Mensagem e Outros Poemas Afins (Colecção Livros de Bolso, #435)
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating

Mensagem e Outros Poemas Afins (Colecção Livros de Bolso, #435)

by
4.2 of 5 stars 4.20  ·  rating details  ·  2,756 ratings  ·  51 reviews
Meio século após a sua publicação, Mensagem, que se tornou o poema-epónimo de Pessoa, conserva ainda o seu estatuto singular no conjunto ontologicamente dilacerado da sua obra. O que mudou foi o estatuto da sua "estranheza" Hoje ela faz parte da estranheza, por assim dizer, conatural, à poesia de Pessoa, intrinsecamente dilacerada entre o sentimento da total Irrealidades d...more
Paperback, 199 pages
Published 1990 by Publicações Europa-América (first published 1934)
more details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.
This book is not yet featured on Listopia. Add this book to your favorite list »

Community Reviews

(showing 1-30 of 3,000)
filter  |  sort: default (?)  |  rating details
Maria Carmo
Eis um maravilhoso Épico que gostei de reler pela enésima vez! Neste momento em que Portugal passa por uma tão profunda crise, é extraordinário ver como Fernando Pessoa em tantos poemas e escritos chegou a ser profético. A estrutura da Mensagem é ela própria um Mistério para meditar e intuir. Precoce em tudo e adiante do seu tempo, já então nos falava de "rasgões no espaço" onde pudéssemos entrever a Ilha sonhada... Será que estamos agora no momento por ele tão assinalado?

"QUINTO / NEVOEIRO

Nem r...more
Felisberto Barros
«Mensagem» é, de certo, das mensagens mais esperançosas e lutadoras que Fernando Pessoa criou na sua genialidade poética, tanto em poemas assumidos na sua heteronomia como ortónimo.

É incrível como uma pessoa que se desacredita tanto, a si e ao seu destino/futuro, e depois consegue acreditar vivamente em algo que os tempos modernos lhe diriam que era um louco e alucinado! Como alguém referiu numa das revisões aqui patentes na Goodreads, o homem deve andar mesmo às voltas no caixão com o que assi...more
Maria
Um dos melhores livros de poesia que já li.
Provavelmente, também é graças a este livro que gosto tanto de poesia...
Nuno Santos
"não temo o que virá,/ Pois, venha o que vier, nunca será/ Maior do que a minha alma."
Spike Gomes
I was not as struck by this book as I was by "The Book of Disquiet". I have a feeling it may be because much is being lost in the translation. Certainly, the Portuguese sounds much better than the English. I have some questions on word choice, but not knowing any better I defer to the translator.

In short, this book not written under a heteronym is a paean to the Portuguese nation and spirit. At times it certainly catches it. In others, I am completely left adrift (pun intended). This may be beca...more
Julia Boechat Machado
Mar Português é, com razão, um dos poemas mais conhecidos da língua portuguesa, curto, mas fonte de citações, interessante.


X. MAR PORTUGUÊS

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é...more
António Ganhão
Miguel Real oferece-nos uma leitura lúcida e inteligente deste belíssimo poema, respeitando-lhe a alma, permitindo ao leitor apreender, em toda a sua extensão, a simbologia e misticismo de que está impregnado. As ilustrações de João Pedro Lam dão ao livro um aspecto menos pesado, fazendo-nos abstrair do lado académico e mais formal desta obra.

Ler mais em Acrítico - leituras dispersas


Marco
MAR PORTUGUÊS

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quere passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.
Teresa
Fernando Pessoa continua a ser um ou senão "o" melhor poeta português e este livro que alia a sua técnica de escrita à história portuguesa é um ótimo exemplo do seu talento.
Isabel Maia
Publicado em 1934, um ano antes da morte do poeta, Mensagem foi desde o início agraciado com diversos prémios mesmo quando Pessoa apenas o considerava um “livro pequeno de poemas”. Após uma nota preliminar onde o autor discorre sobre as qualidades que o leitor deve ter para entender os símbolos que vai passar a apresentar, os 44 poemas que fazem parte desta obra dividem-se em três partes distintas. Em Brasão, Pessoa homenageia as figuras históricas de maior relevo do panorama nacional. Mar Portu...more
Raquel
Sobre a necessidade de um Quinto Império, o império da cultura, do espírito.
É um livro de poemas bonitos e simbólicos, mas não sou especialmente apreciadora de Pessoa, embora não deixe de achar que é uma personalidade e um escritor fabuloso, e, tendo em conta que, na minha perspectiva, ainda não regenerámos Portugal, não posso deixar de sentir pena pelo escritor, que deve andar a dar voltas na campa. Eu, pelo menos, se escrevesse como ele e se tivesse conhecido escritores tão bons e pessoas tão...more
coffeealias
Just as proud as Camoes, but far more restrained and intelligent. Simple but profound.

Favored quotes:

Sad the man who lives at home,
Content with his hearth,
Without a dream whose fluttering wing
Makes the embers grow redder
In the warm fire to be abandoned!

~
God wills, man dreams, the work is born.
God willed that all the earth be one,
That the sea unite rather than divide it.

~
Let those for whom enough is enough
Have just enough to feel they have enough!
Life is brief, the soul is vast:
Having is procrast...more
Francisco
Pelo "paganismo superior" de Reis e Caeiro, que defende que Cristo é não o único deus, mas um entre muitos, podemos defender que FP queria colocar o Sebastião neste panteão.
As minhas crenças, ou melhor, a minha ausência de crenças, impedem-me de defender o sebastianismo como religião (quem diz o sebastianismo, diz todas as outras), mas não me impedem de ver na Mensagem um livro tremendamente optimista, escrito na esperança de que Portugal volte a ser aquilo que tão fugaz foi: um verdadeiro impé...more
Luís
“Mensagem” representa a "resposta" de Fernando Pessoa a Camões e coloca, de certa forma, Pessoa em confronto com o grande poeta da nossa nacionalidade. Mas, simultaneamente, este livro não poderia estar mais distante d’"Os Lusíadas". É esta aparente contradição que o torna tão fascinante, sobretudo se percebermos como Mensagem esconde em si mesma um conteúdo que vai muito para além da celebração das glórias Ultramarinas de Portugal.
Mariana
Achei que a Mensagem seria um bom livro para inaugurar as leituras de 2014. É pequeno e lê-se de uma assentada. Foi sem sombra de dúvidas uma das minhas leituras obrigatórias favoritas dos tempos do ensino secundário.
Épico e inspirador, relembrou-me mais uma vez o quanto gosto da escrita de Fernando Pessoa.
Natascha
"Os Lusíadas" do século XX. Fiquei a conhecer "Mensagem" por fazer parte da leitura obrigatória de Português A, ou Literatura Portuguesa, no liceu, e desde então tornou-se numa das minhas obras favoritas. Uma obra de arte literária universal.

Incrível como, 100 anos volvidos, esta obra continua actual.
Camila
Mensagem é um livro que busca valorizar Portugal por meio da glorificação de suas conquistas e de seus heróis passados.
Apesar de escrito no século XX, apresenta um estilo rebuscado, baseado no estilo épico de Camões.
Indico a leitura do livro aos que apreciam a história de Portugal.
Mónica
Li "Mensagem" na escola e devo dizer que adorei. Todo o simbolismo que Fernando Pessoa colocou ao longo da obra (tanto em termos numerológicos como noutros aspectos) faz com que a obra seja algo bastante interessante de analisar.

Como quase todas as obras de Fernando Pessoa, amei!
Pedro Zavala
El único libro publicado por Pessoa, es claro y triste, se nota una calma interior y una pausa que deja sentir un ritmo zen. Fue con la ortografía actualizada así que no sé que tan diferente sea del original
Joana
this book was really good and it made me want to be alive at the time when portugal was a world power. it makes me sad my country has become what it has but i still have faith in it :)
Beatriz Canas Mendes
É difícil não ficarmos minimamente inspirados por esta Mensagem. A força que Pessoa nos transmite e a esperança que tem na sua pátria e nos seus compatriotas é inigualável.
Tiago
A edição da Relógio d'Água tem textos informativos em todos os poemas o que possibilita uma interpretação básica dos poemas, assim como um prefácio completo de Eduardo Lourenço.


A única razão pela qual não gosto de mensagem é uma das suas linhas de construção maior... a definição da nacionalidade devia ser um tema procurado na disforia da queda das civilizações Católicas do Oliveira Martins ou do ultimato britânico, mas, agora, é... um lugar comum? Provavelmente é muito redutor interpertá-lo como...more
Marianne Harlé
beautifull book , i loved it but poetry isn't my favourite type of reading, but i totally loved it! i'm surprised!
Ricardo
O único livro publicado por Pessoa em vida é, provavelmente, o melhor livro da poesia portuguesa.
Sónia
Fabuloso para ler e reler, de seguida ou salteado... A nossa história, os tempos aúreos e o marasmo...
Teresap
Portugal é um país de poetas em que as mais belas palavras brotam na forma de versos. Um lirismo que se apresenta vestido de diversas roupagens, desde epopeias e narrativas a sátiras ou ainda a elegias. Uma profusão de poetas destinados a ser amados por quem os lê. Entre o património poético do nosso país, a obra a Mensagem, de Fernando Pessoa (ortónimo), reune alguns dos poemas que pela sua beleza têm local cativo na minha memória. Poemas cuja mestria os torna passíveis de serem saboreados pela...more
Ana Tarouca
Colossal! Sublime! Fernando Pessoa no seu melhor!
Lune
http://blackteamoon.blogspot.pt/

Mensagem, clássico da literatura portuguesa, é um livro onde é criada uma mitologia do passado heróico de Portugal. Este é constituído por 44 poemas que se encontram divididos em 3 partes, que representam as 3 étapas do Império Português: Nascimento (Brasão), Realização (Mar Português) e Morte (O Encoberto), onde em seguida volta haver um renascimento.
Na altura em que nos era imposto ler este livro (tal como típica aluna) não liguei nada à sua história e significa...more
Nirvana_l7
Very good, very interesting, but far from being the masterpiece of Portuguese poetry, in my opinion and unlike the opinion of most people. It's not even comparable to "Os Lusíadas" by Luís de Camões, so far from its refinement, symbolism, passion, organization and beauty, which is, actually, the masterpiece of poetry, probably even in a world scale. We can't argue that "Mensagem" it's better just because it's easier to understand: please give me better arguments. I regard this interesting work b...more
Catarina Amaral
Fernando pessoa tem uma visão sobre Portugal que mais ninguém conseguiu ter, ele é demasiado futurista ainda para o século 21 e venho com esta conversa porque acho que actualmente as pessoas interpretam pessoa de uma maneira que ele não queria ser interpretado... Em relação ao livro, após quase 100 anos este livro descreve a situação que estamos a passar actualmente, exactamente a crise é algo que vai existi sempre em cada século que vivamos...este livro reflete a esperança de Pessoa para que Po...more
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 99 100 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • The Lusiads
  • Contos
  • Sonetos
  • Auto da Barca do Inferno
  • Bichos
  • A Queda dum Anjo
  • Aparição
  • Histórias da Terra e do Mar
  • Eurico, o Presbítero
  • A Confissão de Lúcio
  • Uma Família Inglesa
  • O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá: Uma História de Amor
  • Felizmente Há Luar!
7816
Fernando António Nogueira Pessoa was a poet and writer.

It is sometimes said that the four greatest Portuguese poets of modern times are Fernando Pessoa. The statement is possible since Pessoa, whose name means ‘person’ in Portuguese, had three alter egos who wrote in styles completely different from his own. In fact Pessoa wrote under dozens of names, but Alberto Caeiro, Ricardo Reis and Álvaro de...more
More about Fernando Pessoa...
The Book of Disquiet Poems of Fernando Pessoa The Collected Poems of Alberto Caeiro Poemas de Álvaro de Campos (Obra Poética IV) El banquero anarquista

Share This Book

No trivia or quizzes yet. Add some now »

“Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.” 13 likes
“Sem a loucura que é o homem
Mais que a besta sadia,
Cadáver adiado que procria?"

O sonho é ver as formas invisíveis
Da distância imprecisa, e, com sensíveis
Movimentos da esp'rança e da vontade,
Buscar na linha fria do horizonte
A árvore, a praia, a flor, a ave, a fonte -
Os beijos merecidos da Verdade. "

(...)Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quere passar além do Bojador
Tem que passar além da dor. "

Triste de quem é feliz!
Vive porque a vida dura.
Nada na alma lhe diz
Mais que a lição da raiz -
Ter por vida a sepultura."

Ser descontente é ser homem. "

Tenho meus olhos quentes de água. "

'Screvo meu livro à beira-mágoa. "

Quando, meu Sonho e meu Senhor?”
12 likes
More quotes…