Joaquim Paço d'Arcos

more photos (1)





Joaquim Paço d'Arcos


Born
in Lisboa, Portugal
June 14, 1908

Died
June 10, 1979

Genre


JOAQUIM PAÇO D'ARCOS nasceu em Lisboa, a 14 de Junho de 1908. Foi Director dos Serviços de Imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros entre 1936 e 1960, Presidente da Sociedade Portuguesa de Escritores, Procurador à Câmara Corporativa (1973-74) e membro da Academia Brasileira de Letras. Viajado e cosmopolita, deixou peças de teatro, livros de memórias e, sobretudo, romances. O mais válido da sua obra é constituído pelos seis volumes romanescos que formam “Crónica da Vida Lisboeta”, iniciada com Ana Paula (Prémio Ricardo Malheiros, 1938) e concluída com A Corça Prisioneira (1956). Publicou outros livros, entre os quais se encontram obras de ficção (O Navio dos Mortos e Outras Novelas, 1952 e Carnaval e Outros Contos, 1959) e peças de t ...more

Average rating: 4.00 · 15 ratings · 2 reviews · 25 distinct works · Similar authors
Memórias Duma Nota de Banco

really liked it 4.00 avg rating — 5 ratings — published 1962 — 2 editions
Rate this book
Clear rating
Ana Paula : perfil de uma l...

really liked it 4.00 avg rating — 2 ratings — published 1938
Rate this book
Clear rating
Crónica da Vida Lisboeta - ...

it was amazing 5.00 avg rating — 1 rating — published 2009
Rate this book
Clear rating
Crónica da Vida Lisboeta - ...

it was amazing 5.00 avg rating — 1 rating — published 1944
Rate this book
Clear rating
Crónica da Vida Lisboeta - ...

it was amazing 5.00 avg rating — 1 rating — published 1938
Rate this book
Clear rating
Carnaval e outros contos

really liked it 4.00 avg rating — 1 rating
Rate this book
Clear rating
O Caminho da Culpa

3.50 avg rating — 2 ratings — published 1944 — 3 editions
Rate this book
Clear rating
Venâncio e outras histórias

liked it 3.00 avg rating — 1 rating — published 1971
Rate this book
Clear rating
Poemas imperfeitos

0.00 avg rating — 0 ratings
Rate this book
Clear rating
Neve sobre o mar

0.00 avg rating — 0 ratings
Rate this book
Clear rating
More books by Joaquim Paço d'Arcos…
“Escrever é projectar-se além da Vida,
É vencer a morte.
Um dia esta virá, de surpresa, ou tardia,
Mas uma coisa não levará, não reduzirá a cinzas,
E sobre ela a sua álgida mão não terá poder.

Ó morte, eu sei que tu me aniquilarás,
Mas não destruirás esta página
em que escrevo o teu nome,
O teu nome odiado e cruel.
Quantos seres derrubaste em volta de mim!
A todos apavoras.
Mas outras vidas há que não estão à tua mercê,
E essas, que nós criamos
Com a música das nossas palavras,
Com a febre do nosso espírito,
Com a ambição do nosso sonho,
Essas - sobreviver-nos-ão
E o teu amplexo não as envolverá.

O que fica do artista, para além dele, não te pertence;
Basta que nós te pertençamos.”
Joaquim Paço d'Arcos