Устоите на Земята. II част (Устоите на земята, #1)
Enlarge cover
Rate this book
Clear rating

Устоите на Земята. II част (The Pillars of the Earth #1 (Part 2 of 2))

by
4.43 of 5 stars 4.43  ·  rating details  ·  645 ratings  ·  48 reviews
„Устоите на Земята“ е разказ за Филип, приор на Кингсбридж, благочестив и находчив монах, наел се да построи най-голямата готическа катедрала на света;
За Том, зидаря, станал неговия архитект, човек с раздвоена душа;
За красивата загадъчна лейди Алиена, изтерзана от таен позор…
И за стълкновението между добро и зло, което ще обърне църква срещу държава и брат срещу брат.
Плени...more
Paperback, 645 pages
Published 2010 by Студио Арт Лайн (first published 1989)
more details... edit details

Friend Reviews

To see what your friends thought of this book, please sign up.

Reader Q&A

To ask other readers questions about Устоите на Земята. II част, please sign up.

Be the first to ask a question about Устоите на Земята. II част

This book is not yet featured on Listopia. Add this book to your favorite list »

Community Reviews

(showing 1-30 of 1,077)
filter  |  sort: default (?)  |  rating details
Telma Duarte
Os palácios, os castelos, as catedrais, são desde sempre, os lugares onde me continuo a perder uma e outra vez.
A história das gentes e dos lugares, exerce sobre mim um fascínio que chega a ser mágico, pois tem o poder de me transportar no tempo. Por tudo isso e muito mais, tive o prazer de visitar a Inglaterra em plena época medieval, onde, tendo por base a construção da catedral de Kingsbridge, Ken Follett, transporta-nos numa viagem épica ao longo do sec. XII, numa Inglaterra dividida pela lut...more
Cristina Delgado
Depois de ter lido várias opiniões sobre esta obra, decidi-me a tirar as minhas próprias conclusões...
Foi a minha "estreia" com o Ken Follet e decididamente conseguiu atingir as minhas expectativas :)
Depois de uma óptima viagem à idade média, a um tempo de guerra civil e em que se constroem catedrais inovadoras, ficou a vontade de continuar a seguir a vida destas famílias e é com uma certa nostalgia que se vê as quase seiscentas páginas deste volume II chegarem rapidamente ao fim.
Um enredo bem c...more
Luis
A palavra que poderia definir os dois volumes dos "Pilares da Terra" é: fantástico!!!
Tudo nos livros é bom, as várias histórias, o ambiente criado pelo autor que nos consegue colocar naquela época. Recomendo a leitura destes livros e de seguida vejam a série porque tem a mesma qualidade que os livros!
Tânia F
A história situa-se na idade média (séc. XII), versa sobre a construção de uma catedral e todo um leque de personagem é construído a partir disso, desde o prior do priorado, do pedreiro e respectiva família, as manobras políticas do clero, as ambições da nobreza e retratando todo o ambiente medieval de imundice e brutalidade. Recomendo a quem queira ler uma história cativante, em que não vai descansar enquanto não chegar ao fim.
Foi realizada uma mini-série e vi os dois primeiros episódios, um po...more
Nuno Alexandre Chaves
No Seguimento da magistral história de Ken Follett, terminei “Os Pilares da Terra”. a minha opinião não varia muito da 1ª parte desta história (que deve ser lida num todo) que é uma só.

Ao longo de Quase mil páginas e numa acção que decorre sensivelmente durante 70 anos, reencontramos antigos personagens e conhecemos novos personagens, que vêm dar mais folêgo à história.

Embora um pouco mais lento do que o “1º volume” (cheguei por vezes a vacilar) este livro finaliza assim o sonho de Tom, que quer...more
Marco Caetano
Se gostei do primeiro volume, que dizer do segundo? A magia permanece e se querem realmente saber, penso que melhora.

Para mim, o ponto forte de Ken Follett é sem dúvida a qualidade da caracterização das personagens. Ao longo da história vai-se percebendo um claro domínio do autor nos intérpretes, fazendo com que o leitor se apaixone ou deteste cada um deles.

Neste segundo volume, fica-se ainda com a impressão de que tudo se passa a um ritmo ainda mais rápido. A trama é muito bem orquestrada com f...more
Célia
Cinco meses depois de ter lido o primeiro volume de "Os Pilares da Terra", parti para a leitura do segundo. Esta diferença temporal foi principalmente devida ao facto de a primeira parte não me ter impressionado por aí além... E julgo que se não ma tivessem oferecido, teria demorado ainda mais tempo a ler a segunda parte.
Aprendi uma coisa: não se deve desistir dos livros a meio. Porque, apesar de serem 2 volumes, o livro e a história são uma só. Portanto, na prática li metade de um livro e criti...more
Iceman
Apaixonado por romances históricos, ando constantemente à procura de livros do género, lendo opiniões e recensões, efectuando análises e buscas em variadíssimos sites, sempre esperançado na descoberta de um novo título, num novo autor.
Existindo actualmente muitos e bons livros, considero apaixonante os romances históricos porque permitem ao leitor uma digressão e uma percepção da época abordada, do seu modo de vida, forma de pensamento, de estar e de agir.
Assim e ao longo de muitos anos que levo...more
Mónica Silva
[Opinião no blog: http://howtoliveathousandlives.blogsp...]

Esta é uma autêntica obra-prima, é a única forma de classificar esta estória. Ken Follett é um mestre na construção de personagens tão reais que emocionam o leitor logo desde o início. De igual modo, as suas vidas interlaçam-se de uma forma inteligente e coerente. Uma das minhas personagens preferidas é sem dúvida o Prior Philip, representando a bondade, a humildade, mesmo a própria vulnerabilidade da alma humana.

A estória de amor entre...more
Vanessa Montês
Adorei este final! Este livro demonstra a cobiça das pessoas. Desde pessoas das mais baixas classes até (e especialmente) das maiores classes sociais. E assenta num ponto muito importante. Existe a religião propriamente dita e a religião feita pela igreja. Coisa muita diferentes que são muito discutidas neste livro. Adorei.
Erica
Adorei! Escrita simples mas empolgante...Pormenores fantásticos! Fiquei colada da primeira à ultima página..
Telma
Um ano após a leitura da primeira metade da história, consigo finalmente terminar “Os Pilares da Terra”. Olhando para o livro como um todo compreendo perfeitamente porque é que é tão bem sucedido. Há muitos pontos a focar neste livro, e alguns ficarão esquecidos, mas vou tentar falar sobre o que funcionou bem comigo.
Em primeiro lugar, pegar nesta 2ª metade um ano após a leitura da primeira foi quase como se tempo nenhum tivesse passado, tal é a forma rica com que nos é narrada aquela época. E o...more
Zeljka
I've read this book two days ago, and I still do not know what exactly to think about it. My colleagues at work are delighted by The Pillars of the Earth, while I am not, not really. I'll list three... no, four main reasons why, but before that, if you haven't read the book, I must say novel is perfectly OK as entertainment, therefore read it as such, and skip my rant below if you do not want to spoil the pleasure of reading.
One... The story, the idea itself is good. The way it develops througho...more
Marisa Martins
Eliana, Jack, Richard, Alfred e Martha cresceram. As obras da catedral avançam mediante o ritmo imposto pelas artimanhas e jogos sujos do actual senhor de Shiring, William Hamleigh, e pelo bispo Waleran. Philip continua a jogar o jogo deles e a sair sempre por cima. Enquanto se discute o reino nos campos de batalha, atrás das portas os senhores conspiram e traçam novos truques e caminhos, com vista a ganharem mais poder e dinheiro.
Que final está reservado para cada um dos personagens que viveram...more
Catarina M
I was very torn between 3 and 4 stars and the ideal would be 3,5.
The reason it falls on 4 stars is because sometimes this book as got me flipping pages and wondering what will come next. Fact is, characters are well build and when you're done you feel like you're pulled to the real world.

However, Ken Follet is overly descriptive and he tends to repeat himself every time he changes POV. and sometimes it's not even because characters see things differently...it's like he is just filling pages some...more
djamb
This review has been hidden because it contains spoilers. To view it, click here.
Whitelady3
Que viagem! É sem dúvida uma belíssima epopeia que, tendo como pano de fundo um período de guerra civil em Inglaterra, conta-nos a história da construção de uma catedral, sonho de uns e “pesadelo” de outros.

Se na primeira parte parece que andamos um pouco perdidos, neste volume vemos então onde a história nos leva e todas as perguntas (sobretudo o que liga Ellen a Waleran, o terrível segredo por detrás de toda a história), como não podia deixar de ser, são respondidas. O que mais destaco nesta o...more
Patricia Rodrigues
Depois de ter lido o volume I em 2011 e de não ter ficado muito impressionada, andei a adiar a leitura deste volume. No entanto, com o bookbingo, achei que este livro era um bom candidato para a categoria "Ficção Histórica" e ainda bem que o fiz.
Nesta parte da história fiquei completamente agarrada ao livro, pois de ainda irmos acompanhando a construção da catedral, a história é focada nas personagens. Personagens que são muito reais, e de todos os gostos: malvadas e completamente detestáveis; e...more
Vera
Sem descrições excessivas, personagens parvas ou de excessiva previsibilidade. Sem ser uma história complexa e rebuscada é um livro que nos agarra e puxa para a Idade Média, para a vida de todas aquelas personagens, para aqueles lugares, para aquela Inglaterra, para a construção de uma obra quase sobre-humana. Sem um Happily Ever After perfeito e sem grandes rodeios, o senhor Follet contou uma história de amor, de ódio, de Deus, de matemática, de arquitectura, de sonhos, de promessas, de manipul...more
Sara Ruas
I loved and hated this book.
It's that kind of books who have really bad moments, and I do mean BAD moments. Awful moments. Moments like rape, death, where you live them along the characters, all the despair, and also all the happiness. It's simply beautiful.
I must admit I was scared of finishing this book because I thought it would end up badly. I thought all the characters I loved were going to be miserable forever. But they weren't.
While you can't consider it a "happy ending", justice is still...more
Fabien
Le second tome est dans la lignée du premier (mais il faut dire que la plupart des éditions le présente sous forme d'un livre unique). Ce n'est pas de la grande littérature mais c'est agréable à lire. Le livre est truffé de rebondissements qui tiennent le lecteur en haleine : à chaque fois que l'on se dit que la situation s'arrange enfin pour les personnages... et bien il n'en est rien.

Reste que les personnages sont toujours aussi manichéens, ce qui a parfois tendance à être agaçant et moins at...more
Vasco
Reading the two books of this saga was an unforgettable voyage through the dark and uncertain times of the middle ages. The words are written with sharp realism and accurate detail. The first pages entangled me in an interesting story of profound characters. The first book is simply perfect. The second one could be better, because the author looks a little lost in the middle of it. Nevertheless it was a wonderful time that I spend reading this two books until the very last word.
Inês
É melhor que o primeiro volume, quanto mais não seja por revelar o que acaba por acontecer a todas as personagens. São livros longos que nos dão uma sensação de dever cumprido quando chegamos à última página, quanto mais não seja pelo tempo que lhes dedicámos. Ainda assim, reconhecendo o valor de Ken Follet, não me vejo a ler outro dos seus livros. Tive a minha dose de idade média, de monges e ambição eclesiástica, de camponeses e fora-da-lei, de reis perversos e injustos.
Guida Lts
Definitivamente uma obra de tirar a respiração. Uma história intensa.
<3 Aliena
Fábio
o que dizer sobre este livro? já tinha lido alguma coisa do autor e, apesar de não ter desgostado, também não adorei. No entanto este livro está brutal. Desde a escrita, às descrições, à caracterizações e evolução das personagens. Nada é deixado ao acaso. Consigo de facto perceber porque é que esta é a obra prima de Ken Follett.
Maria
gostei mais de ler esta segunda parte da história, talvez porque já me tivesse habituado à narrativa e ao estilo... pareceu-me, no entanto, que no final tudo foi um bocado abrupto, ou seja, parece que de repente se tornou necessário acabar com o livro e pronto!
certamente vou ficar por aqui relativamente a livros de Ken Follet...
Sofia
The Portuguese edition of "The Pillars of the Earth" is divided in two volumes.
I liked the second part of the story more than the first.
The translation is slightly better as well.
And I'm so glad I don't live in the early Middle-Ages! :)
Mare
Nice book set in Medieval time. I found out many things I never knew and with some internet research it's even better =) It's easy to like Good characters, and the only flow is too much long side stories.
Joana Martins
A sequência incontornável do I Volume que não desaponta, muito pelo contrário.
Uma narrativa sempre emocionante, com desenvolvimentos novos a cada página, verdadeiramente viciante.
Recomendo!
« previous 1 3 4 5 6 7 8 9 35 36 next »
There are no discussion topics on this book yet. Be the first to start one »
  • A Vingança do Assassino
  • O Anjo Branco
  • Equador
  • O Despertar da Magia (As Crónicas de Gelo e Fogo, #4)
  • A Senhora da Magia (As Brumas de Avalon, #1)
  • Os Livros que Devoraram o Meu Pai
  • The Last Kabbalist of Lisbon (The Sephardic Cycle, #1)
  • Morreste-me
  • Quando Lisboa Tremeu
3447
Ken Follett burst onto the book world in 1978 with Eye of the Needle, a taut and original thriller with a memorable woman character in the central role. The book won the Edgar award and became an outstanding film.

He went on to write four more bestselling thrillers: Triple; The Key to Rebecca; The Man from St Petersburg; and Lie Down with Lions.

He also wrote On Wings of Eagles, the true story of ho...more
More about Ken Follett...
The Pillars of the Earth  (The Pillars of the Earth, #1) Fall of Giants (The Century Trilogy, #1) World Without End (The Pillars of the Earth, #2) Eye of the Needle Winter of the World (The Century Trilogy #2)

Share This Book

“Talvez os selvagens nunca abandonem o poder - afirmou Philip com ar de desalento. - Talvez a cobiça nunca deixe de pesar mais nos conselhos dos poderosos que a sabedoria; talvez o medo nunca deixe de vencer a compaixão na mente dum homem com uma espada empunhada.” 5 likes
More quotes…