Ramalho Ortigão





Ramalho Ortigão

Author profile


born
in Porto, Portugal
October 24, 1836

died
August 27, 1915

gender
male


About this author

José Duarte Ramalho Ortigão nasceu no Porto, na Casa de Germalde, freguesia de Santo Ildefonso. Era o mais velho de nove irmãos, filhos do primeiro-tenente de artilharia Joaquim da Costa Ramalho Ortigão e de D. Antónia Alves Duarte Silva Ramalho Ortigão.

Viveu a sua infância numa quinta do Porto com a avó materna, com a educação a cargo de um tio-avô e padrinho Frei José do Sacramento. Em Coimbra, frequentou brevemente o curso de Direito, começando a trabalhar como professor de francês no colégio da Lapa, no Porto, de que seu pai era director, e onde ensinou, entre outros, Eça de Queirós e Ricardo Jorge. Por essa altura, iniciou-se no jornalismo colaborando no Jornal do Porto . Foi colaborador em diversas publicações periódicas, nomeadamente...more


Average rating: 3.73 · 514 ratings · 25 reviews · 30 distinct works · Similar authors
As Farpas
4.4 of 5 stars 4.40 avg rating — 10 ratings — published 2011
Rate this book
Clear rating
As Farpas: Chronica Mensal ...
4.17 of 5 stars 4.17 avg rating — 6 ratings — published 2011
Rate this book
Clear rating
Histórias Cor-de-Rosa
2.56 of 5 stars 2.56 avg rating — 9 ratings — published 1870
Rate this book
Clear rating
Farpas Esquecidas (Obras Co...
4.5 of 5 stars 4.50 avg rating — 4 ratings — published 1890 — 2 editions
Rate this book
Clear rating
Farpas Escolhidas
by
3.4 of 5 stars 3.40 avg rating — 5 ratings — published 1971
Rate this book
Clear rating
Rei D. Carlos O Martirizado
4.5 of 5 stars 4.50 avg rating — 2 ratings — published 2005
Rate this book
Clear rating
A Holanda
3.0 of 5 stars 3.00 avg rating — 2 ratings — published 1981
Rate this book
Clear rating
Em Paris
5.0 of 5 stars 5.00 avg rating — 1 rating — published 2006 — 2 editions
Rate this book
Clear rating
Holland 1883
4.0 of 5 stars 4.00 avg rating — 1 rating
Rate this book
Clear rating
As Farpas: Chronica Mensal ...
4.0 of 5 stars 4.00 avg rating — 1 rating — published 2010
Rate this book
Clear rating
More books by Ramalho Ortigão…
“Tem-se a impressão que os Portugueses precisam de emigrar para desenvolverem todos os recursos da sua nativa e latente capacidade. Porquê? Porque na sua terra a casta dos políticos, a mais vil de todas as castas, como diz Paul Adam, predomina; absorve as energias nacionais, na mera ambição e na reles intriga dos partidos; revoluciona; revolve até os seus mais profundos alicerces o equilíbrio social; perturba e enxovalha a serenidade da aplicação e do trabalho; em nome de uma quimérica igualdade com que incendeia a brutalidade das multidões, decapita e destrói a influência ponderadora das élites e deturpa, avilta emporcalha tudo, afogando num cataclismo de lama a dignidade de um país inteiro.”
Ramalho Ortigão, Farpas Escolhidas

“Não é pela mudança de governantes, sejam verdes e vermelhos, sejam azuis e brancos, extraídos todos da mesma massa comum de cidadãos de refugo, combatidos e avariados, que se transformam as civilizações. É ùnicamente pela acção, lenta mas definitiva, da influência das élites sobre a obtusidade das massas que tais transformações se realizam.”
Ramalho Ortigão, Farpas Escolhidas