a morte de animais irracionais.

O livro lê-se bem, a escrita é fluída, se bem que por vezes o estilo é um pouco datado.

No geral gostei, apesar de a maior parte dos contos ser algo macábro e bastante mórbido...
Anaí Palacios
Un portugués.
Uno termina acostumbrándose a los idiomas extranjeros aunque leamos la traducción al español.

Todas las historias son mis favoritas.
Isabel Maia
Bichos é o retrato fiel do quotidiano transmontano. Uma vida pautada de suor e lágrimas, por entre vales e lobos, mas sempre repleta daquela alegria de ser simples, de viver em comunhão total com a natureza, em fusão permanente com os elementos. Miguel Torga fez desta obra um testemunho inigualável da união natural entre os Homens e os bichos. Entre os dois, a terra, o denominador comum que lhes dá vida. No trabalho, nas paixões ou nas dores, os bichos compartilham com os homens as esperanças e ...more
Siv30
"חיות", מיגל טורגה
הוצאת כרמל, 2008, 115 עמ`

"שד משחת התרנגול שלך! מחלק פקודות על ימין ועל שמאל, וטוחן את כל התרנגולות בכפר אחת אחרי השניה..."
נאום זוליה פירסש לבעלת המשק. טנוריו הקשיב לדבריה וארשת צנועה על פניו. בתוך תוכו התמוגג, כמובן, מנחת. מי אינו אוהב לשמוע את שבחי גברותו?...אוי, הלוואי רק שהקוץ לא היה מתחיל לצמוח בליבו !..." (עמ` 58)

קובץ סיפורים ראשון מאת הסופר הפורטוגלי המוערך, מיגל טורגה. בכל סיפור מתמקד הסופר בדמות אחת מרכזית כך שהקובץ השלם מאפשר תמונה פנורמית של חיי הכפר.

חלק מהסיפורים בק
...more
Patricia Rodrigues
Resolvi ler este livro, porque nunca tinha lido nada de Miguel Torga e achei que um livro que faz parte do Plano Nacional de Leitura (PNL) era um bom ponto de partida.
No entanto, e apesar de ter partido para a leitura sem nenhumas expectativas, não gostei do que li.
É um livro de contos, cujo tema principal é a morte de animais.
Lê-se rapidamente, mas não gostei. Achei que as histórias não faziam grande sentido e mostravam uma crueldade para com os animais, que não fui capaz de ultrapassar. Porven
...more
Marília
Wonderful! On Portugal's day, national holiday of 10th of June, I read this wonderful book describing all sort of "bichos" in a fantastic prose that made me want to read more from Torga.
Ricardo Alves
Outro livro ímpar. A condição humana nas acções e reacções dos animais & outros bichos.
Samuel Tomé
Ler tudo em:
http://aminhaleituras.blogspot.pt/201...

A morte e um tema que atravessa toda a obra, nas suas mais variadas formas: o assassínio, a morte por divertimento, a morte por crueldade, a morte por piedade, a morte por abandono, o nado-morto. Torga presenteia-nos com um cenário serrano ao longo destes contos, pontuado com excelentes passagens, que nos fazem refletir, algumas, e outras com uma certa dimensão humorístico-irónica.
Joaobispo
It's a nice book, contains short stories about animals doing animal things but having human dramas.

Since each story is just a couple of pages long, it was difficult to "get into it", but it is very well written and has some nice stories.
Vitor
"Vencera todos os obstáculos dum árido caminho, sem ajuda de ninguém. No fim do esforço. nem sequer essa vitória via reconhecida. Por isso, nada devia aos outroa, e nada lhes daria, a não ser a beleza daquele hino gratuito."
Natacha
I read this when I was in highschool and still today after so many years some of the stories come to my mind, they leave a mark on you - specially the one about the bullfight, will never forget it...
Sophia
I must admit that the author's writing style is interesting, as some of his characters. However, I only really liked one story, and was disappointed by the endings of the others...
Su Evenstar
Gosto da forma da escrita do livro.
Da maneira como o escritor descreve cada animal e o seu dia-a-dia e da moral de cada pequeno conto.
Todos devem ler esta obra.
Ke Huang
The concept behind this book was quite original. I would say even better executed than London's "Call of the Wild." However, the endings were a bit repetitive.
Carlos Beça
Começou por ser uma leitura obrigatória, ou antes de obrigação, mas tornou se numa leitura divertida, um bom clássico da escrita nacional.
Magda Cerqueira
Small tales using animals to describe people from the hills with great accuracy. Easy reading, too.
Antonio Mesquita
.......................................................................................................
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 59 60 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • Contos
  • A Queda dum Anjo
  • A Morgadinha dos Canaviais
  • Só
  • Mensagem - Poemas esotéricos
  • O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá: Uma História de Amor
  • Mau Tempo No Canal (Biblioteca De Autores Portugueses, Obras Completas de Vitorino Nemésio, vol. VIII)
  • Aventuras de João Sem Medo: Panfleto Mágico em forma de Romance (Biblioteca de Bolso Literatura #3)
  • A Menina do Mar
  • Manhã Submersa
  • Os Livros que Devoraram o Meu Pai
  • Balada da Praia dos Cães
  • Sonetos
  • A Máquina de Fazer Espanhóis
417737
Miguel Torga, pseudonym of Adolfo Correia da Rocha was one of the greatest Portuguese writers of the 20th century. He wrote poetry, short stories, theater and a 16 volume diary.

He was born in a village in Trás-os-Montes, northern Portugal, to small-time farmer parents. After a short spell as student in a catholic seminary in Lamego, also in Trás-os-Montes, in 1920 his father sent him to Brazil whe
...more
More about Miguel Torga...
Contos da Montanha Novos Contos da Montanha O Senhor Ventura (Colecção Mil Folhas, #43) Tales and More Tales from Mountain Antologia Poética

Share This Book

No trivia or quizzes yet. Add some now »